Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/31969
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2017_MábiaMilhomemBastos.pdf2,19 MBAdobe PDFView/Open
Title: Carga de doença por tuberculose pulmonar para cenários de desigualdades sociais no Brasil, no ano de 2014
Authors: Bastos, Mábia Milhomem
Orientador(es):: Araújo, Wildo Navegantes de
Coorientador(es):: Ramalho, Walter Massa
Assunto:: Tuberculose pulmonar
Incapacidade funcional
Doenças infecciosas
Desigualdade social
Issue Date: 24-May-2018
Citation: BASTOS, Mábia Milhomem. Carga de doença por tuberculose pulmonar para cenários de desigualdades sociais no Brasil, no ano de 2014. 2017. 140 f., il. Dissertação (Mestrado em Medicina Tropical)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Abstract: Introdução: A tuberculose é uma doença infecciosa causada pelo Mycobacterium tuberculosis e afeta mais comumente os pulmões, sendo denominada tuberculose pulmonar. No Brasil foram identificados 67.790 casos novos em 2015 e 4.374 óbitos em 2014. O país está entre os 30 países com maior carga da doença. A estratégia End TB, proposta pela a Organização Mundial de Saúde, propõe iniciativas de fomento à novas tecnologias para a eliminação da doença até 2035. Estimar a carga da doença e avaliar como ela se distribui nos municípios brasileiros é fundamental para o planejamento de ações que vão de encontro com as metas propostas pelo End TB. Objetivo: Analisar a carga de doença por tuberculose pulmonar nos cenários de desigualdades sociais segundo indicadores socioeconômicos, epidemiológicos e operacionais no Brasil, no ano de 2014. Método: Foi conduzido um estudo ecológico transversal nos municípios brasileiros no ano de 2014. O estudo utilizou os dados dos sistemas de informação de notificação, SINAN, e de mortalidade, SIM e se dividiu em três momentos em que se estimou os anos de vida perdidos ajustados por incapacidade DALY). Para os municípios brasileiros, identificou-se os indicadores socioeconômicos, epidemiológicos e operacionais associados à taxa de DALY padronizada (DALYtxp), agrupouse os municípios quanto suas similaridades e os classificou em cenários de desigualdades sociais. O DALY foi obtido pela somatória dos anos de vida perdidos (YLL) e dos anos de vida vividos com incapacidade (YLD). A identificação dos indicadores associados à DALYtxp foram obtidos através de um modelo multivariado ajustado, utilizando regressão binomial negativa. A partir das variáveis associadas à DALYtxp, agrupou-se os municípios quanto suas similaridades utilizando o método não hierárquico de K-means. Resultados: O DALY se distribuiu de forma heterogênea nos municípios. Dentre as variáveis socioeconômicas testadas, a única que permaneceu associada à DALYtxp foi a taxa de desocupação. A partir disso, foram identificados três cenários socioeconômicos. O cenário um apresentou 2.436 municípios, enquanto os cenários dois e três apresentaram 661 e 2.468 municípios, respectivamente. No cenário dois se encontram as maiores medianas em indicadores como taxa de mortalidade infantil e taxa de analfabetismo e menores medianas no que se refere aos indicadores de renda. O cenário três apresenta uma mediana mais baixa da taxa de desemprego e maior mediana de Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM). Com a inclusão das variáveis epidemiológicas e operacionais, identificou-se nos cenários um e três, cinco subcenários, enquanto que no cenário dois, quatro subcenários. Conclusão: A carga da tuberculose pulmonar não se distribui de forma homogênea na população. As ações no âmbito da vigilância e na oferta de serviços precisam considerar as particularidades locais, atuando sobre os determinantes sociais da saúde e fazendo o uso de novas metodologias e tecnologias.
Abstract: Introduction: Tuberculosis (TB) is an infectious disease caused by Mycobacterium tuberculosis and it most commonly affects the lungs, being called pulmonary TB. In Brazil were identified 67,790 in 2015 and 4,374 deaths were registered in 2014. This country is among the 30 countries with the high burden of the disease. The End TB strategy, launched by the World Health Organization, encourage the development of new technologies in order to eliminate TB by 2035. Estimating the burden of disease and assessing the distribution of it in Brazilian municipalities is crucial for planning actions that meet the goals proposed by the End TB strategy. Objective: To analyze the burden of disease due to pulmonary TB in social inequality scenarios according to socioeconomic, epidemiological and operational indicators in Brazil, in 2014. Method: An ecological cross-sectional study was conducted in Brazilian municipalities in 2014. The research used data from SINAN, the Brazilian notification information system and SIM, the information system about mortality. The study was divided into three moments: 1) Estimation of burden of disease due to pulmonary TB in Brazilian municipalities, using the Disability Adjusted Life Years (DALY); 2) Identification of socioeconomic, epidemiological and operational indicators of the disease associated to the standard DALY rate (DALYsr) and 3) Identification of municipalities clusters according to similarities of the associated variables into scenarios of social inequalities. The DALY was obtained by the sum of the Years of Lost Life (YLL) and the Years Lived with Disabilities (YLD). The indicators associated with the DALYsr were obtained through a multivariate model, using a negative binomial regression. Then, the municipalities were grouped according to its similarities through the non-hierarchical K-means method. Results: The DALY had a heterogeneous distribution in Brazilian municipalities. Among the socioeconomic variables tested, the only one that remained associated with the DALYsr, was the lack of occupational ate. Using this variable, three socioeconomic scenarios were identified. Scenario one presented 2,436 municipalities, while scenarios two and three presented 661 and 2,468 municipalities, respectively. In scenario two, we found the highest medians in indicators such as infant mortality rate and illiteracy rate, and lowest median to income indicators. Scenario three presents a lower median of unemployment rate and higher median of the municipal human development index. With the inclusion of epidemiological and operational variables we have identified from scenarios one and three, five sub-scenarios and from scenario two, other four sub-scenarios. Conclusion: The burden of TB is not homogeneously distributed in Brazil. Actions regarding the surveillance and provision of care need to consider the particularities of each locality, acting on the social determinants of health and supported by new technologies.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Medicina, Pós-graduação em Medicina Tropical, 2017.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Agência financiadora: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).
Appears in Collections:FMD - Mestrado em Medicina Tropical (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/31969/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.