Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/32631
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2017_LauraNovaesAndrade.pdf583,01 kBAdobe PDFView/Open
Title: O significado da aposentadoria : o que pensam os trabalhadores?
Authors: Andrade, Laura Novaes
Orientador(es):: Torres, Cláudio Vaz
Assunto:: Aposentadoria
Trabalhadores
Significado do trabalho
Issue Date: 15-Sep-2018
Citation: ANDRADE, Laura Novaes. O significado da aposentadoria: o que pensam os trabalhadores? 2018. 80 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia Social, do Trabalho e das Organizações)—Universidade de Brasília, Brasília, 2018.
Abstract: A aposentadoria se tornou, nos últimos anos, um tema de grande importância no planejamento de carreira. Se, por um lado, ela é vista como uma fase de descanso e gozo conquistada pelo trabalhador, por outro, ela tem uma conotação de improdutividade e desvalorização pessoal. O objetivo geral desta pesquisa foi discutir os processos de atribuição de significados e sua importância na vida social enquanto preditores de vivências positivas ou negativas da aposentadoria. Para isto, foi aplicado um questionário com quatro perguntas que abarcavam os significados, sentimentos e atitudes em relação à aposentadoria. As respostas obtidas passaram por uma análise de conteúdo categorial temática e os resultados encontrados serviram de base para a construção da Escala de Significado da Aposentadoria. A escala proposta foi aplicada em uma amostra de 275 trabalhadores. Os resultados indicam uma atribuição de significado negativo ao fenômeno da aposentadoria (M=3,32; DP=0,25) e revelam o paradoxo que é o fenômeno da aposentadoria: há uma expectativa geral positiva sobre a aposentadoria (Fator 1 - Expectativa Geral da Aposentadoria: M=3,59; DP=0,27) e uma ideia de liberdade associada ao fato (Fator 3 - Regulação e Autoeficácia: M=3,7; DP=0,48); por outro lado, os trabalhadores relatam vivências de angústia e insegurança (Fator 2 - Saúde Mental e Autocuidado: M=2,99; DP=0,76) e reconhecem o impacto negativo da mudança de papel social com a aposentadoria (Fator 4 - Inserção e Reconhecimento Social: M=3; DP=0,5). Essas vivências de ansiedade percebidas nas avaliações dos Fatores 2 e 4 podem também ser um prenúncio da ansiedade de aposentadoria. A avaliação negativa desses fatores, e também a avaliação negativa geral do significado da aposentadoria, nos conduzem de volta a uma das discussões iniciais do presente estudo: a construção e o fortalecimento de significados negativos na população trabalhadora hoje podem gerar uma população marcada por experiências ruins de aposentadoria no futuro.
Abstract: In recent years, retirement has become a major theme in career planning. If, on the one hand, it is seen as a period of rest and enjoyment gained by the worker, on the other, it has a connotation of unproductivity and worthlessness. The aim of this research was to discuss the processes of meaning attribution and their importance in social life as predictors of positive or negative experiences of retirement. To accomplish that, a questionnaire was applied with four questions that covered meanings, feelings and attitudes regarding retirement. A categorical thematic analysis of the responses was conducted, and the results found served as a basis for the construction of the Meaning of Retirement Scale. The proposed scale was applied in a sample of 275 workers. The results indicate a negative meaning attribution to the phenomenon of retirement (M = 3.32, SD = 0.25) and reveal the paradox that is the phenomenon of retirement: there is a general positive expectation about retirement (Factor 1 - General Expectation of Retirement: M = 3.59, SD = 0.27) and an idea of freedom associated to the fact (Factor 3 - Regulation and Self-efficacy: M = 3.7, SD = 0.48); On the other hand, workers report experiences of anguish and insecurity (Factor 2 - Mental Health and Self-care: M = 2.99, SD = 0.76) and recognize the negative impact of the change of social role with retirement (Factor 4 - Insertion and Social Recognition: M = 3; SD = 0.5). These experiences of anxiety perceived in the evaluations of Factors 2 and 4 can also be a harbinger of retirement anxiety. The negative evaluation of these factors, as well as the general negative evaluation of the meaning of retirement, lead us back to one of the initial discussions of the present study: the construction and strengthening of negative meanings in the working population today can generate a population marked by bad experiences of retirement in the future.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social, do Trabalho e das Organizações, 2018.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Agência financiadora: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).
Appears in Collections:PSTO - Mestrado em Psicologia Social, do Trabalho e das Organizações (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/32631/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.