Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/32894
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018_VanessadeJesusQueiroz.pdf1,34 MBAdobe PDFView/Open
Title: “Profetas do mau agouro”? : higiene pública na Gazeta Medica da Bahia (1866-1870)
Authors: Queiroz, Vanessa de Jesus
Orientador(es):: Balaban, Marcelo
Assunto:: Gazeta Medica da Bahia
Higiene pública
Brasil - história - II Reinado, 1840-1889
Saúde pública - Brasil - história
Cólera-morbo
Jornal médico
Issue Date: 22-Oct-2018
Citation: QUEIROZ, Vanessa de Jesus. “Profetas do mau agouro”?: higiene pública na Gazeta Medica da Bahia (1866-1870). 2018. 226 f. Dissertação (Mestrado em História)—Universidade de Brasília, Brasília, 2018.
Abstract: Esta dissertação analisa sentidos da higiene pública na Gazeta Medica da Bahia durante os anos de 1866 a 1870, primeira fase da vida do que se tornara um dos mais perenes periódicos médicos brasileiros. A criação da folha médica na década de 1860 obedeceu a motivações científicas e políticas. Num momento onde os ideais de civilização e progresso da nação exigiam do Estado Imperial brasileiro que as questões de saúde pública fossem tratadas com maior atenção, um grupo de médicos residentes na Bahia forneceu, nas páginas do referido jornal, projetos de direcionamento para o alcance do que acreditavam ser o Brasil ideal, progressista e moderno. Seus objetivos encontraram lugar no tema da higiene pública, campo da saúde pública que era importante pauta dos negócios do Império do Brasil e fomentava os mais diversos debates nas comunidades científicas nacionais e internacionais. Os doutos da Gazeta atuavam num contexto onde as ciências médicas estavam em vias de construção e predominava a falta de consenso sobre a causa de grande parte das doenças. Contudo, os maus hábitos sanitários e precariedade das condições higiênicas eram relacionadas à aparição das enfermidades, de modo que a ciência da higiene era parte importante da medicina do período. Em sustento ao argumento de incompatibilidade entre o bom funcionamento social e a ocorrência de epidemias, aqueles médicos concederam à ameaça de cólera-morbo papel de protagonista devido aos riscos que representava ao futuro do Brasil. A ênfase à necessidade de melhoramentos sanitários como forma de prevenção ao flagelo, cuja ocorrência epidêmica não era uma realidade do contexto brasileiro em 1860, muito revelava dos vieses políticos contidos nas doutrinas científicas pregadas por sujeitos que, sob a égide da higiene pública, buscavam autoridade para que sua classe profissional pudesse influenciar no comércio, na guerra, na instrução da população e em outras importantes incumbências governamentais do período.
Abstract: This thesis aims to analyze the meanings of public hygiene in the Gazeta Medica da Bahia during the years 1866 to 1870, the period of the first phase of the life of one of the most perennial Brazilian medical journals. The creation of the journal at 1860 obeys scientific and political motivations. In a context where the ideals of civilization and progress of the nation demanded of the Brazilian Imperial State to take better care of public health, a group of doctors residing in Bahia provides, in the pages of its young medical newspaper, projects aimed at reaching what believed to be a desired modern Brazil. Its objectives find place in the public hygiene, public health area, that was an important part of the business of the Brazilian Empire and fostered the most diverse debates in the national and international scientific communities. Doctors of the Gazeta act in a context in which the medical sciences are under construction and lack consensus on the causes of most diseases. However precarious hygiene conditions were related to the motives of the diseases so that the science of hygiene was an important part of the Medicine of the period. In support the argument of incompatibility between the good social functioning and the occurrence of epidemics, those doctors highlight the threat of cholera-morbus because of the risks it could cause to the country's future. The emphasis on the need for sanitary improvements as a form of prevention of the disease, which was not epidemic in Brazil, was very revealing of the political bias contained in the scientific doctrines of those doctors of Bahia who, under the auspices of public hygiene, fought for authority so that their professional class could influence trade, war, education of the population, and other important governmental functions of the period.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Humanas, Departamento de História, Programa de Pós-graduação em História, 2018.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Agência financiadora: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) e Fundação de Apoio a Pesquisa do Distrito Federal (FAPDF).
Appears in Collections:HIS - Mestrado em História (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/32894/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.