Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/32140
Título: Biopolítica e o enunciado da autonomização das esferas sociais
Outros títulos: Biopolitics and the statement of the social spheres’ autonomization
Autor(es): Silva, Lucas Trindade da
Orientador(es): Tavolaro, Sergio Barreira de Faria
Assunto: Autonomização
Foucault, Michel, 1926-1984 - crítica e interpretação
Biopolítica
Data de publicação: 22-Jun-2018
Data de defesa: 28-Fev-2018
Referência: SILVA, Lucas Trindade da. Biopolítica e o enunciado da autonomização das esferas sociais. 2018. 328 f., il. Tese (Doutorado em Sociologia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2018.
Resumo: O objetivo da tese é inquirir o conceito foucauldiano de biopolítica sobre o que ele tem a dizer em relação tanto ao enunciado sociológico fundante da autonomização/diferenciação das esferas em sociedades modernas como às críticas a tal enunciado na tradição que vai da reificação, passa pela lógica da identidade promovida pela racionalidade instrumental, até a colonização sistêmica do mundo da vida e as formulações intrincadas de campo/habitus em Bourdieu. Após a realização de uma arqueologia dos enunciados e contra-enunciados da tese da autonomização/diferenciação das esferas na modernidade e de uma imersão nas nuances da formulação foucauldiana dos conceitos de biopoder, biopolítica e governamentalidade, buscamos evidenciar, primeiramente, como a transversalidade da analítica do poder foucauldiana coloca em xeque radicalmente a compreensão do poder e do político como uma esfera ou (sub) sistema diferenciado, autônomo e autorreferencial. Num segundo momento, buscamos salientar como o aprofundamento da reflexão genealógica sobre a biopolítica, pensada progressivamente como tecnologia moderna por excelência de poder, pontua formas situadas de indiferenciação entre esferas e códigos sociais: a) análise das imbricações entre verdade e poder no próprio programa genealógico; b) entre saber histórico e prática política no historicismo político do discurso da guerra entre as raças; c) entre saber estatístico-biológico e regulamentação política da população nos diversos processos de normalização; d) na delimitação entre as esferas econômica, política e jurídica condicionada pelo regime de verdade da economia política; e) no direcionamento neoliberal de todas as “esferas” da sociedade para a constituição, objetiva e subjetiva, da economia de mercado. Nesse sentido, na medida em que formula um instrumental genealógico passível de aplicabilidade diversa e heuristicamente potente, Foucault se aproxima mais de Bourdieu, que também elabora à sua maneira uma praxeologia interessada em formas múltiplas de dominação social através da autonomização prática e lexical dos campos. Dois programas de pesquisa que, talvez, ao lado dos esforços da Teoria Crítica de matriz frankfurtiana, possam funcionar de forma complementar na análise dos diversos níveis e modos de indiferenciação entre esferas e códigos tomados tradicionalmente como intransitivos entre si.
Abstract: The aim of the thesis is to investigate the Foucauldian concept of biopolitics on what it has to say in relation to both the founding sociological statement of the autonomization / differentiation of spheres in modern societies as to the critique of that statement in the tradition that goes from reification, passes through the logic of identity promoted by instrumental rationality, to the systemic colonization of the lifeworld and the intricate formulations of field / habitus in Bourdieu. After the realization of an archeology of the statements and counter-statements of the thesis of the autonomization / differentiation of the spheres in modernity and of an immersion in the nuances of the Foucauldian formulation of the concepts of biopower, biopolitics and governmentality, we seek first to show how the transversality of the Foucauldian analytics of power radically challenges the understanding of power and the political as a differentiated, autonomous and self-referential sphere or (sub) system. Secondly, we seek to emphasize how the deepening of genealogical reflection on biopolitics, progressively thought of as the modern technology of power par excellence, points to localized forms of indifferentiation between spheres and social codes: a) analysis of the imbrications between truth and power in the genealogical program itself ; b) between historical knowledge and political practice in the political historicism of the discourse of war between the races; c) between statistical-biological knowledge and political regulation of the population in the various standardization processes; d) in the delimitation between the economic, political and juridical spheres conditioned by the regime of truth of the political economy; e) in the neoliberal direction of all the "spheres" of society for the objective and subjective constitution of the market economy. In this sense, insofar as he formulates a genealogical instrument capable of diverse and heuristically potent applicability, Foucault is similar to Bourdieu, who also elaborates in his own way a praxeology interested in multiple forms of social domination through the practical and lexical autonomy of the fields. Two research programs that, alongside the efforts of the Critical Theory of the Frankfurtian matrix, may function in a complementary way in the analysis of the various levels and modes of indifferentiation between spheres and codes traditionally taken as intransitive to each other.
Informações adicionais: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Sociais, Departamento de Sociologia, 2018.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Agência financiadora: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).
Aparece nas coleções:SOL - Doutorado em Sociologia (Teses)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2018_LucasTrindadedaSilva.pdf1,82 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.