Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/31981
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018_RayanneLinharesAzevedo.pdf5,06 MBAdobe PDFView/Open
Title: De quem é a universidade? : um estudo sobre a relação de poder na interação aluno-professor
Authors: Azevedo, Rayanne Linhares
Orientador(es):: Pedroza, Regina Lúcia Sucupira
Assunto:: Relações de poder
Ensino superior
Interação professor-aluno
Issue Date: 28-May-2018
Citation: AZEVEDO, Rayanne Linhares. De quem é a universidade?: um estudo sobre a relação de poder na interação aluno-professor. 2018. x, 140 f., il. Dissertação (Mestrado em Processos de Desenvolvimento Humano e Saúde)—Universidade de Brasília, Brasília, 2018.
Abstract: O poder, estando presente em todos os setores da sociedade, é uma questão de exercício e não de posse, existindo nas práticas e em suas relações. O sistema educacional, ao refletir a sociedade, carrega suas marcas. Sendo a universidade parte desse campo educacional também envolve relações de poder em sua atuação. Mesmo que essas relações não sejam tão evidentes, as práticas pedagógicas se ajustam e se adaptam a normas e padrões de comportamento que são considerados socialmente adequados, cabendo ao professor e ao aluno seguir e também transmitir tais práticas. Visando refletir sobre as relações e práticas que ocorrem no espaço universitário, o presente estudo buscou compreender a concepção de estudantes de licenciatura e professores sobre a relação de poder na interação aluno-professor na universidade. O estudo teve caráter qualitativo, por essa visar as múltiplas dimensões de uma determinada questão e buscar aproximar a relação entre pesquisadora e sujeitos, ativos na interação dialética de produção do conhecimento. Foram realizadas entrevistas semiestruturadas com professores e estudantes de graduação da Universidade de Brasília. As entrevistas funcionaram como um espaço de reflexão sobre as relações de poder na interação aluno-professor, assim como o papel de cada um na relação. Para a análise das entrevistas nos baseamos no método de Análise de Conteúdo de Bardin, em que as falas foram agregadas em unidades de significação. Os resultados e discussão foram divididos em três categorias. Na primeira delas, concepções sobre a UnB, discutimos sobre as visões dos alunos e professores sobre a universidade. Os participantes sinalizaram opiniões diversas sobre de quem é a universidade e, como consequência, também quem nela manda. Nessa categoria os participantes ainda relataram sobre os três pilares principais da universidade, em que consideraram o ensino sendo muito requisitado, ao comparar com a pesquisa e a extensão. A segunda categoria analisou a interação aluno-professor em sala. Os resultados demonstraram que alguns alunos e professores já percebem que existe uma relação de poder e não um poder especificamente. Os participantes ainda expuseram que a interação em sala é distante, com raros espaços de diálogo e baixa expectativa de troca. Por outro lado, os alunos, visam não se espelhar nessas relações quando se tornarem professores. A última categoria, o futuro da educação almejados por professor e alunos, retratou um pouco dessa visão, abordando um outro caminho para as relações na universidade, com mais diálogos, troca e afetividade. Os resultados do estudo buscaram contribuir para a uma nova forma de se enxergar a relação aluno-professor, em que ambos possam desenvolver uma consciência crítica sobre essa realidade. O debate sobre o assunto pode gerar reflexões sobre algumas mudanças nas práticas de ensino e aumentar pesquisas no campo universitário voltada aos principais atores do processo.
Abstract: The power, being present in all sectors of society, is a matter of exercise and not possession, existing in practices and in their relations. The educational system, on the way of reflecting society, carries its marks. Being the university part of this educational field also involves relations of power in its action. Even if these relationships are not so obvious, pedagogical practices adjust and adapt to norms and standards of behavior that are considered socially adequate, and it is up to the professor and student to follow and also to transmit such practices. Aiming to reflect on the relationships and practices that occur in university space, the present study look for understand the conception of undergraduate students and teachers about the power relation in the student-professor interaction in the university. The study is qualitative, because it aims at the multiple dimensions of a given question and seeks to bring the relation between researcher and subjects, active in the dialectical interaction of knowledge production. Semi-structured interviews were conducted with professors and undergraduate students from the University of Brasília (UnB). The interviews functioned as a space for reflection on the power relations in the student-professor interaction, as well as the role of each one in the relation. For the analysis of the interviews we based on the Bardin Content Analysis method, in which the statements were aggregated into units of signification. The results and discussion were divided into three categories. In the first of them, conceptions about UnB, we discussed the visions of students and professors about the university. Participants signaled diverse opinions about who the university is, and as a consequence, who is in charge of it. In this category the participants still reported on the three main pillars of the university, in which they considered education being much requested, when comparing with research and extension. The second category analyzed the studentprofessor interaction in the classroom. The results showed that some students and professors already perceive that there is a power relation and not a power specifically. Participants also pointed out that the interaction in the classroom is distant, with rare spaces for dialogue and low expectation of exchange. On the other hand, the students aim not to mirror these relationships when they become professors. The last category, the future of education aimed at by professors and students, portrayed a little of this vision, approaching another way for relations in the university, with more dialogues, exchange and affectivity. The results of the study sought to contribute to a new way of seeing the student-professor relationship, in which both can develop a critical awareness about this reality. The debate on the subject can generate reflections on some changes in teaching practices and increase research in the university field directed to the main actors of the process.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Programa de Pós-Graduação em Processos de Desenvolvimento Humano e Saúde, 2018.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Agência financiadora: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).
Appears in Collections:PED - Mestrado em Processos de Desenvolvimento Humano e Saúde (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/31981/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.