Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/32619
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2018_SilviaSatikoOnoyamaMori.pdf3,06 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Mecanismos de governança para potencializar projetos de cooperação científica internacionais
Autor(es): Mori, Silvia Satiko Onoyama
Orientador(es): Santos Júnior, Carlos Denner dos
Assunto: Cooperação internacional
Mecanismos de governança
Empresas - capacidade absortiva
Projetos - financiamento
Governança corporativa
Administração de projetos
Data de publicação: 10-Set-2018
Referência: MORI, Silvia Satiko Onoyama. Mecanismos de governança para potencializar projetos de cooperação científica internacionais. 2018. 214 f., il. Tese (Doutorado em Administração)—Universidade de Brasília, Brasília, 2018.
Resumo: Estudos anteriores reconhecem a ação conjunta dos mecanismos formal e relacional de governança em arranjos colaborativos na aquisição e compartilhamento do conhecimento, no desenvolvimento de projetos de P&D e no desempenho da parceria. No entanto, esses arranjos colaborativos têm propiciado o intercâmbio e acesso a mais recursos nos âmbitos tecnológicos, humanos e físicos, fomentado a capacidade absortiva das equipes e gerando avanços técnico-científicos. Diante do exposto, esta pesquisa tem como objetivo explicar como a complementaridade de recursos, os mecanismos de governança (formal e relacional) e a capacidade absortiva se relacionam para influenciar o desempenho da colaboração científica internacional. Sendo assim, foram conduzidas duas pesquisas, sendo uma quantitativa e outra qualitativa, para o estudo do fenômeno. Na primeira abordagem, realizou-se um survey com 231 projetos de pesquisa envolvendo colaboração internacional na área de ciências agrárias para verificar o papel da capacidade absortiva na relação entre complementaridade de recursos e desempenho da equipe de projetos de colaboração em P&D e o efeito moderador dos mecanismos de governança. Na segunda abordagem, realizou-se um estudo de caso com 13 projetos de pesquisa que contaram com colaboração internacional de uma empresa de pesquisa agropecuária para aprofundar a ação dos mecanismos de governança. Os resultados sugerem que a capacidade absortiva das equipes contribui para um melhor desempenho em termos de novas plataformas tecnológicas e avanço do conhecimento científico. Além disso, recursos complementares dos parceiros internacionais, sejam eles humanos, físicos e organizacionais, foram essenciais para o robustecimento da capacidade absortiva de toda a equipe. A ação do mecanismo formal, ou seja, o contrato menos especificado, tende a intensificar somente o intercâmbio de recursos complementares para revigorar a capacidade absortiva das equipes. Já os mecanismos relacionais, no que se refere à confiança, alinhamento de objetivos e comunicação, não intensificam o uso da complementaridade de recursos para influenciar a capacidade absortiva e potencializar o desempenho. O que foi constatado no modelo exploratório e respaldado pela etapa qualitativa é que os mecanismos relacionais mediam a relação entre complementaridade de recursos e capacidade absortiva. A ação conjunta dos mecanismos formal e relacional não ocorreu na forma de dupla moderação nas relações complementaridade de recursos, capacidade absortiva e desempenho. O que foi apurado no modelo exploratório e na pesquisa qualitativa é que contratos menos especificados aumentam o intercâmbio de recursos complementares e isso faz com o que haja redução de barreiras cognitivas e de coordenação, bem como aumento da confiança e avanço na comunicação com os parceiros externos. Ademais, deve-se atentar para a experiência dos membros, líderes e colíderes, pois essa experiência impacta diretamente na capacidade absortiva das equipes. A duração do projeto também deve ser considerada, pois temas complexos e que fornecem mais resultados necessitam de mais tempo para o desenvolvimento da pesquisa. Em adição, foram identificadas que, na etapa qualitativa, entraves burocráticos, gargalos técnicos e questões culturais e linguísticas podem prejudicar a ação dos mecanismos, bem como a capacidade absortiva das equipes. Com esses resultados exploratórios, elaboram-se proposições teóricas que ilustram essas novas relações entre os construtos, aclarando ainda mais a ação dos mecanismos de governança para fomentar a criação do conhecimento e a sua exploração tecnológica. As lições gerenciais para os líderes, colíderes, membros de projetos, gestores da programação da pesquisa e instituições de fomento são: delinear a arquitetura das equipes envolvendo pessoas experientes; estabelecer a duração do projeto, considerando o tema e o desempenho; e elencar os dois tipos de mecanismos de governança na elaboração e desenvolvimento do projeto.
Abstract: Previous studies have recognized the joint action of formal and relational governance mechanisms in collaborative arrangements on the acquisition and sharing of knowledge, on the development of R & D projects and on the performance of the partnership. However, these collaborative arrangements have provided access and exchange to more resources than knowledge, in the technological, human and physical spheres. This set of resources has been fostering the absorptive capacity of the teams and generating technical-scientific advances. Therefore, this research aims to explain how complementarity of resources, formal and relational mechanisms of governance and absorptive capacity are related to influence the performance of international scientific collaboration. Thus, quantitative and qualitative studies were conducted to investigate the phenomenon. In the first approach, a survey was carried out with 231 research projects involving international collaboration in the field of agrarian sciences to verify the role of the absorptive capacity in the relation between complementarity of resources and performance of collaboration projects in R & D and the moderating effect of the mechanisms of governance. In the second approach, a case study was carried out with 13 research projects that had international collaboration from a Brazilian public agricultural research enterprise to deepen the action of governance mechanisms. The results suggest that the absorptive capacity of the teams contributes to a better performance in terms of new technological platforms and advancement of scientific knowledge. In addition, complementary resources from international partners, in terms of human, physical and organizational resources, were essential to the strengthening of the absorptive capacity of the entire team. The action of the formal mechanism tends to intensify only the exchange of complementary resources to stimulate the absorptive capacity of the teams. Relational mechanisms, in terms of trust, sharing goals and communication, do not intensify the use of complementarity of resources to influence the absorptive capacity and thus enhance performance. It was observed that the relational mechanisms mediate the relation between complementarity of resources and absorptive capacity in the exploratory model and qualitative research. The complemental relationship of the formal and relational mechanisms did not occur in the form of joint moderation of the relations of complementarity of resources, absorptive capacity and project performance. What has been found in the exploratory model and the qualitative research is that less specified contracts increase the exchange of complementary resources and this causes the reduction of cognitive and coordination barriers, as well as the growth of the confidence and advance in the communication with the external partners. Besides, attention should be paid to the experience of members, leaders and co-leaders, because it has a direct impact on the absorptive capacity of the teams. The duration of the project should also be taken into account, considering that complex topics provide the most impact results require more time for the development of the research. Furthermore, it was identified in the qualitative study that bureaucratic obstacles, technical bottlenecks and cultural and linguistic issues may impair the action of the mechanisms, as well as the absorptive capacity of the teams. With these exploratory results, theoretical propositions are elaborated that illustrate these new relations between the constructs for clarifying the action of the governance mechanisms to foment the creation of the knowledge and its technological exploration. The managerial lessons for leaders, co-leaders, project members, research program managers, and development institutions are: built a team involving experienced people; establish the duration of the project considering theme and performance; and the two types of governance mechanisms should be considered in the design and development of the project.
Informações adicionais: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade e Gestão Pública, Programa de Pós-Graduação em Administração, 2018.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:PPGA - Doutorado em Administração (Teses)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.