Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/32651
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2018_LuísaGuimarãesLima.pdf1,75 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Direito à comunicação e infância no Brasil : mudanças, conquistas e desafios
Autor(es): Lima, Luísa Guimarães
Orientador(es): Geraldes, Elen Cristina
Assunto: Comunicação e cultura - Brasil
Televisão
Políticas de comunicação
Direito à comunicação
Data de publicação: 17-Set-2018
Referência: LIMA, Luísa Guimarães. Direito à comunicação e infância no Brasil: mudanças, conquistas e desafios. 2018. 204 f., il. Tese (Doutorado em Comunicação)—Universidade de Brasília, Brasília, 2018.
Resumo: Este trabalho busca analisar as tensões e os conflitos que cercam o acesso ao Direito à Comunicação das crianças no Brasil, no período entre 1991 e 2014, tendo como plataforma de observação a televisão brasileira. A escolha do objeto se deve ao entendimento de que a pesquisa sobre o esvaziamento da programação infantil em televisão comercial aberta deve ser aprofundada tendo em vista os embates entre as partes envolvidas. Do ponto de vista metodológico, assumimos a perspectiva dialética, que nos permite um olhar dinâmico, tenso e ao mesmo tempo generoso sobre as contradições do período. Ao lado dessa perspectiva metodológica, que parte do desejo de construir panoramas e que enfrenta os desafios de olhar para um todo, reconhecendo a sua inevitável parcialidade, caminham as perspectivas culturalistas e da Economia Política da Comunicação. Elegemos quatro atores importantes nesses embates e negociações — o Estado, as emissoras de televisão comercial, a sociedade civil organizada e as crianças — e tentamos analisar os seus posicionamentos e papéis. Em nossa busca do entendimento do cenário, retomamos o aparato legal, analisamos as grades de programação, entabulamos entrevistas com informantes-chave e aplicamos seis grupos focais com crianças de 7 a 10 anos. Concluímos que o Direito à Comunicação no Brasil, mais do que um projeto inacabado, é a ausência de um projeto, sobretudo no que diz respeito às crianças e às infâncias.
Abstract: This thesis seeks to analyze the tensions and conflicts that surround the access to the Right to Communication of Children in Brazil, between 1991 and 2014, with brazilian television as an observation platform. The choice of subject is due to the understanding that the research on the emptying of children's programming in open commercial television must be deepened in view of the confrontations between the parties involved. From the methodological point of view, we assume the dialectical perspective, which allows us to appear dynamic, tense and at the same time generous about the contradictions of the period. Parallel to this methodological perspective, which starts from the desire to construct panoramas and faces the challenges of looking at a whole, recognizing its inevitable partiality, the culturalist perspectives and the Political Economy of Communication go. We have chosen four important actors in these struggles and negotiations - the state, commercial television, organized civil society and children - and we have tried to analyze their positions and roles. In our search for understanding the scenario, we retake the legal apparatus, analyze the programming networks and participate in interviews with key informants, and apply ten focus groups with children from 7 to 10 years old. We conclude that the Right to Communication in Brazil, more than an unfinished project, is the absence of a project, especially with regard to children and childhood.
Informações adicionais: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Comunicação, Programa de Pós-graduação em Comunicação, 2018.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:FAC - Doutorado em Comunicação (Teses)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.