Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/32537
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018_LaenePedroGama.pdf1,02 MBAdobe PDFView/Open
Title: A função social e política do humor no trabalho
Authors: Gama, Laene Pedro
Orientador(es):: Mendes, Ana Magnólia Bezerra
Assunto:: Humor, sátira, etc.
Trabalho - aspectos psicológicos
Psicanálise
Trabalho - aspectos sociais
Freud, Sigmund, 1856-1939 - crítica e interpretação
Issue Date: 24-Aug-2018
Citation: GAMA, Laene Pedro. A função social e política do humor no trabalho. 2018. 97 f., il. Dissertação (Mestrado em Psicologia Social, do Trabalho e das Organizações)—Universidade de Brasília, Brasília, 2018.
Abstract: Este é um estudo teórico que tem por objeto analisar a função social e política do humor no trabalho contemporâneo. Para tal, utiliza-se do referencial teórico psicanalítico freudiano e da crítica social, subjetivação do trabalho e construtos da psicodinâmica do trabalho para analisar o trabalho na contemporaneidade. Parte-se da hipótese de que o humor nas organizações tem como principal funcionalidade revelar excessos e dogmas mantidos pelo trabalho, permite uma releitura dos mesmos, e sugere modificações no contexto de trabalho que perpassam pela crítica ao poder constituído, convidando o coletivo à criação de um novo espaço de trabalho. O método usado foi a pesquisa bibliográfica, através de busca metódica e sistematizada dos temas humor e psicanálise. Em relação às obras freudianas, além do estudo das duas obras que tratam da temática (1905 e 1927), foram acrescidos os escritos do autor elaborados no intervalo dessas obras, que remontam ao campo aqui estudado. Para esta última revisão foi utilizada a referência bibliográfica dos autores Kupermann (2003) e Slavutzky (2014) em seus livros de referência sobre o humor. Em relação ao tema trabalho, foram lidos autores especializados em sua vertente da racionalidade crítica e subjetivação do trabalho, essas pesquisas foram baseadas em literatura publicada em formas de livros, revistas especializadas, escritas ou eletrônicas, e outras fontes como congressos e seminários. A partir do presente estudo, percebe-se que o humor inaugura um novo discurso social, tendo em sua origem o desamparo. Guarda uma função social, mas persegue a política, sem a qual não se eleva. Portanto, porta a denúncia, de hipocrisias comuns a um grupo e idealizações. Desterritorializa algo previamente estabelecido por um sujeito, uma instituição ou forma de governo. Descrever o atual cenário político neoliberal, onde se assenta o discurso falicista ou gerencialista do trabalho, permite reconhecer nos elementos sociais do humor – laços identificatórios, caráter transgressor e sublimação – contribuições ao mundo laboral contemporâneo.
Abstract: This is a theoretical study that has as its objective to analyze the social and political function of humor in the contemporary work. For this, it’s used the Freud’s psychoanalytical theory and the social critic reference, work subjectivation and constructs and psychodynamics of work in order to analyze the work in contemporaneity. It’s started of the hypothesis that humor in the organizations would has its main functionality to reveal the excesses and dogmas maintained by work, allows a reinterpretation of them, and suggests changes in the work context which overarch the critic to the constituted power, invites the collective to the creation of a new work space. The used method was a bibliographic, research through a methodic and systematized research of the humor and psychoanalysis themes. Relating to Freud’s works, besides the study of the two works which deal with the theme (1905 and 1927), it was added the author’s writings elaborated in the hiatus of these works, which go back to the field studied here. For this last review it was used the bibliographic reference of the authors Kupermann (2003) and Slavutzky (2014) in their reference books about humor. About the work theme, specialized authors were read in their aspects of critical rationality and subjectivation of work, these researches were based in literature published in books, electronic or written specialized magazines and other sources as conferences and seminars. From the present study, it’s noticed that humor inaugurates a new social speech, having helplessness in its origin. It keeps a social function, but chases politics, which without it, it can’t rise. Therefore, it bears the report of common hypocrisies to a group and idealizations. It dispossesses something previously established by a subject, an institution or way of government. Describing the neoliberal political scenery, where the falicist and managerial speech of work sits, allows one to recognize in the social elements of humor – identification laces, transgressor character and sublimation – contributions to the contemporary labor work.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social, do Trabalho e das Organizações, 2018.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:PSTO - Mestrado em Psicologia Social, do Trabalho e das Organizações (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/32537/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.