Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/32055
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2017_MichelineMarieMilwarddeAzevedoMeiners_PARCIAL.pdf5,44 MBAdobe PDFView/Open
Title: Acesso e adesão ao tratamento medicamentoso de diabetes mellitus na população adulta e urbana brasileira : Pesquisa Nacional sobre Acesso, Utilização e Promoção do Uso Racional de Medicamentos (PNAUM)
Authors: Meiners, Micheline Marie Milward de Azevedo
Orientador(es):: Merchan-Hamann, Edgar
Coorientador(es):: Tavares, Noemia Urruth Leão
Assunto:: Diabetes - tratamento
Serviços de saúde
Tratamento - adesão
Políticas públicas
Assistência farmacêutica
Issue Date: 6-Jun-2018
Citation: MEINERS, Micheline Marie Milward de Azevedo. Acesso e adesão ao tratamento medicamentoso de diabetes mellitus na população adulta e urbana brasileira: Pesquisa Nacional sobre Acesso, Utilização e Promoção do Uso Racional de Medicamentos (PNAUM). 2017. 221 f., il. Tese (Doutorado em Saúde Coletiva)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Abstract: O diabetes é uma importante causa de morbimortalidade em todo o mundo. No Brasil esta enfermidade tem sido priorizada desde o ano 2001, com o início da implantação do Plano de Reorganização da Atenção à Hipertensão Arterial e ao Diabetes. Entre 2006 e 2013 se estabeleceram políticas e ações integradas para prevenção e cuidado das pessoas com diabetes e para melhorar o acesso aos medicamentos e insumos. O objetivo deste trabalho foi descrever a realidade do acesso aos medicamentos e da adesão ao tratamento e analisar os fatores associados `à mesma em pessoas com diabetes no Brasil. Inicialmente fez-se uma revisão narrativa histórica sobre o acesso aos medicamentos no Brasil, com a busca em diferentes fontes e recursos bibliográficos. A narrativa construiu uma linha temporal sobre acesso aos medicamentos desde o descobrimento do Brasil até os dias atuais, com especial ênfase para o período após a criação do Sistema Único de Saúde. A Pesquisa Nacional sobre Acesso, Utilização e Promoção do Uso Racional de Medicamentos no Brasil (PNAUM), foi um inquérito domiciliar de base populacional, com plano amostral por conglomerados, segundo domínios de sexo e idade e representatividade nacional e macrorregional de áreas urbanas, que ocorreu entre 2013 e 2014. Utilizaram-se os dados da população adulta (≥ 20 anos) que referiu ter diabetes desta Pesquisa para descrever as características sócio demográficas e sanitárias das pessoas com diabetes do país. Analisaram-se as frequências ponderadas das variáveis selecionadas e aplicou-se o teste Qui-quadrado de Pearson para avaliar a significância estatística das diferenças entre os estratos para os dados de acesso, forma de financiamento e adesão aos medicamentos, considerando o nível de significância de 5%. Fatores associados a baixa adesão ao tratamento descritos na literatura e que estavam disponíveis no banco de dados, foram testados num modelo de regressão hierárquico de Poisson, para estabelecer as Razões de Prevalência bruta e ajustada, com o uso do teste de Wald. Os resultados demostraram uma inequidade histórica no acesso aos medicamentos, bastante influenciada por questões políticas, econômicas e de atraso no estabelecimento de direitos sociais na população brasileira. Apenas na última década existiram avanços significativos do acesso aos medicamentos de forma equânime. No caso das pessoas com diabetes, os resultados da PNAUM demonstram acesso substancial aos medicamentos antidiabéticos não insulínicos (97,8%), com mais de 70% da população tendo acesso ao tratamento de forma gratuita. A adesão, entretanto, ainda está abaixo de níveis aceitáveis (73,6%). Após a aplicação do modelo de regressão hierárquica de Poisson, a razão de prevalência ajustada foi significativa para pessoas que são atendidas por mais de um médico (RP= 1,30; p= 0,02) e que referem ter limitações associadas à doença (RP= 1,53; p= 0,007). A realização deste estudo epidemiológico descreveu o cenário de acesso e de adesão ao tratamento medicamentoso entre adultos com diabetes no Brasil e revelou o acesso equânime alcançado e a necessidade de melhoria da adesão ao tratamento prescrito. Estudos que avaliem outros fatores associados a baixa adesão são necessários para permitir o planejamento de ações e o ajuste de linhas de cuidado adequadas às necessidades da população.
Abstract: Diabetes is an important cause of morbidity and mortality worldwide. In Brazil, this disease has been prioritized since 2001, with the implementation of the Plan for the Reorganization of Care to Hypertension and Diabetes. Between 2006 and 2013, comprehensive health policies and actions were established to improve prevention and care for people with diabetes, including access to medicines and supplies. The objective of this study was to describe the reality of access to medication and adherence to treatment and to analyze the factors associated with it in people with diabetes in Brazil. Initially, a historical narrative review was made about access to medicines in Brazil, with the search on different sources and bibliographic resources. The narrative constructed a time line on access to medicines from the discovery of Brazil to the present day, with special emphasis on the period after the creation of the Unified Health System. The National Survey on Access, Use and Promotion of the Rational Use of Medicines in Brazil (PNAUM) was a population-based household survey, with sampling plans by clusters, according to gender and age domains. The study provided national and macro-regional representativeness of urban areas, and occurred between 2013 and 2014. Data from the adult population (≥ 20 years old) who reported having diabetes from the Survey were used to describe the demographic and health characteristics of people with diabetes in Brazil. The weighted frequencies of the selected variables were analyzed and Pearson's Chi-square test was applied to evaluate the statistical significance of the differences between the strata for access data, form of financing and adherence to antihyperglycemic non-insulin drugs, considering the level of significance of 5%. Factors associated with low adherence to treatment described in the literature and that were available in the database were tested in a hierarchical Poisson regression model to establish the Ratios of Gross and Adjusted Prevalence using the Wald test. The results showed a historical inequity in access to medicines, greatly influenced by political, economic and gap in the establishment of social rights in the Brazilian population. Only in the last decade have there been significant advances in access to medicines in an equitable way. In the case of people with diabetes, PNAUM results demonstrate substantial access to non-insulin antidiabetic drugs (97.8%), with more than 70% of the population having access to treatment free of charge. Adherence, however, is still below acceptable levels (73.6%). After applying the Poisson hierarchical regression model, the adjusted prevalence ratio was significant for people attended by more than one physician (PR = 1.30, p = 0.02) and who reported having limitations associated with the disease (RP = 1.53, p = 0.007). The epidemiological study described the scenario of access and adherence to drug treatment among adults with diabetes in Brazil and revealed the equality to access achieved and the need to improve adherence to the prescribed treatment. Studies that evaluate other factors associated with low adherence are necessary to allow the planning of actions and the adjustment of lines of care adequate to the needs of the population.
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva, 2017.
Texto parcialmente liberado pelo autor. Conteúdo restrito: 3. Revisão Bibliográfica; 4. Métodos; 5. Resultados e 6. Considerações Finais.
Appears in Collections:DSC - Doutorado em Saúde Coletiva (Teses)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/32055/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.