Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/33073
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2018_FernandaVasquesFerreira.pdf3,14 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
2018_FernandaVasquesFerreira_Apendices_e_anexo.pdfApêndice1,14 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: O papel do factual nos processos de agendamento e de enquadramento no telejornalismo
Autor(es): Ferreira, Fernanda Vasques
Orientador(es): Moura, Dione Oliveira
Assunto: Telejornalismo
Agendamento
Análise de enquadramento
Crack (Droga)
Jornal Nacional (Programa de televisão)
Data de publicação: 26-Nov-2018
Referência: FERREIRA, Fernanda Vasques. O papel do factual nos processos de agendamento e de enquadramento no telejornalismo. 2018. 438 f., il. Tese (Doutorado em Comunicação)—Universidade de Brasília, Brasília, 2018.
Resumo: A pesquisa tem como objetivo geral descrever os processos de agendamento e de enquadramento jornalísticos adotados na cobertura da pauta sobre o consumo do crack e sobre as implicações sociais decorrentes do uso da droga na cobertura jornalística do telejornal de maior audiência da televisão brasileira no período analisado (2012 a 2017) – o Jornal Nacional. Para isso, procuramos conhecer os estudos sobre agendamento e enquadramento, sobre televisão e telejornalismo produzidos no século XX e nas duas primeiras décadas do século XXI; os estudos realizados sobre crack; a perspectiva dos repórteres que produziram as reportagens analisadas neste trabalho e a visão de especialistas ligados a instituições de saúde, identificando as contradições existentes entre o fazer jornalístico e as perspectivas das diferentes áreas que abordam o tema, bem como os fatores que interferem no processo de agendamento e de enquadramento do Jornal Nacional no período desta análise. Inicialmente, realizamos um estudo exploratório que mapeou pesquisas e autores que discutiram o consumo do crack e as implicações sociais do consumo da droga e também as reportagens veiculadas pelo Jornal Nacional (JN) no período de 2012 a 2017. O recorte temporal adotado na pesquisa foi realizado com base na Teoria do Agendamento, de modo a levar em conta os efeitos de agenda da mídia no médio e no longo prazo. A partir do mapeamento das reportagens, entrevistamos os jornalistas que produziram as reportagens analisadas. Ao todo, o levantamento identificou 31 reportagens, das quais analisamos 19 reportagens cujos repórteres concederam-nos entrevistas, totalizando 11 repórteres entrevistados. Entrevistamos também dois especialistas em saúde pública para elucidar aspectos pertinentes ao fenômeno. A Triangulação Metodológica Teórica e entre Métodos foi empregada de modo a relacionar as evidências encontradas na investigação. Concluímos que o factual teve papel preponderante nos processos de agendamento e de enquadramento do consumo do crack e das implicações sociais da droga, embora reconheçamos outros fatores intervenientes apresentados neste trabalho. Constatamos que o Jornal Nacional agendou e enquadrou o assunto refletindo os processos pelos quais o acontecimento passa para se tornar noticiável, envolvendo as condições de produção jornalística, as experiências e vivências dos jornalistas, os princípios editoriais da empresa jornalística e as visões de mundo, bem como o posicionamento das fontes de informação utilizadas no discurso do telejornal. Embora o consumo do crack seja um problema social complexo, o telejornalismo produzido pelo Jornal Nacional, no período analisado, cobriu o assunto com uma abordagem factual comum, no JN, para temas que não possuem a mesma complexidade social.
Abstract: The generality objective of this research is to describe the journalistic scheduling and editorial processes adopted in the coverture of the crack drug use pattern and the social implications of using the drug in the coverage of the television news coverage with the highest ratings of Brazilian television in the analyzed period ( 2012 to 2017) - the National Journal. For this, we look for the studies on scheduling and framing, on television and telejournalism produced in the twentieth century and in the first two decades of the twenty-first century; studies on crack; the perspective of the reporters who produced the reports analyzed in this study and the perspective of specialists related to health institutions, identifying the contradictions between journalism and the perspectives of the different areas that approach the theme, as well as the factors that interfere in the process of scheduling and framing of the National Journal during the period of this analysis. Initially, we carried out an exploratory study that mapped researches and authors that discussed crack consumption and the social implications of drug use, as well as the reports published by Jornal Nacional (JN) in the period from 2012 to 2017. The temporal cut adopted in the research was based on Scheduling Theory, in order to take into account the media agenda effects in the medium and long term. From the mapping of the reports, we interviewed the journalists who produced the reports analyzed. In all, the survey identified 31 reports, of which we analyzed 19 reports whose reporters gave us interviews, totaling 11 reporters interviewed. We also interviewed two public health experts to elucidate aspects pertinent to the phenomenon. Theoretical and Methodological Triangulation was used in order to relate the evidences found in the investigation. We conclude that the factual had a preponderant role in the scheduling and framing processes of crack consumption and the social implications of the drug, although we recognize other intervening factors presented in this work. We find that the National Journal has scheduled and framed the subject reflecting the processes by which the event passes to become newsworthy, involving the conditions of journalistic production, the experiences and experiences of the journalists, the editorial principles of the journalistic company and the visions of the world, as well as such as the positioning of information sources used in television news discourse. Although the consumption of crack is a complex social problem, the journalism produced by Jornal Nacional during the analyzed period covered the subject with a common factual approach in the JN for subjects that do not have the same social complexity.
Informações adicionais: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Comunicação, Programa de Pós-graduação em Comunicação, 2018.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:FAC - Doutorado em Comunicação (Teses)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.