Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/33171
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2018_RafaelMartinsdeMorais.pdf948,8 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Polimorfismo genético dos genes P53, IL6 E TNFA em pacientes portadores do câncer papilífero da tireoide submetidos a iodoterapia em uma amostra do Distrito Federal
Autor(es): Morais, Rafael Martins de
Orientador(es): Nóbrega, Otávio de Tolêdo
Assunto: Tireóide - tumores
Tireóide - câncer
Polimorfismo (Genética)
Iodoterapia
Data de publicação: 11-Dez-2018
Referência: MORAIS, Rafael Martins de. Polimorfismo genético dos genes P53, IL6 E TNFA em pacientes portadores do câncer papilífero da tireoide submetidos a iodoterapia em uma amostra do Distrito Federal. 2018. 73 f., il. Dissertação (Mestrado em Ciências Médicas)—Universidade de Brasília, Brasília, 2018.
Resumo: O câncer de tireoide é responsável por apenas <1% de todos os cânceres humanos, porém, é a neoplasia endócrina de maior prevalência do mundo. O câncer papilífero da tireoide (CPT) é a doença endócrina mais comum representando aproximadamente 80-85% dos casos dos cânceres da tireoide. Localizado no cromossomo 17 (17p13.1), o gene P53 codifica uma proteína que atua como fator de transcrição regulando múltiplas funções celulares críticas para a manutenção da estabilidade genômica. As citocinas são os principais mediadores da inflamação, que agora estão sendo reconhecidas como uma das marcas do câncer. Produzida principalmente por macrófagos ativados, linfócitos T e células natural killer (NK), o fator de necrose tumoral alfa (TNF-α) é uma citocina de 17 kDa identificada no final da década de 1970. A interleucina-6 (IL-6) tem um papel importante na progressão tumoral, pode inibir a apoptose de células cancerosas e estimular angiogênese tumoral. O objetivo do estudo foi verificar a associação dos polimorfismos dos genes P53, IL6 e TNFA com o câncer papilífero da tireoide e verificar a influência da iodoterapia nos níveis séricos das citocinas IL-6 e TNF-α em pacientes portadores de CPT. O estudo concluiu que indivíduos portadores do genótipo recessivo AA do polimorfismo P53 rs2078486 foram associados ao CPT na população brasileira estudada (P=0,019). Os genótipos recessivos dos genes IL6 rs1800795 (P=0,489) e TNFA rs1800629 (P=0,119) não foram associados ao câncer papilífero da tireoide. As concentrações séricas da citocina [IL-6] pg/mL após a iodoterapia foi em média três vezes maior (22,99 ± 12,18 pg/mL) do que antes do tratamento (7,98 ± 4,34 pg/mL) (P<0,001), assim como os valores de [TNF-α] pg/mL, em média três vezes maior (32,91 ± 20,18 pg/mL) do que inicialmente (11,21 ± 7,11 pg/mL) (P<0,001). Além disso, foi possível observar diferença estatística entre as dosagens séricas de ambas citocinas entre os indivíduos caso (antes) e controle (P<0,001).
Abstract: Thyroid cancer is responsible for only <1% of all human cancers; however, it is the most prevalent endocrine neoplasia in the world. Papillary thyroid cancer (PCT) is the most common endocrine disease representing around 80-85% of thyroid cancers. Located on chromosome 17 (17p13.1), the P53 gene encodes a protein that acts as a transcription factor regulating multiple critical cellular functions for the maintenance of genomic stability. Cytokines are the main mediators of inflammation, which are being recognized as one of the hallmarks of cancer. Tumor necrosis factor alpha (TNF-a) is produced by activated macrophages, T lymphocytes and Natural killer (NK) cells. It is a 17 kDa cytokine identified in the late 1970s. The Interleukin-6 (IL-6) has an important role in tumor progression, can inhibit apoptosis of cancer cells and stimulate tumor angiogenesis. The aim of the study was verify the association of polymorphisms of P53, IL6 and TNFA genes with papillary thyroid cancer and verify the influence of iodine therapy on the serum levels of IL-6 and TNF-α cytokines in patients with CPT. The study concluded that individuals with the AA recessive genotype of the polymorphism P53 rs2078486 were associated with PTC in the Brazilian population studied (P=0.019). Recessive genotypes of IL6 genes rs1800795 (P=0.489) and TNFA rs1800629 (P=0.119) were not associated with papillary thyroid cancer. Serum cytokine concentrations [IL-6] pg/mL after iodine therapy were on average three times higher (22.99 ± 12.18 pg/mL) than before treatment (7.98 ± 4.34 pg/mL) (P<0.001), as well as the values of [TNF-α] pg / mL, on average three times higher (32.91 ± 20.18 pg/mL) than initially (11.21 ± 7.11 pg/mL) (P<0.001). In addition, it was possible to observe statistical difference between the serum levels of both cytokines between the case (before) and control (P<0.001) individuals.
Informações adicionais: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Medicina, Programa de Pós-Graduação em Ciências Médicas, 2018.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:FMD - Mestrado em Ciências Médicas (Dissertações)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.