Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/32831
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2018_RenataDuarteAlquezardeOliveira.pdf2,91 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Efeitos da poluição sonora nas características do canto e na fisiologia das aves
Autor(es): Oliveira, Renata Duarte Alquezar de
Orientador(es): Macedo, Regina Helena Ferraz
Coorientador(es): Gil, Diego
Assunto: Aves - comportamento
Aves - reprodução
Aeroportos
Ruído aeronáutico
Data de publicação: 18-Out-2018
Referência: OLIVEIRA, Renata Duarte Alquezar de. Efeitos da poluição sonora nas características do canto e na fisiologia das aves. 2018. 163 f., il. Tese (Doutorado em Ecologia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2018.
Resumo: Aeroportos são fonte de ruídos extremos, que geram incômodos no nosso dia a dia e podem desencadear patologias em seres humanos e outros seres vivos. Nas aves, o ruído gera dificuldades para a comunicação e reduções no sucesso reprodutivo, estando entre as causas para a redução populacional de espécies sensíveis. Neste trabalho, avaliamos o impacto do ruído de três aeroportos brasileiros na estrutura da comunidade de aves, no comportamento de canto e na condição fisiológica das aves que se encontram no entorno das pistas. Nas três regiões estudadas (Brasília, Campinas e Salvador), realizamos capturas com redes de neblina e gravações automáticas nas áreas aeroportuárias e em áreas silenciosas. Áreas de ambiente aeroportuário apresentaram menor riqueza de espécies e menores índices de diversidade α. Também encontramos menor similaridade (diversidade β) entre ambientes aeroportuários do que entre áreas estudadas em uma mesma região (aeroporto vs. controle), não sustentando a hipótese de homogeneização biótica das áreas perturbadas do estudo. Dentre as 15 espécies que tiveram o horário de início do coro matutino avaliado, Elaenia chiriquensis e Neothraupis fasciata apresentaram antecipações no horário de início, enquanto Camptostoma obsoletum, Troglodytes musculus e Zonotrichia capensis apresentaram atrasos no horário de início do coro matutino. As demais espécies não apresentaram mudança significativa. A mudança no início do coro matutino em ambiente ruidoso se mostrou relacionada ao tamanho das populações analisadas, sendo que espécies capazes de antecipar o coro matutino apresentaram populações maiores, enquanto espécies que atrasaram o coro matutino apresentaram populações menores em ambiente aeroportuário. Dentre as 19 espécies que tiveram a condição fisiológica avaliada por meio das concentrações de corticosterona nas penas (CORTp), Cyclarhis gujanensis e Turdus rufiventris apresentaram níveis aumentados, enquanto Troglodytes musculus e Coryphospingus cucullatus apresentaram níveis reduzidos de CORTp em ambiente aeroportuário. As demais espécies não apresentaram mudanças significativas. De acordo com o “Modelo de Escopo Reativo”, ambos os desvios de concentração representam condições anormais e prejudiciais aos indivíduos, caracterizando condições de estresse crônico. Assim, os dados obtidos neste estudo mostram que o ruído aeroportuário representa um obstáculo à manutenção das comunidades, ao comportamento de canto no coro matutino e às condições fisiológicas de algumas espécies de aves, gerando evidências de que o ruído extremo pode afetar diferentes espécies de diferentes formas, constituindo-se um risco para a avifauna.
Abstract: Airports are a source of extreme noise, a cause of irritation and pathologies for human beings and other animals. In birds, noise impairs communication and causes reductions in reproductive success resulting in populational declines in sensitive species. In this study we evaluated the impacts of noise from three Brazilian airports on community structure, singing behavior, and physiological conditions of birds that live around airport lanes. In the three studied regions (Brasília, Campinas and Salvador), we sampled bird species using mist-nets and automatic recordings at airport-affected and control sites. Airport-affected sites presented lower species richness and lower α diversity indexes than control silent sites. We also found lower community similarity (β diversity) among airports than among sites within the same region (airport vs. control), providing no support for the biotic homogenization hypothesis of studied disturbed sites. For the 15 species that were evaluated in terms of dawn chorus onset, Elaenia chiriquensis and Neothraupis fasciata presented advances in onset time, while Camptostoma obsoletum, Troglodytes musculus and Zonotrichia capensis presented delays in dawn chorus onset time. The remaining species presented no significant changes. Changes in dawn chorus onset time in noisy environments was associated with population size, as those species able to advance dawn chorus had larger populations in airports, while those species that delayed dawn chorus had smaller populations in airports when compared to silent control sites. For the 19 species evaluated for physiological conditions based on feather corticosterone concentration (CORTf), Cyclarhis gujanensis and Turdus rufiventris presented increased levels, while Troglodytes musculus and Coryphospingus cucullatus presented decreased levels of CORTf in airport-affected sites. The remaining species showed no significant changes. According to the “Reactive Scopus Model”, changes in CORT concentration in both directions constitute abnormal and deleterious conditions that characterize chronic stress conditions. In summary, data presented here show that airport noise impairs community maintenance, singing behavior of dawn chorus and physiological conditions of some of the studied species, suggesting that extreme noise affects species in different ways and leads to suboptimal conditions for fauna conservation.
Informações adicionais: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Ecologia, 2018.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Agência financiadora: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).
Aparece nas coleções:ECL - Doutorado em Ecologia (Teses)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.