Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/32376
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2018_AlanRodriguesdaSilva.pdf3,16 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Desempenho individual, percepção de práticas de recursos humanos, cidadania organizacional, comprometimento afetivo e intenção de rotatividade : um estudo multinível
Autor(es): Silva, Alan Rodrigues da
Orientador(es): Coelho Junior, Francisco Antonio
Assunto: Desempenho no trabalho
Desempenho individual
Recursos humanos
Cidadania organizacional
Data de publicação: 25-Jul-2018
Referência: SILVA, Alan Rodrigues da. Desempenho individual, percepção de práticas de recursos humanos, cidadania organizacional, comprometimento afetivo e intenção de rotatividade: um estudo multinível. 2018. x, 313 f., il. Tese (Doutorado em Administração)—Universidade de Brasília, Brasília, 2018.
Resumo: A forma como se gerencia o capital humano disponível na organização, com o objetivo de obter o melhor desempenho individual de cada trabalhador, é fator decisivo para o sucesso das organizações públicas ou privadas. Devido a relevância do desempenho individual para o sucesso das organizações, é necessário investigar indicadores e variáveis capazes de oportunizar a sua ocorrência. Atualmente, investigações sobre o desempenho individual buscam compreender o fenômeno a partir tanto de variáveis individuais, como de variáveis contextuais. Considerando isso, o presente trabalho buscou testar empiricamente um modelo teórico multinível de predição de desempenho individual no trabalho. Incluiu-se no modelo variáveis de nível individual e de unidade organizacional. As variáveis antecedentes foram: percepção de práticas de RH (nível individual e de unidade), cidadania organizacional (nível de unidade), comprometimento organizacional afetivo, intenção de rotatividade e características demográficas e profissionais. Realizou-se dois estudos em uma Organização pública federal brasileira, com atuação nacional e responsável pela fiscalização de recursos públicos. O primeiro estudo, buscou adaptar um instrumento de percepção de práticas de RH para o contexto estudado, além de buscar, a partir de critérios estatísticos e teóricos, evidências de validade tanto para o instrumento de percepção de práticas de RH, como para os instrumentos de cidadania organizacional, comprometimento organizacional afetivo e intenção de rotatividade (N=669). O segundo estudo testou duas dimensões de relato de desempenho individual no trabalho. Realizou-se a coleta de dados via sistema de pesquisa da própria Organização em 54 Unidades Organizacionais, na sede do órgão em Brasília e em capitais dos Estados brasileiros. Adotou-se procedimentos de análise uni e multivariada dos dados, análise fatorial exploratória e análise de regressão multinível. Obteve-se evidências de validade para todos os instrumentos utilizados na pesquisa, a partir dos critérios estatísticos e teóricos estabelecidos. Os resultados do estudo 2 corroboraram parcialmente o modelo teórico multinível hipotetizado. Os achados evidenciaram que a variância de duas dimensões de relatos de desempenho individual (desempenho de interação e alinhamento estratégico de desempenho) foram explicadas devido a variáveis antecedentes de nível de contexto e também por variáveis de nível individual. Destaca-se como antecedente de relatos de desempenho individual no nível de unidade, em ambas as dimensões analisadas, a cidadania organizacional. Dentre os antecedentes de relatos de desempenho de nível individual, destacaram-se: ocupação de função de confiança (em ambas as dimensões analisadas), sexo (quanto a alinhamento estratégico de desempenho), percepção de práticas de RH (em ambas as dimensões analisadas), comprometimento organizacional afetivo (em ambas as dimensões analisadas) e intenção de rotatividade (desempenho de interação). O modelo multinível final, para ambas as dimensões, incluiu também termos de interação entre cidadania organizacional no nível de unidade e a percepção de práticas de RH no nível individual. A utilização da modelagem multinível demonstrou ser uma ferramenta importante para ajudar a compreender o desempenho individual, pois permite incluir, nos modelos explicativos de desempenho, variáveis contextuais e de nível individual, além da inclusão de termos de interação entre variáveis de diferentes níveis de análise. As implicações teóricas e praticas dos estudos são apresentadas na discussão, à luz do referencial teórico apresentado e dos achados empíricos dos estudos. Por fim, apresenta-se limitações dos estudos, agenda de pesquisa e conclusões finais.
Abstract: The way in which the human capital available in the organization is managed, in order to obtain the best individual performance of each worker, is a decisive factor for the success of public or private organizations. Due to the relevance of individual performance to the success of organizations, it is necessary to investigate indicators and variables capable of facilitating their occurrence. Currently, research on individual performance seeks to understand the phenomenon from both individual variables and contextual variables. Considering this, the present work sought to empirically test a multilevel theoretical model of prediction of individual performance at work. Individual and organizational unit-level variables were included in the model. The antecedent variables were: perception of HR practices (individual and unit level), organizational citizenship behavior (unit level), affective organizational commitment, turnover intetion, and demographic and professional characteristics. Two studies were carried out in a Brazilian federal public organization, with national action and responsible for the inspection of public resources in the Federal level. The first study sought to adapt an instrument for the perception of HR practices to the context studied, besides searching, based on statistical and theoretical criteria, validity evidence both for the HR perception instrument and for the organizational citizenship behavior, affective organizational commitment and intention of rotation scales (N = 669). The second study tested two dimensions of individual performance reporting at work. Data were collected through the Organization's own research system (Limsurvey) in 54 Organizational Units, at the headquarters of the agency in Brasilia and in the capitals of some Brazilian States. Univariate and multivariate analysis of the data, exploratory factor analysis and multilevel regression analysis were adopted. Validity evidence was obtained for all the instruments used in the research, based on the established statistical and theoretical criteria. The results of study 2 partially corroborated the theoretical hypothesized multilevel model. The findings evidenced that the two-dimensional variance of individual performance reports (interaction performance and strategic performance alignment) were explained due to context variables antecedents and also by individual-level variables. It stands out as na contextual antecedent of reports of individual performance, in both dimensions analyzed, organizational citizenship behavior. Among the antecedents of individual-level performance reports, the following stand out: jobs baded on trust (in both dimensions analyzed), gender (regarding strategic alignment of performance), perception of HR practices (in both dimensions analyzed) , affective organizational commitment (in both dimensions analyzed) and turnover intetion (interaction performance). The final multilevel model, for both dimensions, also included terms of interaction between organizational citizenship behavior at the unit level and the perception of HR practices at the individual level. The use of multilevel modeling has been shown to be an important tool to help understand individual performance, since it allows the inclusion of contextual and individual-level variables in explanatory performance models, as well as the inclusion of terms of interaction between variables at different levels of analysis. The theoretical and practical implications of the studies are presented in the discussion Chapter, in the light of the theoretical reference presented and the empirical findings of the studies. Finally, limitations of the studies, research agenda and final conclusions are presented.
Informações adicionais: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade e Gestão Pública, Programa de Pós-Graduação em Administração, 2018.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:PPGA - Doutorado em Administração (Teses)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.