Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/32612
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018_GláuciaMelassoGarciadeCarvalho.pdf4,1 MBAdobe PDFView/Open
Title: A direção escolar na constituição da subjetividade social favorecedora da inovação
Authors: Carvalho, Gláucia Melasso Garcia de
Orientador(es):: Mitjáns Martínez, Albertina
Assunto:: Gestão educacional
Ensino médio
Inovações educacionais
Direção escolar
Subjetividade
Epistemologia qualitativa
Issue Date: 6-Sep-2018
Citation: CARVALHO, Gláucia Melasso Garcia de. A direção escolar na constituição da subjetividade social favorecedora da inovação. 2018. 195 f., il. Tese (Doutorado em Educação)—Universidade de Brasília, Brasília, 2018.
Abstract: Esta tese tem por objetivo compreender a ação da direção escolar na constituição da subjetividade social favorecedora da inovação. O trabalho toma por referencial a teoria da subjetividade de GONZÁLEZ REY, que trouxe os fundamentos necessários à compreensão dos fenômenos da gestão e da inovação nas instituições escolares, situando as expressões da subjetividade humana como categoria de análise no entendimento de sua constituição. Para tanto, a Epistemologia Qualitativa de GONZÁLEZ REY, materializada no método construtivo-interpretativo, orientou a escolha do estudo de caso como estratégia de investigação. A pesquisa de campo, ocorrida entre os anos de 2015 a 2017, aconteceu em escola de ensino médio pública da rede educacional do Distrito Federal. Foram utilizados instrumentos qualitativos diversos, com destaque para as dinâmicas conversacionais e observação participante. As informações foram buscadas junto aos diferentes segmentos da escola. O modelo teórico da pesquisa foi construído a partir de três inteligibilidades geradas em função da análise da ação da direção escolar, a saber: (1) afetividades e multifuncionalidades; (2) exercício de controle e vivência da hierarquia e (3) pertencimento à escola e desafios de fazer diferente / fazer diferença. O conjunto de indicadores construídos a partir da interpretação de informações levou à construção de quatro hipóteses sobre as formas que se expressam a subjetividade social favorecedora da inovação: (1) abertura para criação de espaços sociais de emergência de protagonismo dos indivíduos na escola; (2) permeabilidade à existência de diferenças e contradições entre posicionamentos sobre a escola e sua condução; (3) comprometimento com trabalhos de qualidade e (4) compromisso na proposição de soluções originais para situações demandadas. Essas hipóteses ensejam a conclusão de que a ação da direção escolar contribui para a constituição da subjetividade social favorecedora da inovação especialmente no que diz respeito à questão da implicação pessoal e dos exemplos da vida do diretor. A tese construída está diretamente associada à importância dos exemplos pessoais das diretoras como elementos geradores de espaços de identificação da inovação na escola com a constituição do grupo, apresentando a interpretação de que, no caso estudado, a inovação avança da ideia de projeto de inovação para o processo inovador e deste para a trilha inovadora, que está mais vinculada aos princípios do projeto político-pedagógico da escola do que propriamente às etapas tradicionais de concepção-implementação-avaliação de um projeto inovador.
Abstract: This thesis aims to understand the action of school management in the constitution of social subjectivity that favors innovation. The work takes as a reference the subjectivity theory of GONZÁLEZ REY, which brought the necessary fundamentals to the understanding of the phenomena of management and innovation in school institutions, placing the expressions of human subjectivity as a category of analysis in the understanding of its constitution of the aforesaid social subjectivity. Therefore, the Qualitative Epistemology of GONZÁLEZ REY, materialized in the constructive-interpretative method, guided the choice of the case study as a research strategy. Field research, realized between the years of 2015 and 2017, took place in the public secondary school of the educational network of the Federal District. Several qualitative instruments were used, with emphasis on conversational dynamics and participant observation. Information was sought from the different segments of the school. The theoretical model of the research was constructed from three intelligibles generated as a function of the analysis of the action of the school management, namely: (1) affectivities and multifuncionalities; (2) exercise of control and experience of the hierarchy and (3) belonging to the school and challenges of making different / making a difference. The set of indicators constructed from the interpretation of information led to the construction of four hypotheses about the forms that express the social subjectivity favoring innovation: (1) openness to create social spaces of emergence of protagonism of the individuals in the school; (2) permeability to the existence of differences and contradictions between positions about the school and its conduct; (3) commitment to quality work and (4) commitment to proposing original solutions to demanding situations. These hypotheses lead to the conclusion that the action of school management contributes to the constitution of social subjectivity that favors innovation, especially with regard to the issue of personal involvement and examples of the school principal's life. This thesis is directly associated with the importance of the personal examples of the principals as elements that generate spaces for the identification of innovation in the school with the formation of the group, presenting the interpretation that, in the case studied, the innovation advances from the idea of innovation project to the innovative process and from this to the innovative path, which is more linked to the principles of the political-pedagogical project of the school than to the traditional stages of conception-implementation-evaluation of an innovative project.
Resumen: Esta tesis tiene por objetivo comprender la acción de la dirección escolar en la constitución de la subjetividad social favorecedora de la innovación. El trabajo toma por referencial la teoría de la subjetividad de GONZÁLEZ REY, que trajo los fundamentos necesarios para la comprensión de los fenómenos de la gestión y de la innovación en las instituciones escolares, situando las expresiones de la subjetividad humana como categoría de análisis en el entendimiento de su constitución. Para ello, la Epistemología Cualitativa de GONZÁLEZ REY, materializada en el método constructivo-interpretativo, orientó la elección del estudio de caso como estrategia de investigación. La investigación de campo, ocurrida entre los años de 2015 a 2017, ocurrió en una escuela pública de bachillerato de la red educativa del Distrito Federal. Se utilizaron diversos instrumentos cualitativos, con destaque para las dinámicas conversacionales y observación participante. Las informaciones fueron buscadas junto a los diferentes segmentos de la escuela. El modelo de investigación teórica se construyó a partir de tres inteligibilidades generados en función del análisis de la acción de la gestión escolar, a saber: (1) afectividades y multifuncionalidades; (2) ejercicio de control y vivencia de la jerarquía y (3) pertenencia a la escuela y desafíos de hacer diferente / hacer la diferencia. El conjunto de indicadores construidos a partir de la interpretación de las informaciones llevó a la construcción de cuatro hipótesis acerca de las formas que se expresan en la subjetividad social favorecedora de la innovación: (1) apertura para la creación de espacios sociales de emergencia para el protagonismo de los individuos en la escuela; (2) permeabilidad a la existencia de diferencias y contradicciones entre posicionamientos sobre la escuela y su gestión; (3) compromiso con trabajos de calidad y (4) compromiso en la propuesta de soluciones originales para situaciones demandadas. Estas hipótesis dan lugar a la conclusión de que la acción de la dirección escolar contribuye a la constitución de la subjetividad social favorecedora de la innovación, especialmente en lo que se refiere a la cuestión de la implicación personal y de los ejemplos de la vida del director. La tesis está directamente asociada a la importancia de los ejemplos personales de las directoras como elementos generadores de espacios de identificación de la innovación en la escuela con la constitución del grupo, presentando la interpretación de que, en el caso estudiado, la innovación avanza de la idea de proyecto de innovación para el proceso innovador y de éste para el camino innovador, que está más vinculado a los principios del proyecto político-político de la escuela que propiamente a las etapas tradicionales de concepción-implementación-evaluación de un proyecto innovador.
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação, 2018.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:FE - Doutorado em Educação (Teses)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/32612/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.