Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/32588
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2018_RosileideBarbosadeCarvalho.pdf869,14 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Análise morfológica da língua Kaiowá : fundamentos para uma gramática e dicionário bilíngue
Autor(es): Carvalho, Rosileide Barbosa de
Orientador(es): Cabral, Ana Suelly Arruda Câmara
Assunto: Língua kaiowá
Língua kaiowá - morfologia
Morfossintaxe
Lexicologia
Língua tupi-guarani
Data de publicação: 31-Ago-2018
Referência: CARVALHO, Rosileide Barbosa de. Análise morfológica da língua Kaiowá: fundamentos para uma gramática e dicionário bilíngue. 2018. 115 f., il. Dissertação (Mestrado em Linguística)—Universidade de Brasília, Brasília, 2018.
Resumo: Nesta dissertação de Mestrado, apresento os primeiros resultados de minha pesquisa sobre a gramática da língua Kaiowá, em que focalizo elementos fundamentais de sua morfologia. Parti de um estudo das classes de palavras e de suas respectivas estruturas internas, destacando delas os formativos que as constituem, buscando depreender as suas funções, principalmente considerando-as em enunciados reais, orais e escritos, tanto os meus próprios enunciados como os que ouço no meu dia a dia, seja no meu tekoha, seja nos demais ambientes Kaiowá que frequento. Da vasta literatura existente sobre as línguas Tupí-Guaraní, e em especial sobre as línguas do seu subconjunto I, do qual fazem parte também as línguas Guaraní Antigo, Mbyá, Ñandewa, Guaraní Paraguaio, Chiriguano, Xetá e Guayakí (RODRIGUES 1984-1985), serviram de base fundamental na minha pesquisa, os estudos de Rodrigues (1952, 1953, 1981, 1984-1985, 1986, 1996, 2001a, 2001b, 2011), Rodrigues e Cabral (2002), Leite (1983), Cabral e Rodrigues (2005), Cabral (2001a, 2001b, 1987, 2007), Cabral e Solano (2003), Solano (2009), Caldas (2001), Silva (2001), Cardoso (2008), Martins (2014), Martins et al. (2016) e Chamorro (2017). Ao mesmo tempo, servi-me de uma literatura linguística introdutória aos estudos morfológicos e morfossintáticos, dos quais destaco o de Chafe (1979), Payne (1985, 1998), Shachter (1985), Miestano (2005, 2007), Declés (1989) e Declés e Guentcheva (2011). Finalmente, reuni novos dados linguísticos Kaiowá, confrontando hipóteses de outros estudiosos com minhas próprias hipóteses e chegando a confirmar algumas já existentes, mas também contribuindo com novas hipóteses sustentadas em dados ainda não considerados anteriormente por outros. Esta dissertação reflete o meu aprendizado da linguística e pretende ser de utilidade para o conhecimento linguístico e para o ensino da língua Kaiowá em diferentes níveis da formação escolar do meu povo.
Abstract: In this dissertation, I present the first results of my research on the grammar of the Kaiowá language, in which I focus on fundamental elements of its morphology. I started with a study of the classes of words and their respective internal structures, highlighting the formative ones that constitute them, seeking to understand their functions, especially considering them in real, oral and written statements, either in my own statements or in those I hear in my day-today life, whether in my tekohá or in the other Kaiowá environments I attend. From the vast literature on the Tupí-Guaraní languages, and especially on the languages of its subgroup I, which also includes the Guaraní Antigo, Mbyá, Ñandeva, Guaraní Paraguaio, Chiriguano, Xetá and Guayakí languages (RODRIGUES, 1984-1985), I have chosen as a fundamental basis for my research studies by Rodrigues (1952, 1953, 1981, 194-1985, 1986, 1996, 2001a, 2001b, 2011), Rodrigues and Cabral (2002), Leite (1983), Cabral and Rodrigues (2005), Cabral (2001a, 2001b, 1987, 2007), Cabral and Solano (2003), Solano (2009), Caldas (2001), Silva (2001), Cardoso (2008), Martins et al. (2016) and Chamorro (2017). At the same time, I used an introductory linguistic literature focusing on morphological and morphosyntactic aspects of different languages, from which I highlight Chafe (1979), Payne (1985, 1998), Shachter (1985), Miestano (2005), Declés (1989), Declés and Guentcheva (2011). Finally, I gathered new Kaiowá data, confronting hypotheses of other scholars with my own hypotheses and even confirming some existing ones, but also contributing to new hypotheses based on data not previously considered by others. This dissertation reflects my learning of linguistics and intends to be useful for the linguistic knowledge and for the teaching of the Kaiowá language in different levels of the education of my people.
Informações de Acesso e Conteúdo: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Linguística, Português e Línguas Clássicas, Programa de Pós-Graduação em Linguística, 2018.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:LIP - Mestrado em Linguística (Dissertações)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.