Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/32493
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2018_RosaniKristineParaísoGarcia.pdf2,72 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Um estudo sobre a expressão gramatical da polidez em Libras
Autor(es): Garcia, Rosani Kristine Paraíso
Orientador(es): Naves, Rozana Reigota
Coorientador(es): Praça, Walkíria Neiva
Assunto: Língua brasileira de sinais
Análise de discurso
Linguagens formais
Data de publicação: 22-Ago-2018
Referência: GARCIA, Rosani Kristine Paraíso. Um estudo sobre a expressão gramatical da polidez em Libras. 2018. 85 f., il. Dissertação (Mestrado em Linguística)—Universidade de Brasília, Brasília, 2018.
Resumo: Este estudo versa sobre a expressão da polidez na Língua de Sinais Brasileira (Libras ou LSB) e desenvolve-se pela análise de dados coletados em comunidade surda usuária de Libras. Assim como em qualquer língua, nas línguas de sinais há o uso de diferentes registros e “graus” de polidez. O objetivo geral do estudo é analisar os elementos linguísticos utilizados como recursos na expressão gramatical da polidez em Libras, tomando como ponto de partida o trabalho pioneiro de Brown e Levinson (1987 [1978]) e um capítulo que Ferreira Brito (1995) desenvolve sobre esse assunto. Como se trata de um tema que está na interface entre a gramática e o discurso, a abordagem teórica leva em conta categorias de análise de base funcionalista, mas trabalha, também, com pressupostos da gramática gerativa, quanto à existência de uma faculdade da linguagem e de mecanismos gramaticais universais para a expressão do pensamento. O caminho metodológico adotado para esta pesquisa baseia-se em coleta de dados, por meio de filmagens em vídeo e de entrevistas, a fim de comparar os diferentes mecanismos gramaticais utilizados pelos surdos sinalizantes de Libras e analisar esses mecanismos com base no referencial teórico adotado. A análise dos dados permitiu identificar que os surdos participantes da pesquisa relacionam os registros formais e informais com o comportamento mais (ou menos) polido dos interlocutores, sendo a estrutura diretiva a preferida tanto em situações formais quanto em situações informais. Essa característica se revelou ser própria da Libras – confirmando-se a proposta de Ferreira Brito (1995) de que a familiaridade é um aspecto fundamental para a descrição da polidez nessa língua, e desafiando-se a teoria de Brown e Levinson (1987 [1978]) de que os atos de fala indiretos agregam elementos de polidez nas línguas em geral.
Abstract: This research deals with the expression of politeness in Brazilian Sign Language (Libras or LSB) and is developed by the analysis of data produced by deaf people who are Libras’ speakers. Just as in any language, in sign languages different registers and degrees of politeness are used. The general objective of this study is to analyze the linguistic elements used as resources in the grammatical expression of politeness in Libras, taking as a start point Brown e Levinson’s (1987 [1978]) research and the chapter that Ferreira Brito (1995) developed on this subject. As this work deals with a theme that is at the interface between grammar and discourse, the theoretical approach takes into account categories of functionalist framework, but also the assumptions of generative grammar, about the existence of a language faculty and of universal grammatical mechanisms for the expression of thought. The methodological approach adopted for this research is based on data collected in order to compare the different grammatical mechanisms used by the deaf people and to analyze these mechanisms based on the adopted theoretical framework. The analysis allowed us to identify that the deaf participants relate formal and informal registers to the more (or less) polite behavior of the interlocutors, the directive structure being preferred in both formal and informal situations. This characteristic was considered to be proper of Libras – confirming the proposal of Ferreira Brito (1995) that familiarity is a fundamental aspect for the description of politeness in this language, and challenging the theory of Brown and Levinson (1987 [1978]) that the indirect speech acts generally show elements of politeness in the languages.
Informações adicionais: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Linguística, Português e Línguas Clássicas, Programa de Pós-Graduação em Linguística, 2018.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:LIP - Mestrado em Linguística (Dissertações)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.