Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/32992
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2018_BrunoLeonardoDamásioSimões.pdf2,27 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Festejos no território quilombola kalunga : o planejamento participativo como instrumento de desenvolvimento local sustentável
Autor(es): Simões, Bruno Leonardo Damásio
Orientador(es): Tasso, João Paulo Faria
Assunto: Comunidades quilombolas
Comunidades tradicionais
Festas populares - etnologia
Festas folclóricas
Planejamento turístico
Desenvolvimento local
Chapada dos Veadeiros (GO)
Data de publicação: 9-Nov-2018
Referência: SIMÕES, Bruno Leonardo Damásio. Festejos no território quilombola kalunga: o planejamento participativo como instrumento de desenvolvimento local sustentável. 2018. 127 f., il. Dissertação (Mestrado Profissional em Turismo)—Universidade de Brasília, Brasília, 2018.
Resumo: A prática social do turismo quando conectada a territórios de populações tradicionais, tais como, indígenas e quilombolas, está diretamente ligada aos processos socioculturais que envolvem a forma como essas populações interagem com a natureza, seus hábitos e costumes e suas celebrações festivas. O presente trabalho busca um melhor entendimento acerca do fenômeno turístico no território usado (SANTOS, 1979 apud STEINBERGER, 2009) pela comunidade quilombola Kalunga, assim como, acerca dos eventos tradicionais, conhecidos como “Festejos Kalungas”. Esse território, reconhecido pelo Estado de Goiás, como Sítio Histórico e Patrimônio Cultural Kalunga, está localizado no Nordeste de Goiás, dentro de uma região que vem ganhando importância no cenário nacional, a Chapada dos Veadeiros, que abriga a unidade de conservação do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros. Trata-se do maior território quilombola do Brasil que conta com dezenas de cachoeiras e piscinas naturais, além de ser formado por um relevo montanhoso que proporciona vários mirantes e belos cenários. Os Festejos Kalungas chegam a receber milhares de pessoas durante períodos de até quinze dias. O cenário atual aponta para um crescimento da visitação, que tem causado impactos em questões ambientais, tais como a poluição de córregos e rios, impactos socioculturais, com a introdução de novos elementos como os sons automotivos, mas que também traz impactos positivos como o fortalecimento da identidade cultural e dos processos de interação. O objetivo desta pesquisa é analisar o fenômeno turístico no Território Quilombola Kalunga e a importância de um processo de planejamento participativo para a localidade, na perspectiva dos sujeitos. Adotou-se neste trabalho uma abordagem na qual o turismo é visto como um fenômeno social complexo, que deve ser analisado com base em paradigmas interdisciplinares, por meio de uma abordagem holística. Pergunta-se: a ausência de um processo participativo de planejamento turístico, integrado a outros projetos e planejamentos, tem acarretado impactos negativos no Território Kalunga? Levando-se em consideração que o fenômeno turístico está se consolidando na região, e já tem afetado localmente a comunidade Kalunga, como contribuir para a construção de um planejamento turístico participativo para o Território Kalunga? A metodologia de pesquisa, além do levantamento documental e bibliográfico, base para a discussão teórica e caracterização da localidade, adotou uma abordagem qualitativa. A coleta de dados foi realizada por meio de entrevistas semiestruturadas com representantes comunitários, gestores públicos e visitantes, bem como, durante a vivência in loco nos Festejos do Vão de Almas e do Vão do Moleque. Após a fase de campo foram propostas categorias de análise para reflexão crítica sobre o objeto de estudo. A aplicação dessas categorias permitiu constatar algumas questões referentes ao potencial turístico do Território Kalunga como um todo, especialmente, quando se trata das festividades tradicionais, cujo o potencial para atrair visitantes já está consolidado. Também foi possível identificar que a provável falta de envolvimento do poder público municipal, bem como a possível falta de integração entre atores sociais e políticos regionais, dificulta os processos de planejamento e de gestão, tanto dos eventos estudados quanto de atividades sociais, culturais e econômicas que estão ligadas ao fenômeno turístico no Território Kalunga.
Abstract: The social practice of tourism when connected to territories of traditional populations, such as indigenous and quilombolas (descendents of Africans slaved), is directly linked to the socio-cultural processes that involve the way these populations interact with nature, their habits and customs and their festive celebrations. The present work seeks a better understanding of the tourism phenomenon in the territory used (SANTOS, 1979 apud STEINBERGER, 2009) by the quilombola community Kalunga, as well as about the traditional events known as "Kalungas Festivities". This territory, recognized by the State of Goiás as Historical Site and Kalunga Cultural Heritage, is located in the Northeast of Goiás, within a region that is gaining importance in the national scenario, the Chapada dos Veadeiros, which houses the conservation unit of the National Park of Chapada dos Veadeiros. It is the largest quilombola territory in Brazil that has dozens of waterfalls and natural pools, besides being formed by a mountainous relief that provides several viewpoints and beautiful scenery. The Kalungas Festivals can receive thousands of people for periods of up to fifteen days. The current scenario points to a growth in visitation, which has caused impacts on environmental issues, such as pollution of streams and rivers, socio-cultural impacts, with the introduction of new elements such as automotive sounds, but also has positive impacts such as strengthening cultural identity and interaction processes. The objective of this research is to analyze the tourist phenomenon in the Quilombola Kalunga Territory and the importance of a participative planning process for the locality, from the perspective of the subjects. This paper adopts an approach in which tourism is seen as a complex social phenomenon, which must be analyzed based on interdisciplinary paradigms, through a holistic approach. Is the absence of a participatory process of tourism planning, integrated with other projects and planning, having negative impacts on the Kalunga Territory? Taking into account that the tourism phenomenon is consolidating in the region, and has already affected locally the Kalunga community, how to contribute to the construction of participatory tourism planning for the Kalunga Territory? The research methodology, besides the documentary and bibliographical survey, base for the theoretical discussion and characterization of the locality, adopted a qualitative approach. Data collection was done through semistructured interviews with community representatives, public managers and visitors, as well as during the on-site experience at the Vão de Almas and Vão do Moleque Festivities. After the field phase, categories of analysis were proposed for critical reflection on the object of study. The application of these categories made it possible to note some issues concerning the tourist potential of the Kalunga Territory as a whole, especially when it comes to traditional festivities, whose potential to attract visitors is already consolidated. It was also possible to identify that the probable lack of involvement of the municipal public government, as well as the possible lack of integration between regional social and political actors, hinders the planning and management processes of both the studied events and social, cultural and economic activities which are linked to the tourist phenomenon in the Kalunga Territory.
Informações adicionais: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Centro de Excelência em Turismo, Programa de Pós-Graduação em Turismo, 2018.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:CET - Mestrado Profissional em Turismo (Dissertações)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.