Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/31916
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2017_WellesMatiasdeAbreu.pdf1,75 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Unlocking the government door to society : how does open budgeting relate to social development?
Outros títulos: Destravando a porta governamental para a sociedade : como o orçamento aberto se relaciona com desenvolvimento social?
Autor(es): Abreu, Welles Matias de
Orientador(es): Gomes, Ricardo Corrêa
Assunto: Orçamento - Brasil
Stakeholders
Desenvolvimento social
Administração pública
Data de publicação: 18-Mai-2018
Referência: ABREU, Welles Matias de. Unlocking the government door to society: how does open budgeting relate to social development? 2017. xvi, 96 f., il. Tese (Doutorado em Administração)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Resumo: O orçamento aberto é a disponibilização de dados e espaços para promoção de influências nas decisões sobre as receitas e as despesas públicas de forma adequada com vistas a estimular o engajamento da sociedade. Embora os antigos atenienses tenham praticado ações de orçamento aberto, diversos governos atualmente continuam secretos em suas informações orçamentárias. A literatura de orçamento aberto está sendo revista com vistas a incorporar uma visão sistêmica por meio de uma nova modelagem considerando elementos da nova governança pública. Foram identificadas três lacunas teóricas para isso: o fato de não estar claro como medir a orçamentaçãoaberta e os stakeholders colaborativos; a falta de evidências empíricas sobre as relações entre a orçamentação aberta, os stakeholders colaborativos e os recursos orçamentários com o desenvolvimento social; e a ausência de verificação sobre quais os efeitos da relação entre esses elementos. A questão de pesquisa que norteia o presente estudo é: como o orçamento aberto, conduzido por stakeholders colaborativos e moderado pelo recurso orçamentário, explica o desenvolvimento social? O objetivo principal é descrever como essas variáveis podem promover o desenvolvimento social. A pesquisa foi executada em duas fases, usando um método sequencial e misto para a identificação de formas de como medir os níveis de stakeholders colaborativos e o orçamento aberto (estudo qualitativo) e a verificação do relacionamento entre os elementos de orçamento aberto referenciados (estudo quantitativo). O Brasil é usado como país de referência para coletar dados devido aos esforços recentes para introduzir reformas de governança no processo orçamentário. Em suma, esta pesquisa centrou-se em mecanismos para a: medição dos níveis das influências dos stakeholders colaborativos e das ações do orçamento aberto; explicação do desenvolvimento social através dos orçamentos abertos, dos stakeholders colaborativos e dos recursos orçamentários tendo como base um quadro de governança; e, por último, identificação dos efeitos das variáveis endógenas sobre o desenvolvimento social. A estrutura de governança identificada, considerando os elementos delimitados no âmbito da abordagem de orçamento aberto, foi denominada modelo de orçamento colaborativo. Os stakeholders colaborativos, no citado modelo, devem ser vistos como os condutores que têm a liderança para alcançar o desenvolvimento social. Por fim, vale ressaltar que a grande inovação e contribuição deste estudo é que o stakeholder colaborativo é considerado como um elemento estratégico no modelo de orçamento colaborativo devido aos seus efeitos diretos e indiretos para com o desenvolvimento social.
Abstract: Open budgeting is the disclosure of public financial revenue and expenditure in an appropriate manner to society engagement. Although ancient Athenians have practiced open budgeting actions, governments still remain secretive on their budgetary information. The open budget literature was reviewed to identify the theoretical background on the field. Three missing points were identified: the fact that it is not clear how to measure open budgeting and collaborative stakeholder; the lack of empirical evidence on the relationships between open budgeting, collaborative stakeholder, and budgetary resource with social development; and the effects of the relationship among these elements as a result of actions of governance. This research is guided by the following question: how does open budgeting, driven by collaborative stakeholder and moderated by the budgetary resource, explains the social development? The main goal is to describe how these variables can promote it. The research was executed in two phases, using a sequential mixed method for the identification of forms to measure the levels of collaborative stakeholders and open budgeting as determinant factors related to social development: a qualitative study, to explore specialised evidence and the verification of the relationship between the cited variables and the social development; and a quantitative study, to explore secondary data. Brazil is a reference country to collect data due to the recent endeavour to introduce governance reforms in the budgetary process. Altogether, this research focused on mechanisms for measuring collaborative stakeholder and open budgeting; an explanation for social development by open budgeting, collaborative stakeholder, and budgetary resource as a governance framework; and its effects on social development. The proposed framework was named the collaborative budget model. Collaborative stakeholders are likely to be seen as the drivers who have the leadership to achieve social development. Thus, the great innovation and contribution of this study it that the collaborative stakeholder can be considered as a strategic element in the collaborative budget model due to its direct and indirect effects on social development.
Informações adicionais: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade e Gestão Pública, Programa de Pós-Graduação em Administração, 2017.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Agência financiadora: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).
Aparece nas coleções:PPGA - Doutorado em Administração (Teses)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.