Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/33104
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2018_SâmiaSuyaneCunhaCoelho.pdf1,91 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Uma aproximação da crítica marxista à política urbana no Brasil na era “neodesenvolvimentista” : uma reflexão necessária
Autor(es): Coelho, Sâmia Suyane Cunha
Orientador(es): Souza, Perci Coelho de
Assunto: Neomarxismo
Neodesenvolvimentismo
Desenvolvimento urbano
Data de publicação: 27-Nov-2018
Referência: COELHO, Sâmia Suyane Cunha. Uma aproximação da crítica marxista à política urbana no Brasil na era “neodesenvolvimentista”: uma reflexão necessária. 2018. 134 f., il. Dissertação (Mestrado em Política Social)—Universidade de Brasília, Brasília, 2018.
Resumo: Esta dissertação é de caráter teórico e analítico e teve como ponto de partida empírico a análise qualitativa da Política Nacional de Desenvolvimento Urbano (PNDU) concebida em 2004 no governo do Partido dos Trabalhadores-PT (2003-2016) conhecido como período “neodesenvolvimentista”. Quanto ao objetivo geral, visou contribuir com o acervo teórico da crítica marxista à perspectiva “neodesenvolvimentista” de Políticas Sociais com foco na Política Urbana “neodesenvolvimentista”. Para tanto, visou relacionar três categorias de análise: a saber, Neomarxismo Urbano, Política Urbana e “Neodesenvolvimentismo”. O método utilizado neste estudo foi o materialismo histórico-dialético. Seu objeto em apreciação diz respeito ao resgate da tradição e análise dos limites e possibilidades da perspectiva teórico-metodológica neomarxista, tendo em vista uma crítica atualizada acerca da experiência da política urbana no contexto do “neodesenvolvimentismo”. Como problematização, houve a pretensão de desnudar novas abstrações analíticas em termos comparados esclarecidos ao longo do texto. A hipótese geral considerou rigorosamente o método do materialismo histórico-dialético para análise da política urbana, que permitiu abstrair historicamente as categorias-chave do marxismo, as quais possuem capacidade crítica, potência teórica e plena aptidão para operarem satisfatoriamente o desafio de desvendar os limites e possibilidades do “neodesenvolvimentismo” como um fundamento da política urbana no Brasil do século XXI. Os resultados aferiram que não houve “pactuação democrática” alguma entre o Estado e sociedade civil para a dita “harmonia” entre desenvolvimento econômico e desenvolvimento social e sim a maximização dos lucros do capital monopolista; representado no meio urbano por: imobiliárias, empresas de transporte coletivo, construção civil, entre outros.
Abstract: This dissertation has a theoretical and analict character and had as an empirical starting point the qualitative analysis of the National Policy of Urban Development projected in 2004 in the government of the Party of Workers (2003-2016) known as the "neodevelopmentalist period".Regarding the general objective, it aimed to contribute with the theoretical collection of Marxist critique to the "neodevelopmental" perspective of Social Policies with a focus on the "neodevelopmental" Urban Policy. Therefore, it aimed to relate three categories of analysis: Urban Neo-Marxism, Urban Politics and "Neodevelopmentism". The method used in this study was historical-dialectical materialism.Its object concerns the rescue of tradition and analysis of the limits and possibilities of the neo-Marxist theoretical-methodological perspective, in view of an updated critique of the urban policy experience in the context of "neodevelopment". As problematization, there was the pretense of undressing new analytical abstractions in enlightened terms of comparative throughout the text.The general hypothesis considered the method of historical-dialectical materialism for the analysis of urban politics,which allowedto abstract historically the key-categories of Marxism, which have a critical capacity, a theoretical power and a complete ability to satisfactorily perform the challenge ofuncovering the limits and possibilities of "neodevelopment" as a basis of urban politics in Brazil today.The results showed that there was no "democratic pact" between the state and society for the so-called "harmony" between economic development and social development, but rather the maximization of the profits of urban monopoly capital via real estate, transportation companies, construction companies, among others.
Informações adicionais: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Humanas, Departamento de Serviço Social, Programa de Pós-Graduação em Política Social, 2018.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Agência financiadora: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).
Aparece nas coleções:SER - Mestrado em Política Social (Dissertações)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.