Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/32318
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2018_LucasFrancoCarmona.pdf1,4 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Efeito da numerosidade sobre a escolha em contexto de variação
Autor(es): Carmona, Lucas Franco
Orientador(es): Abreu-Rodrigues, Josele
Assunto: Controle (Psicologia)
Variabilidade
Escolha (Psicologia)
Data de publicação: 17-Jul-2018
Referência: CARMONA, Lucas Franco. Efeito da numerosidade sobre a escolha em contexto de variação. 2018. xii, 63 f., il. Dissertação (Mestrado em Ciências do Comportamento)—Universidade de Brasília, Brasília, 2018.
Resumo: O presente trabalho investigou os efeitos do controle discriminativo pela numerosidade sobre a escolha em contexto de variação. Na Fase de Pré-Treino, pombos foram expostos a um esquema múltiplo e treinados a emitir sequências com jorros distintos de respostas. No componente Max 4 (jorros curtos), somente sequências com 1 a 4 respostas em um disco antes da mudança para o outro disco produziam o reforço; no componente Min n (jorros longos), o número de respostas antes da mudança foi manipulado, gradualmente, de 1 a 9 para 6 a 9, no decorrer das condições. Os acertos, em ambos os componentes, foram acima do acaso na maioria das sessões de cada condição e, em algumas condições tenderam a ser mais frequentes no componente Max 4. Na Fase de Variação, com a sobreposição de um esquema Lag 1 e Lag 2 à contingência de numerosidade, a sequência deveria não somente conter jorros de 1 a 4 (componente Max 4) e de 6 a 9 (componente Min 6) respostas, mas também ser diferente da anterior ou das duas anteriores, respectivamente. A probabilidade de reforços foi igualada entre componentes. Com a exigência de variação, os acertos diminuíram, mas permaneceram acima do acaso e mais frequentes no componente Max 4. Na Fase de Escolha, as contingências Max 4 e Min 6 com sobreposição do Lag 2 foram implementadas nos elos terminais de um esquema concorrente encadeado. As escolhas pelo elo terminal Max 4 foram mais frequentes do que pelo elo terminal Min 6. Os resultados indicaram (a) controle discriminativo pela numerosidade, mesmo sob contingências de variação; (b) controle mais preciso pela numerosidade com jorros mais curtos de respostas; e (c) preferência por alternativas com maior controle pela numerosidade.
Abstract: The present study investigated the effects of the discriminative control by numerosity upon choice under variation contingencies. In the Pre-Training Phase, pigeons were exposed to a multiple schedule and trained to emit sequences with distinct response runs. In the Max 4 component (short runs), only sequences with 1 to 4 responses on a key before switching to the other key produced reinforcers; in the Min n component (long runs), the number of responses before switching gradually changed from 1 to 9 to 6 to 9 across conditions. Correct trials in both components were above chance in most sessions of each condition, and in some conditions, they were more frequent in the Max 4 component. In the Variation Phase, with the superimposition of Lag 1 and Lag 2 schedules to the numerosity contingency, the sequence had not only to contain runs from 1 to 4 (Max 4 component) and from 6 to 9 (Min 6 component) responses, but also to be different from the previous one and from the two previous ones, respectively. The probability of reinforcements was equated between components. With the variation requirement, the frequency of correct trials decreased, but remained above chance and was higher in the Max 4 than in the Min 6 component. In the Choice Phase, Max 4 and Min 6 contingencies were implemented in the terminal links of a concurrent chained schedule and only the Lag 2 schedule operated in both links. The Max 4 terminal link was chosen more frequently than the Min 6 terminal link. The results indicated (a) discriminative control by numerosity, even under contingencies of variation; (b) more precise control by numerosity with shorter response runs; and (c) preference for alternatives with greater numerosity control.
Informações adicionais: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Departamento de Processos Psicológicos Básicos, Programa de Pós-Graduação em Ciências do Comportamento, 2018.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Agência financiadora: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).
Aparece nas coleções:PPB - Mestrado em Ciências do Comportamento (Dissertações)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.