Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/32255
Título: Ser criança camponesa no Cerrado
Autor(es): Leite, Jaciara Oliveira
Orientador(es): Martins, Leila Chalub
Assunto: Educação do campo
Sociologia da infância
Corpo
Data de publicação: 6-Jul-2018
Data de defesa: 1-Mar-2018
Referência: LEITE, Jaciara Oliveira. Ser criança camponesa no Cerrado. 2018. 230 f., il. Tese (Doutorado em Educação)—Universidade de Brasília, Brasília, 2018.
Resumo: Como é ser sujeito-criança no campo e o que expressam as crianças sobre suas vidas, seu lugar? Essa foi a questão central que inspirou esta pesquisa de doutorado realizada, principalmente, com e sobre as crianças que residem na Comunidade do Sertão - Chapada dos Veadeiros - GO, um território camponês localizado no bioma Cerrado. O objetivo geral da investigação foi: compreender e analisar a infância no/do campo, na comunidade participante da pesquisa, em diálogo com os estudos sobre Corpo, Educação do Campo e Sociologia da Infância. Desse objetivo, desdobraram-se três específicos: a) analisar o contexto atual camponês, em especial as relações com a educação e vida das crianças; b) identificar e analisar os espaços-tempo, as práticas e aspectos que caracterizam a vida das crianças; c) identificar e analisar os sentidos e significados atribuídos pelas crianças à escola e ao território. O trabalho orientou-se pela concepção de criança como sujeito social e, por isso mesmo, pela busca da construção compartilhada dos dados de pesquisa junto com elas. Privilegiou-se o diálogo e a observação das diferentes linguagens das crianças por meio, sobretudo, de estratégias lúdicas de pesquisa (SILVA, 2003). Os instrumentos principais foram: observação participante com registros em "Diários Camponês"; entrevistas/conversas estruturadas em torno de jogos e brincadeiras; desenho; registro iconográfico com fotos e vídeos; e os eventos-campo. Foram ao todo quatro anos de viagens de imersão no campo e de estudos teóricos que constituíram uma práxis de pesquisa com os sujeitos e o território. Esse processo indicou a constituição de infâncias camponesas "cerratenses" (BERTRAN, 2011) tecidas na interação dialética entre as crianças, o corpo, a natureza (o bioma Cerrado), o trabalho e os modos de viver camponês, que são atravessados pelas questões históricas e atuais de contradição entre campesinato (resistência) e poder público (ausência/intervenção) naquele território. É nesse contexto que as crianças experienciam às suas maneiras os diferentes espaços-tempo do território, com destaque especial para a escola, possibilidade concreta de acesso à Educação Básica no campo, central para a comunidade e para a constituição das crianças como sujeitos sociais.
Abstract: What is it like to be child-subject in the field and what do children express about their lives, their place? This was the central question that inspired this doctoral research carried out mainly with and on children living in the Comunidade do Sertão - Chapada dos Veadeiros - GO, a peasant territory located in the Cerrado biome. The general objective of the research was: to understand and analyze childhood in the field, in the community participating in the research, in dialogue with the studies on Body, Field Education and Sociology of Childhood. Three specific objectives were developed: a) to analyze the present peasant context, especially the relations with the education and life of the children; b) identify and analyze the spaces-time, practices and aspects that characterize children's lives; c) identify and analyze the meanings attributed by children to school and territory. The work was oriented by the conception of child as a social subject and, therefore, by the search of the shared construction of the research data along with them. The dialogue and observation of the different languages of the children were privileged through, mainly, ludic strategies of research (SILVA, 2003). The main instruments were: participant observation with records in "Peasant Diaries"; interviews / structured conversations around games; drawing; iconographic registration with photos and videos; and field-events. They were in all four years of trips of immersion in the field and of theoretical studies that constituted a praxis of research with the subjects and the territory. This process indicated the constitution of "cerratenses" (BERTRAN, 2011) peasant infants woven into the dialectical interaction between children, the body, nature (the Cerrado biome), work and peasant ways of living, which are crossed by historical and current issues of contradiction between peasantry (resistance) and public power (absence / intervention) in that territory. It is in this context that children experience the different space-time of the territory, with particular emphasis on the school, concrete possibility of access to Basic Education in the field, central to the community and the constitution of children as social subjects.
Resumen: ¿Cómo es ser sujeto-niño en el campo y qué expresan a los niños sobre sus vidas, su lugar? Esta fue la cuestión central que inspiró esta investigación de doctorado realizada, principalmente, con y sobre los niños que residen en la Comunidade do Sertão - Chapada dos Veadeiros - GO, un territorio campesino ubicado en el bioma Cerrado. El objetivo general de la investigación fue: comprender y analizar la infancia en el campo, en la comunidad participante de la investigación, en diálogo con los estudios sobre el Cuerpo, la Educación del Campo y la Sociología de la Infancia. De ese objetivo, se desplegar tres específicos: a) analizar el contexto actual campesino, en especial las relaciones con la educación y vida de los niños; b) identificar y analizar los espacios-tiempo, las prácticas y aspectos que caracterizan la vida de los niños; c) identificar y analizar los sentidos y significados atribuidos por los niños a la escuela y al territorio. El trabajo se orientó por la concepción de niño como sujeto social y, por eso mismo, por la búsqueda de la construcción compartida de los datos de investigación junto con ellas. Se privilegió el diálogo y la observación de los diferentes lenguajes de los niños por medio, sobre todo, de estrategias lúdicas de investigación (SILVA, 2003). Los instrumentos principales fueron: observación participante con registros en "Diarios Campesinos"; entrevistas/ conversaciones estructuradas en torno a juegos; diseño; registro iconográfico con fotos y vídeos; y los eventos-campo. Fueron en total cuatro años de viajes de inmersión en el campo y de estudios teóricos que constituyeron una praxis de investigación con los sujetos y el territorio. Este proceso indicó la constitución de infancias campesinas "cerratenses" (BERTRAN, 2011) tejidas en la interacción dialéctica entre los niños, el cuerpo, la naturaleza (el bioma Cerrado), el trabajo y los modos de vivir campesinos, que son atravesados por las cuestiones históricas y actuales de contradicción entre campesinato (resistencia) y poder público (ausencia/ intervención) en aquel territorio. Es en este contexto que los niños experimentan a sus maneras los diferentes espacios-tiempo del territorio, con destaque especial para la escuela, posibilidad concreta de acceso a la Educación Básica en el campo, central para la comunidad y para la constitución de los niños como sujetos sociales. Palabras clave: Infancia Campesina; Educación del Campo; Cerrado; Cuerpo.
Informações adicionais: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação, 2018.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Coorientador(es): Silva, Ana Márcia
Aparece nas coleções:FE - Doutorado em Educação (Teses)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2018_JaciaraOliveiraLeite.pdf6,28 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.