Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/31751
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ARTIGO_ PerspectivaRelacionalGestaoTurismo.pdf514,6 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: A perspectiva relacional na gestão do turismo de base comunitária : o caso da Prainha do Canto Verde
Outros títulos: The relational perspective in community-based tourism management : the case of Prainha do Canto Verde
La perspectiva relacional en la gestión del turismo de base comunitaria : el caso de la Prainha do Canto Verde
Autor(es): Burgos, Andrés
Mertens, Frédéric
Assunto: Sustentabilidade
Turismo
Participação social
Redes sociais - análise
Data de publicação: 2015
Editora: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Referência: BURGOS, Andrés; MERTENS, Frédéric. A perspectiva relacional na gestão do turismo de base comunitária: o caso da Prainha do Canto Verde. Caderno Virtual de Turismo, Rio de Janeiro, v. 15, n. 1, p. 81-98, abr. 2015. Disponível em: <http://www.ivt.coppe.ufrj.br/caderno/index.php/caderno/article/view/955/425>. Acesso em: 03 maio 2018.
Resumo: O presente trabalho parte do reconhecimento de que as relações sociais e as formas de organização em rede são importantes em projetos comunitários baseados na colaboração, assim como da necessidade de se promover uma discussão mais ampla sobre a gestão participativa e sustentabilidade turística, desde a perspectiva relacional. O estudo examina as propriedades estruturais da rede de colaboração na gestão do turismo de base comunitária na Prainha do Canto Verde (Estado do Ceará / Nordeste do Brasil). A análise de redes sociais é aplicada por meio da utilização de medidas que auxiliam na compreensão das relações entre as características estruturais da rede de colaboração e os processos de gestão do turismo de base comunitária: tamanho da rede, conectividade, densidade, distância média entre os indivíduos e centralidade. Os resultados mostram que o padrão estrutural da rede de colaboração da comunidade de estudo é bastante condizente com os fundamentos do turismo de base comunitária, que tem na gestão participativa e na organização social um de seus aspectos constituintes e diferenciadores de outras práticas turísticas.
Abstract: This paper acknowledge that social relations and network organizational structures are important in collaborative community projects and that there is a need to promote a broader discussion on participatory management and tourism sustainability from at relational perspective. The study examines the structural properties of the collaboration network in the management of community-based tourism in Prainha do Canto Verde (State of Ceará, Northeastern Brazil). Social network analysis is applied by using measures that can help understand the relationships between the structural characteristics of the collaboration network and the processes of community-based tourism management: network size, connectivity, density, average distance among individuals and centrality. Results show that the structural pattern of the community collaboration network is quite consistent with the principles of community-based tourism, in which participatory management and social organization as key aspects that differentiate it from other tourism practices.
Resumen: El presente trabajo parte del reconocimiento de que las relaciones sociales y las formas de organización en red son importantes en proyectos comunitarios basados en la colaboración, así como de la necesidad de promover una discusión más amplia sobre la gestión participativa y sostenibilidad turística, desde la perspectiva relacional. El estudio examina las propiedades estructurales de la red de colaboración en la gestión del turismo de base comunitaria en la Prainha del Canto Verde (Estado de Ceará/Noreste de Brasil). El análisis de redes sociales se aplica por medio de la utilización de medidas que auxilian en la comprensión de las relaciones entre las características estructurales de la red de colaboración y los procesos de gestión del turismo de base comunitaria: tamaño de la red, conectividad, densidad, distancia media entre los individuos y centralidad. Los resultados muestran que el patrón estructural de la red de colaboración de la comunidad de estudio es bastante congruente con los fundamentos del turismo de base comunitaria, que tienen en la gestión participativa y en la organización social uno de sus aspectos constituyentes y diferenciadores de otras prácticas turísticas.
Licença: Caderno Virtual de Turismo - Declaração de Direito Autoral Autores que publicam nesta revista concordam com os seguintes termos: Autores mantém os direitos autorais e concedem à revista o direito de primeira publicação, com o trabalho simultaneamente licenciado sob a Creative Commons Attribution License (http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/3.0/), permitindo o compartilhamento do trabalho com reconhecimento da autoria do trabalho e publicação inicial nesta revista. Autores têm autorização para assumir contratos adicionais separadamente, para distribuição não-exclusiva da versão do trabalho publicada nesta revista (ex.: publicar em repositório institucional ou como capítulo de livro), com reconhecimento de autoria e publicação inicial nesta revista. Autores têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho online (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal), já que isso pode gerar alterações produtivas, bem como aumentar o impacto e a citação do trabalho publicado. Porém deve-se observar que uma vez aprovado pelos avaliadores, o manuscrito não poderá sofrer mais alterações. Caso o autor deseje faze-lo, deverá reiniciar o processo de submissão. Fonte: http://www.ivt.coppe.ufrj.br/caderno/index.php/caderno/about/submissions#copyrightNotice. Acesso em: 03 maio 2018.
Aparece nas coleções:CDS - Artigos publicados em periódicos

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.