Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/32927
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2018_OscarWa'RãweUrébété.pdf43,15 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Segurança alimentar e nutricional na perspectiva da cultura xavante da Aldeia São Marcos
Autor(es): Wa’rãiwẽ Urébété, Oscar
Orientador(es): Nogueira, Mônica Celeida Rabelo
Assunto: Segurança alimentar
Hábitos alimentares
Índios Xavante
Alimentação - aspectos sociais
Data de publicação: 29-Out-2018
Referência: WA’RAIWẼ UREBETE, Oscar. Segurança alimentar e nutricional na perspectiva da cultura xavante da Aldeia São Marcos. 2017. 104 f., il. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Sustentável)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Resumo: Este trabalho discorre sobre questões relativas à segurança alimentar e nutricional na Aldeia São Marcos, na perspectiva da cultura Xavante, com foco para as situações de alteração, diminuição, substituição, abandono e as perspectivas de permanência e de continuidade dos costumes alimentares e nutricionais tradicionais, na atualidade. O texto se desenvolve a partir da análise do processo histórico em que houve a desvalorização da cultura alimentar própria entre os Xavante da Aldeia São Marcos, com a redução do uso de alimentação saudável tradicional, pós-contato com a sociedade não índia, e as condições de acesso às políticas públicas da segurança alimentar e nutricional. A metodologia utilizada foi a qualitativa e o trabalho de campo foi realizado por meio de entrevistas com anciãos e anciãs, bem como observação da comunidade da aldeia São Marcos. O resultado da pesquisa aponta para o fato de que um dos principais indicativos de mudança alimentar do povo Xavante é advindo do contato com os não indígenas. Além disso, não há políticas públicas adequadas que atendam essa população no que diz respeito à segurança alimentar e nutricional, o que tem causado diversas doenças advindas de carência alimentar e também de uso de alimentos como açúcar, óleo industrializado e álcool. Entretanto, verifica-se que, apesar de todas as mazelas, o povo Xavante mantém sua organização social e clânica de tempos imemoriais e, mesmo com indícios de ressignificação, conservam os rituais e principalmente os valores de respeito e reciprocidade, apesar do contato intermitente com a sociedade capitalista.
Abstract: The present dissertation aims to research food security in São Marcos indigenous village, from the Xavante point of view, analyzing its historical changes like reduction, substitution, abandon and the perspective to keep the nutritional and alimentary traditions nowadays. The analysis begins focusing the historical process of Xavantes´ alimentary tradition devaluation in São Marcos indigenous village, triggered after the contact with non-indigenous society, and the access to government´s food security policy. The methodology was based on observations in loco and interviews with São Marcos indigenous village´s ancients. The research results have shown that one of the main reasons to explain alimentary tradition devaluation is the contact with non-indigenous society. In addition, an appropriate government´s food security policy does not exist, which has caused various diseases due to food shortages and also to the use of foods such as sugar, industrialized oil and alcohol. However, despite all the problems, the Xavante maintain their social and clan organization from immemorial time, and even with signs of resignification, they preserve the rituals and especially the values of respect and reciprocity even after intermittent contact with capitalist society.
Resumo em outro idioma: Ãhã romnhuri hã tedza róbdzanha datsa na iböna ãma dahöimana da hã daró ETENHO’REPRE remnhã, a’uwẽ uptabi höimanadzéb’re rómadö’ö na hã, robptsitsapri mono na hã, róhöimana nhi’ré, datsai uptabi ma danhimireme, duré ró’madö datsa uptabi na apö ãma dahöimana dza’ra mono da hã duréi ne. Romnhuri nhihötö wa’õno hã te tihöiba ró we ihöimana dzari na, datsai uptabi ma mate a’uwẽ nori ETENHO’REPRÉ ’remnhã marẽme dza’ra, datsa iwẽ hã itsimidzépu’u’õ hã, date huri mono õdi waradzu date tó mono hawimnhã, duré romnhuri we ihöimana mono hã roptede’wa hawimnhã datsa na ibö na wahoimanadza’ra mono da hã. Romnhuri tebré manhari dzéb da hã te tihöiba ihöiba prédu dzada nhari duré romadö a’uwẽ i’ahö niha ’re ihöimana dzébdza’ra dzarina daró ETENHO’REPRÉ remnhã. Ró’madö’ö ’rãtsudu hã te tihöiba róbhöimana dzébdzarina, watsai uptabi we itsitsapri hã waradzu watewe itó mono hawi duré romnhuri roptede’wa hawimnhã we höimana mono õwa a’uwẽ ma hã datsa ibö na ãmã höimana dza’ra mono da hã, tahawa te wairébé dahödzé hã datsa i’wanhi’riti dza’ra mono hawi duré datsa adzeré hã, datsaiwaipó dzé, odzé. Taha nhẽrẽ rówatsete nhẽrẽ a’uwẽ uptabi hã te tihöimanadzéb na höimana dza’ra duréi hawi we ãma idahöimana dza’ra wa’aba mono na, duré datsa tsimani mono nhẽrẽ dató manhari dzébda hã, ahadu te tihöimana dza’ra datói mono hã, datsiwadzé wẽ hã duré datsina datsiwari te’re höimana wadzé we na hã, wate tó mono nhẽrẽ te irótsa’rata dza’ra mono hã róbdzadzari dzéb natsi duré roptébré na.
Informações adicionais: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Centro de Desenvolvimento Sustentável, 2017.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições:Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:CDS - Mestrado em Sustentabilidade junto a Povos e Terras Tradicionais (Dissertações)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.