Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/3294
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2006_MariaAngélicaFlorianoPedrosa.pdf738,89 kBAdobe PDFView/Open
Title: Composição genética de quatros populações remanescentes de quilombos do Brasil com base em microssatélites e marcadores de ancestralidade
Authors: Pedrosa, Maria Angélica Floriano
Orientador(es):: Grattapaglia, Dario
Assunto:: Quilombos
Genética de populações
Brasil
Issue Date: 2006
Citation: PEDROSA, Maria Angélica Floriano. Composição genética de quatros populações remanescentes de quilombos do Brasil com base em microssatélites e marcadores de ancestralidade. 2006. 129 f., il. Dissertação (Mestrado em Biologia Molecular)-Universidade de Brasília, Departamento de Biologia Molecular, Brasília, 2006.
Abstract: A população brasileira é bastante peculiar em relação a outras populações do mundo por ter sido formada a partir da miscigenação de vários povos que passaram a co-habitar o Brasil desde 1500, especialmente ameríndios, africanos e europeus. No Brasil, existem na atualidade comunidades rurais semi-isoladas identificadas como remanescentes de quilombos, formadas principalmente por escravos fugidos durante o período colonial brasileiro. Espera-se que essas comunidades preservem uma composição genética predominantemente africana, apesar dos eventos estocásticos a que estas populações estiveram, e ainda estão, submetidas. Dessa forma, o presente trabalho teve como objetivo geral estimar a composição genética atual de quatro comunidades Remanescentes de Quilombos - Kalunga, Mocambo, Rio das Rãs e Riacho de Sacutiaba - e comparar essas estimativas com as obtidas para populações urbanas brasileiras. Para isso, foram utilizados 8 marcadores microssatélites e 9 marcadores informativos de ancestralidade (AIMs) autossômicos. Além disso, foram realizadas análises de diferenciação genética molecular entre as comunidades e estimado um índice de ancestralidade africana individual (IAA). Após a correção de Bonferroni, foi observado apenas um desvio das freqüências genotípicas em relação ao Equilíbrio de Hardy-Weinberg (locus rs1129048, em Kalunga). Os marcadores AIMs indicaram uma maior diferenciação genética entre as comunidades do que os microssatélites. A análise de mistura genética mostrou que todas as comunidades, em especial Rio das Rãs e Kalunga, apresentaram uma forte contribuição africana em sua composição. A européia também foi alta, principalmente em Riacho de Sacutiaba e Mocambo. Já a ameríndia foi bastante importante na formação do remanescente Mocambo. Foram observadas algumas diferenças estatisticamente significativas entre as estimativas de mistura realizadas com as duas classes de marcadores. Quanto ao IAA, Mocambo foi a comunidade que apresentou a menor mediana, sugerindo uma menor africanicidade em relação às demais comunidades. Ao contrário, Rio das Rãs e Kalunga apresentaram as maiores medianas para esse índice, o que está em acordo com as estimativas de contribuição africana obtidas para essas comunidades. Os resultados da análise de mistura genética e do IAA corroboram os relatos históricos, de que os remanescentes de quilombos não foram fundados exclusivamente por afrodescendentes bem como da ocorrência de fluxo gênico ao longo da história dos mesmos. ________________________________________________________________________________ ABSTRACT
The Brazilian population is very peculiar in relation to other world populations since its forμation involved the adμixture of μany peoples that caμe to Brazil since 1500, specially Aμerindians, Africans and Europeans. At the present, there are in Brazil μany rural seμi−isolated coμμunities identified as reμnants of quilombos, which were constituted μainly by runaway slaves during the Colonial Period. It is expected that these populations preserve μainly an African genetic coμposition, despite the stochastic events to which they have been subμitted to. Thus, this study had as a global objective the estiμation of the genetic coμposition of four reμnants of quiloμbos (Kalunga, Mocaμbo, Rio das Rãs and Riacho de Sacutiaba) and the comparison of these estiμatives to the ones obtained in urban Brazilian populations. For this purpose, eight autosoμal microsatellites and nine autosoμal AIMs (ancestry informative μarkers) were genotyped. Moreover, differentiation analyses among the populations were done and an individual African Ancestry Index (IAA) was calculated. After applying the Bonferroni's correction for μultiple coμparisons, it was observed only one deviation froμ Hardy−Weinberg Equilibriuμ (locus rs1129048, in Kalunga). AIMs indicated μore differentiation aμong the coμμunities than μicrosatellites. The genetic adμixture analysis showed that all coμμunities, especially Rio das Rãs and Kalunga, had a strong African contribution in their genetic coμposition. The estiμated European contribution was also high, especially in Riacho de Sacutiaba and Mocambo. The Aμerindian contribution was very iμportant in the forμation of Mocambo. Soμe statistical significant difference aμong the admixture estiμatives realized with the two different μarkers was found. As the IAA, Mocambo presented the lowest μedian value, suggesting a sμaller African ancestry in coμparison to the other coμμunities. Rio das Rãs and Kalunga, on the other hand, showed the greatest medians for IAA, what is in accordance to the genetic admixture estimates for these communities. The results of adμixture analyses and IAAs corroborate the historical data, which points out that the quiloμbos were founded not only by Afro− descendants and that gene flow occurred during the histories of these populations.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Biologia Celular, 2006.
Appears in Collections:CEL - Mestrado em Biologia Molecular (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/3294/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.