Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/32810
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2018_AdrianaFernandesBarreto.pdf2,33 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Associação dos níveis da proteína AD7C – NTP com a densidade mineral óssea em idosos com doença de alzheimer
Autor(es): Barreto, Adriana Fernandes
Orientador(es): Bezerra, Lidia Mara Aguiar
Assunto: Alzheimer, Doença de
Densidade mineral óssea
Doenças - diagnóstico
Biomarcadores
Avaliação cognitiva
Data de publicação: 9-Out-2018
Data de defesa: 2-Abr-2018
Referência: BARRETO, Adriana Fernandes. Associação dos níveis da proteína AD7C – NTP com a densidade mineral óssea em idosos com doença de alzheimer. 2018. 69 f., il. Dissertação (Mestrado em Ciências da Reabilitação) —Universidade de Brasília, Brasília, 2018.
Resumo: Introdução: A doença de Alzheimer é a patologia com maior prevalência entre as demências. Os biomarcadores urinários possuem boa especificidade e acurácia para o diagnóstico precoce da doença. Objetivos: Analisar a relação dos níveis da AD7c-NTP com a Densidade mineral óssea em pessoas diagnosticadas com a doença de Alzheimer nas fases leve e moderada. Métodos: Estudo transversal e descritivo, que avaliou 21 idosos com a doença de Alzheimer na fase inicial e moderada da doença, realizando os procedimentos de avaliação com a coleta de dados pessoas por anamnese, questionários (mini exame do estado mental, avaliação cognitiva de Montreal, questionário de Baecke modificado e escore de avaliação clínica), analise da composição corporal e densidade mineral óssea e analise da proteína AD7c-NTP.Resultados: Foi observada uma prevalência do gênero feminino com n = 13 (61.9%), osteopenia de quadril (71,4%) e media de concentração da proteína em 2,977(±0,398). Conclusão: Ao correlacionar a proteína AD7c-NTP com as variáveis de densidade mineral óssea não foram encontradas associações lineares significantes, assim como não foram encontradas correlações significativas com a evolução da doença.
Abstract: Introduction: Alzheimer's disease is the most prevalent pathology among dementias. Urinary biomarkers have good specificity and accuracy for the early diagnosis of the disease. Objectives: To analyze the relationship of AD7c-NTP levels with bone mineral density in people diagnosed with Alzheimer's disease in the mild and moderate phases. Methods: This was a cross - sectional and descriptive study that evaluated 21 elderly people with Alzheimer 's disease in the initial and moderate stages of the disease, performing the evaluation procedures with the data collection by anamnesis, questionnaires (mini mental status examination, cognitive evaluation of Montreal, modified Baecke questionnaire and clinical evaluation score), analysis of body composition and bone mineral density and analysis of AD7c-NTP protein. Results: A prevalence of females was observed with n = 13 (61.9%), hip osteopenia 71.4%) and mean protein concentration at 2,977 (± 0,398). Conclusion: When correlating the AD7c-NTP protein with the variables of bone mineral density, no significant linear associations were found, nor were significant correlations with the evolution of the disease found.
Informações adicionais: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ceilândia, Programa de Pós-Graduação em Ciências da Reabilitação, 2018.
Aparece nas coleções:PPGCR - Mestrado em Ciências da Reabilitação



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.