Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/32989
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2018_CamilaNascimentoMaia.pdf703,68 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Entre o mundo mágico e a vida cotidiana : o fantástico de Murilo Rubião como manifestação realista dos impasses da modernidade
Autor(es): Maia, Camila Nascimento
Orientador(es): Corrêa, Ana Laura dos Reis
Assunto: Rubião, Murilo, 1916-1945 - crítica e interpretação
Literatura fantástica
Literatura brasileira - aspectos sociológicos
Estética marxista
Capitalismo
Data de publicação: 9-Nov-2018
Referência: MAIA, Camila Nascimento. Entre o mundo mágico e a vida cotidiana: o fantástico de Murilo Rubião como manifestação realista dos impasses da modernidade. 2018. 107 f. Dissertação (Mestrado em Literatura)—Universidade de Brasília, Brasília, 2018.
Resumo: A literatura fantástica parece, à primeira vista, distanciar-se da realidade cotidiana e levar o leitor para lugares longínquos, para um passado idealizado, para o mundo dos sonhos. Entretanto, essa percepção de que a literatura fantástica estaria atrelada ao escapismo é superficial. Ao contrário do que comumente se imagina, o fantástico pode ser um meio de retratar a realidade para além de sua imediaticidade, alcançando as interconexões que formam o processo histórico. Para o filósofo húngaro György Lukács (1885 – 1971), a matéria prima para a produção do realismo está na vida, mas as condições sociais e históricas do autor irão influenciar na forma escolhida para a representação, na obra de arte, das conexões presentes nos fatos cotidianos. Partindo dessa premissa e encarando a hesitação inerente ao gênero fantástico como elemento estético que reflete a matéria social inserida na obra, este trabalho analisa os impasses dentro dos contos O pirotécnico Zacarias; O convidado; A diáspora; Petúnia; A noiva da casa azul; Aglaia; Teleco, o coelhinho e O ex-mágico da Taberna Minhota, todos do escritor mineiro Murilo Rubião (1916 – 1991). Trabalhando, de maneira conjunta, as ideias da estética marxista, a conceituação de literatura fantástica de Tzvetan Todorov, bem como a produção literária de autores desse gênero nos séculos XIX e XX, a presente pesquisa tenta elucidar de que maneira, no mundo mágico de Murilo Rubião, onde os indivíduos parecem impossibilitados de agir diante da vida, pode-se encontrar o verdadeiro realismo da vida cotidiana.
Abstract: Fantastic literature seems, at first glance, to distance itself from everyday reality and lead the reader to faraway places, to an idealized past, to the world of dreams. However, this perception that fantastic literature would be tied to escapism is superficial. Contrary to what is commonly imagined, fantasy can be a means of portraying reality beyond its immediacy, reaching the interconnections that make up the historical process. For the Hungarian philosopher György Lukács (1885-1971), the raw material to produce realism is in life, but the social and historical conditions of the author will influence the form chosen for the connections in the everyday facts represent. Starting from this premise and facing the inherent hesitation of the fantastic genre as an aesthetic element that reflects the social matter inserted in literature, this research analyzes the impasses within the stories O pirotécnico Zacarias; O convidado; A diáspora; Petúnia; A noiva da casa azul; Aglaia; Teleco, o coelhinho e O ex-mágico da Taberna Minhota, all written by Murilo Rubião (1916 - 1991). Working together the marxist aesthetics ideas, the conception of fantastic literature by Tzvetan Todorov, as well as the literary production of authors of this genre in the nineteenth and twentieth centuries, this research tries to elucidate how, in the magical world of Murilo Rubião, where characters seem unable to face life, we can find the true realism of everyday.
Informações adicionais: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Teoria Literária e Literaturas, Programa de Pós-Graduação em Literatura, 2018.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:TEL - Mestrado em Literatura (Dissertações)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.