Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/32621
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2018_ViníciusAraújoBispo.pdf583,18 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Estimulação elétrica neuromuscular para o fortalecimento muscular, função e dor em pacientes com osteoartrite do joelho : uma revisão sistemática com meta-análise
Autor(es): Bispo, Vinícius Araújo
Orientador(es): Durigan, João Luiz Quagliotti
Assunto: Estimulação elétrica neuromuscular
Desempenho muscular
Força muscular
Osteoartrite
Quadríceps
Fisioterapia
Data de publicação: 10-Set-2018
Referência: BISPO, Vinícius Araújo. Estimulação elétrica neuromuscular para o fortalecimento muscular, função e dor em pacientes com osteoartrite do joelho: uma revisão sistemática com meta-análise. 2018. 43 f., il. Dissertação (Mestrado em Ciências da Reabilitação)—Universidade de Brasília, Brasília, 2018.
Resumo: Desenho do estudo: Trata-se de um estudo do tipo revisão sistemática com meta-análise Introdução. A estimulação elétrica neuromuscular (EENM) é amplamente utilizada como estratégia para melhorar o desempenho muscular. No entanto, os parâmetros físicos utilizados e a sua efetividade para promover um aumento na força muscular, redução da dor ou melhora na função física em pacientes com osteoartrite (OA) do joelho ainda não são completamente estabelecidos. Objetivo: Investigar os efeitos da EENM na produção de força muscular, redução da dor e melhora da função física em pacientes com osteoartrite do joelho. Métodos: A partir das palavras-chaves pré-estabelecidas, foram pesquisados apenas ensaios clínicos randomizados (ECRs) nas bases de dados: Pubmed, Embase, LILACS, PEDro e no Registro Central de Ensaios Controlados da Cochrane Central (CENTRAL). Dois revisores independentes selecionaram os estudos de acordo com os critérios de inclusão, extraíram os dados e avaliaram a qualidade metodológica. Extração dos dados e síntese: Os estudos foram elegíveis para esta revisão se comparassem a intervenção realizada por meio da EENM de forma isolada ou combinada com o exercício versus um grupo que realizou exercício convencional ou um grupo controle (Sem nenhuma intervenção). Aqueles estudos que incluíram medidas de resultados para valores relacionados ao torque isométrico máximo, torque evocado (% Contração Isométrica Voluntária Máxima - CIVM), nível de desconforto alto relatado, escala de dor e nível da função física foram elegíveis para avaliação. Apenas onze estudos foram incluídos nesta revisão. Após realizar as análises estatísticas para os desfechos da força muscular isométrica, função física e dor, foi identificado uma diferença estatística significativa favorável apenas para um aumento da força muscular isométrica. Este resultado benéfico se restringe apenas para a comparação da utilização da EENM versus o grupo controle. A qualidade metodológica dos ensaios elegíveis foi moderada, com uma média de cinco pontos na escala PEDro. Limitações: Algumas limitações surgem da estratégia de pesquisa para identificar estudos clínicos. Seguindo as recomendações da Cochrane Colaborações, as pesquisas foram complementadas pela identificação de possíveis estudos elegíveis na busca manual, bem como os registros de ensaios clínicos. Conclusão: Sugere-se que a EENM comparada ao grupo controle oferece benefícios para promover um aumento na força muscular isométrica do músculo quadríceps femoral em pacientes com osteoartrite do joelho. Porém, a EENM não promove uma redução da dor ou melhora na função física nesta população quando comparado ao controle e ao exercício.
Abstract: Study design: This is a systematic review with meta-analysis. Introduction: The Neuromuscular Electrical Stimulation (NMES) is widely used as a strategy to improve a muscle performance. However, the physical parameters used and their effectiveness to promote an increase in muscle strength, pain reduction or improvement in physical function in patients with osteoarthritis (AO) of the knee are not yet established completely. Objective: To investigate the effects of NMES on the production of muscle strength, pain reduction and improvement of the physical function of patients with osteoarthritis of the knee. Methods: From pre-established keywords, were investigated only randomized clinical trials (ECRs) in databases: Pubmed, Embase, LILACS, PEDro and in a Cochrane Central Register of Controlled Trials. Two independent reviewers selected the studies according the inclusion criteria, they extracted the data and evaluated the methodological quality. Data extraction and synthesis: The studies were eligible for this review if they compared the intervention performed through the Neuromuscular Electrical Stimulation in isolation or combined with exercise versus a group that performed conventional exercise or a control group. Those studies that include measures of results for values related to maximum isometric torque, evoked torque (% Maximum Voluntary Isometric Contraction - MVIC), level of self-reported discomfort, pain scale and level of physical function were eligible for evaluation. After performing the statistical analyzes for the isometric muscle strength, function and pain outcomes, a statistically significant difference was found favorable only for an increase in isometric muscle strength. This beneficial result is restricted only to the comparison of NMES use versus the control group. The methodological quality of the eligible trials was moderate, with an average of 5 points on the PEDro scale. Limitations: Some limitations emerge from a research strategy to identify clinical studies. Following the recommendations of Cochrane Collaborations, the research was complemented by identifying possible eligible studies in the manual search as well as clinical trial records. Conclusion: It is suggested that the NMES when compared with the control group offers benefits to promote an increase in isometric muscle strength of quadriceps femoris muscle in patients with osteoarthritis of the knee. However, the NMES does not promote a reduction in pain or improvement of physical function in this population compared to control and exercise.
Informações adicionais: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ceilândia, Programa de Pós-Graduação em Ciências da Reabilitação, 2018.
Aparece nas coleções:PPGCR - Mestrado em Ciências da Reabilitação

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.