Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/3287
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2007_NatáliaBarbiChaves.pdf604,79 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Drosophilidae (insecta, diptera) do cerrado : relações faunísticas, distribuição geográfica e vulnerabilidade das espécies
Autor(es): Chaves, Natália Barbi
Orientador(es): Tidon, Rosana
Assunto: Cerrados
Espécie nativa
Conservação da natureza
Diversidade biológica
Data de publicação: Dez-2007
Referência: CHAVES, Natália Barbi. Drosophilidae (insecta, diptera) do cerrado: relações faunísticas, distribuição geográfica e vulnerabilidade das espécies. 2007. 93 f., il. Dissertação (Mestrado em Ecologia)-Universidade de Brasília, Brasília, 2007.
Resumo: Os insetos da família Drosophilidae (Insecta, Diptera) são excelentes modelos biológicos, intensivamente estudados em diversas disciplinas. O estudo dessas moscas no Brasil teve início no século XIX, e sofreu um grande impulso a partir da década de 1940. Apesar disso, ainda existe uma grande lacuna quanto a Ecologia desses animais. O Cerrado é o segundo maior domínio da América do Sul, uma das savanas mais ricas do mundo e detentor de grande heterogeneidade natural. Os estudos acerca dos drosofilídeos nesse domínio foram esparsos até o final da década de 1990, quando houve intensificação das pesquisas. Assim, o objetivo deste trabalho foi analisar a distribuição geográfica dos drosofilídeos nos diferentes domínios morfoclimáticos brasileiros, verificar a similaridade entre eles e avaliar as lacunas de conhecimento, com ênfase para o domínio do Cerrado. Adicionalmente, estimar um índice de vulnerabilidade (Iv) para as espécies neotropicais presentes no domínio. Para tal, foi organizado um banco de dados com base em artigos científicos publicados do início do século XX ao ano de 2007, que contém os locais de coleta georreferenciados, o domínio de ocorrência e a referência do dado e, para o Cerrado, a fitofisionomia onde a espécie foi coletada. As 292 espécies de drosofilídeos registradas distribuem-se em 17 gêneros O domínio com a maior riqueza foi a Mata Atlântica, com 236 espécies, distribuídas em 14 gêneros. A maior similaridade de fauna ocorre entre o Cerrado, a Mata Atlântica e o domínio das Araucárias. Os 257 pontos de coleta encontram-se desigualmente distribuídos, concentrados na Mata Atlântica (44,7%), e no estado de São Paulo (19,8%). No Cerrado, foram registradas oito gêneros, com 91 espécies neotropicais (nenhuma endêmica) e 10 espécies exóticas. As coletas estão concentradas principalmente nos Estados de Goiás (incluindo Distrito Federal) e Minas Gerais, sendo que a Serra do Cipó é o local com maior riqueza desses insetos no domínio. Dentre as 78 espécies neotropicais que tiveram sua vulnerabilidade avaliada, 39 (50%) são consideradas muito vulneráveis por apresentarem distribuição restrita e estarem presentes em um ou poucos tipos de fitofisionomias. Por outro lado, sete espécies foram classificadas como não vulneráveis, estando amplamente distribuídas pelo domínio e possuindo capacidade de habitar diversos tipos de fitofisionomias. A ausência de endemismos para o Cerrado deve ser ponderada com cuidado, pois extensas áreas do domínio foram pouco amostradas para drosofilídeos e a maior parte dos estudos utilizaram apenas iscas de banana para coletar as moscas. A distribuição espacial de drosofilídeos reforça a necessidade de preservação da heterogeneidade do Cerrado. Com o aumento nos esforços de coleta, realização inventariados em áreas prioritárias, exploração de diferentes sítios de oviposição e o investimento no esforço de identificação, a lista de espécies deverá aumentar significativamente. ________________________________________________________________________________ ABSTRACT
The insects of the family Drosophilidae (Insecta, Diptera) are excellent biological models, and they were intensively studied in several disciplines. The study of these flies in Brazil began in the 19th century, and had a great advance from 1940’s. Nevertheless, there is still a big gap on the ecology of these animals. The Cerrado (Brazilian savanna) is the second largest domain in South America, one of the richest savannas of the world and has a great natural diversity. Studies on the rosophilids of this domain were sparse until the end of the 1990’s, when there was an intensification of research. Thus, the purposes of this study were to analyze the geographic distribution of drosophilids in the Brazilian morphoclimatic domains, to verify the similarity among them, and to assess the gaps of knowledge, with emphasis on the Cerrado domain. Additionally, it was estimated an index of vulnerability (Iv) for the neotropical species recorded in the domain. For that, it was organized a database with information available in scientific papers published from the early 20th century to 2007, which contains the locations of collections with geographical coordinates, the domain of occurrence and, for the Cerrado domain, the phytophisiognomy where the species were collected. The 292 species of drosophilids registered are distributed in 17 genera. The domain with the greatest richness was the Atlantic Forest, with 236 species registered, distributed in 14 genera. The greatest fauna similarity occurred among the Cerrado, the Atlantic Forest and the Araucária domain. The 257 collection sites are unevenly distributed, concentrated in the Atlantic Forest (44.7%), and in the State of São Paulo (19.8%). In Cerrado, eight genera were recorded, with 91 neotropical (none endemic) and 10 exotic species. The collections are concentrated primarily in the States of Goiás (including the Federal District) and Minas Gerais, and the Serra do Cipó is the site with the greatest richness of insects in this domain. Among the 78 neotropical species that have their vulnerability assessed, 39 (50%) are considered highly vulnerable because they have narrow distribution and occur in only one or a few types of vegetation. Moreover, seven species were classified as ‘not vulnerable’, because they are widespread in the domain and they have the ability to live in different types of phytophisiognomies. The absence of endemic species for the Cerrado should be considered with caution, because extensive areas of the domain were not appropriately sampled for drosophilids and the majority of researches used only banana baited traps to collect flies. The spatial distribution of drosophilids reinforces the need to preserve the spatial heterogeneity of Cerrado. With the increase in the collection and identification efforts, focusing priority areas and studying breeding sites, the list of species should increase significantly.
Informações adicionais: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Ecologia, Programa de Pós-Graduação em Ecologia, 2007.
Aparece nas coleções:ECL - Mestrado em Ecologia (Dissertações)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.