Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/3202
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2007_MonicaRamosdeJesus.PDF1,08 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Migração quilombola : território e identidade : estudo preliminar de migrantes Kalungas no Distrito Federal
Autor(es): Jesus, Mônica Ramos de
Orientador(es): Peluso, Marília Luiza
Assunto: Migração interna - Distrito Federal (Brasil)
Identidade social - quilombos - Goiás (Estado)
Territorialidade humana - negros - Distrito Federal (Brasil)
Data de publicação: 13-Jan-2010
Data de defesa: 2007
Referência: JESUS, Mônica Ramos de. Migração quilombola : território e identidade: estudo preliminar de migrantes Kalungas no Distrito Federal. 2007. 95 f. : il. Dissertação (Mestrado em Geografia)-Universidade de Brasília, Brasília, 2007.
Resumo: A identidade é um processo, uma transformação desencadeada nas relações cotidianas, dentro de um contexto histórico, social e econômico no qual o indivíduo vive. Ela possui uma espacialidade definida por três elementos: a consciência de identidade, a exclusividade e a compartimentação da interação humana no espaço. A identidade é definida na territorialidade de um grupo social bem como na de um sujeito. O presente trabalho trata da identidade socioterritorial dos Kalungas que migraram do Sítio Histórico e Patrimônio Cultural Kalunga, no estado de Goiás, para a área urbana do Distrito Federal em busca de trabalho, educação e saúde. Sendo assim, o objetivo da pesquisa é analisar que tipo de transformações se sucedeu na identidade do Kalunga migrante com a sua mudança espacial. A hipótese desenvolvida no trabalho é a de que os Kalungas migrantes mantêm relações de pertença com o Sítio, fato estruturador e conservador de sua identidade Kalunga no DF. A metodologia adotada foi a de estudo de caso, que permite a análise da unidade social como um todo. Ou seja, o método permite analisar a coletividade a partir do estudo do indivíduo. ___________________________________________________________________________________________ ABSTRACT
The identity is a process, a transformation unchained in the daily relations inside of a historical, social and economic context that the individual lives. It possesss a spaciality defined for three elements: the conscience of identity, the excluisiveness and the share of the interaction human being in the space. The identity is defines by territoriality of a social group as well as in the one of individual. The present work treats of the social and territorial identity of the Kalungas that migrated from the Sítio Histórico e Patrimônio Cultural Kalunga, in the state of Goiás, to the urban area of the Distrito Federal in search of job, education and public health. Being thus the object of the research it is to analyze that type of transformations happen in the migrant Kalunga’s identity with your spacial move. The hypothesus developed in the work is of that migrants Kalungas keep relations belongs with the Sítio, structural fact and conservative of its identity Kalunga in the DF. The adopted methodology was of the case study that allows the analize of the social unit as a whole. Either the method allows to analize the collective from the study of the individual.
Informações adicionais: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Humanas, Departamento de Geografia, 2007.
Aparece nas coleções:GEA - Mestrado em Geografia (Dissertações)
UnB - Brasília 50 anos



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.