Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/32891
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018_JoannaAgnieszkaJózefowska.pdf2,98 MBAdobe PDFView/Open
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorFaggion, Válmi-Hatje-
dc.contributor.authorJózefowska, Joanna-
dc.date.accessioned2018-10-22T19:27:38Z-
dc.date.available2018-10-22T19:27:38Z-
dc.date.issued2018-10-22-
dc.date.submitted2018-04-25-
dc.identifier.citationJÓZEFWSKA, Joanna. A tradução de marcas de oralidade para o polonês em Barba ensopada de sangue de Daniel Galera. 2018. x, 193 f. Dissertação (Mestrado em Estudos da Tradução)—Universidade de Brasília, Brasília, 2018.pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.unb.br/handle/10482/32891-
dc.descriptionDissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Línguas Estrangeiras e Tradução, Programa de Pós-Graduação em Estudos da Tradução, 2018.pt_BR
dc.description.abstractNesta dissertação, o objetivo é fazer uma análise descritiva da tradução para o polonês do romance Barba ensopada de sangue do brasileiro Daniel Galera. Esse romance foi publicado em 2012, em São Paulo, pela Editora Companhia das Letras. A tradução polonesa com o título Broda zalana krwią de Wojciech Charchalis foi publicada em 2016, em Poznań, pela Editora Rebis. O objetivo principal é abordar a tradução de marcas de oralidade que incluem os nomes próprios e os vocativos, a língua não padrão, as expressões coloquiais, as marcas dialetais e os palavrões. Além disso, será analisado o papel do tradutor no processo da introdução de um romance brasileiro no sistema literário polonês. A análise da tradução do romance e seu correspondente em português terá como base o modelo de descrição de traduções literárias elaborado por José Lambert e Hendrik van Gorp (1985). O arcabouço teórico baseia-se nos Estudos Descritivos da Tradução, em autores tais como Itamar Even- Zohar (1990), Gideon Toury (1995), James Holmes (2000 [1988]), Theo Hermans (1985), Susan Bassnett (2002 [1980]; 1998) e André Lefevere (1985; 1992a; 1992b). As contribuições de Lawrence Venuti (1995; 1988), Antoine Berman (2002 [1984], 2012 [1985]), Andrew Chesterman (2009), Paulo Henriques Britto (2010) são igualmente abordadas. De acordo com os dados obtidos, pode-se concluir que o papel do tradutor polonês Wojciech Charchalis é fundamental na introdução de um romance brasileiro no sistema literário polonês, visto que é ele quem o escolhe, traduz e publica. O estilo coloquial da linguagem e as variações regionais do Sul do Brasil do texto de partida são traduzidos para o polonês usando expressões coloquiais ou, mais raramente, neutras. Às vezes expressões coloquiais são inseridas no texto de chegada em fragmentos em que elas não aparecem no texto de partida. Algumas características do estilo do texto de partida, tais como as descrições detalhadas, o uso de diminutivo e aumentativo, as variações na escrita e na gramática são alteradas. A tendência do tradutor polonês é de estrangeirizar o texto com a transcrição dos nomes próprios e algumas palavras culturalmente marcadas, mas, principalmente, com o texto em polonês que segue bem de perto o texto português.pt_BR
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).pt_BR
dc.language.isoPortuguêspt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.titleA tradução de marcas de oralidade para o polonês em Barba ensopada de sangue de Daniel Galerapt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.subject.keywordTradução literáriapt_BR
dc.subject.keywordOralidade na literaturapt_BR
dc.subject.keywordMarcas de oralidadept_BR
dc.subject.keywordComparação lingüísticapt_BR
dc.subject.keywordTradutores - competênciaspt_BR
dc.subject.keywordPapel do tradutorpt_BR
dc.rights.licenseA concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.pt_BR
dc.description.abstract1The aim of this dissertation is to make a descriptive analysis of the translation into Polish of the novel Barba ensopada de sangue by Brazilian Daniel Galera. The novel was published in 2012 by Companhia das Letras, in São Paulo. The Polish translation, Broda zalana krwią, made by Wojciech Charchalis was published in 2016 by Rebis, in Poznań. The main objective is to analyze the orality present in the novel, especially proper names and vocative case, nonstandard language, colloquial expressions, regional expressions and swear words. The role of the translator is also examined in the process of introduction of a Brazilian novel into the Polish literary system. The analysis of the Polish translation of the novel and the Brazilian corresponding text is based on the model of describing literary translations elaborated by José Lambert and Hendrik van Gorp (1985). The works in the field of Descriptive Translation Studies are explored, especially the contributions of Itamar Even-Zohar (1990), Gideon Toury (1995), James Holmes (1988), Theo Hermans (1985), Susan Bassnett (2002 [1980]; 1998), and André Lefevere (1985; 1992a; 1992b). The ideas of Lawrence Venuti (1995; 1988), Antoine Berman (2002 [1984], 2012 [1985]), Andrew Chesterman (2009) and Paulo Henriques Britto (2010) are equally used. It can be concluded that the role of the Polish translator Wojciech Charchalis is fundamental in the introduction of a Brazilian novel into the Polish literary system, as he is the one who chooses the novel, translates it and publishes it. The colloquial style of the language and the regional expressions from the Southern Brazil present in the source text are translated into Polish using colloquial expressions and, rarely, neutral ones. Sometimes, colloquial expressions are used in the target text in the fragments where they are absent in the source text. Some characteristics of the style of the source text are modified. These characteristics include: detailed descriptions, the use of the diminutive and augmentative forms, deviations in writing and grammar. The Polish translator tends to foreignize the text by inserting proper names and some cultural expressions in Portuguese, but mainly, by producing phrases in the target text that resemble the ones in the source text.pt_BR
Appears in Collections:POSTRAD - Mestrado em Estudos de Tradução

Show simple item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/32891/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.