Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/31720
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2017_DéboraBarbosaRonca_PARCIAL.pdf811,39 kBAdobe PDFView/Open
Title: Estudo de risco cardiovascular em adolescentes (ERICA) : análise da qualidade global da dieta
Authors: Ronca, Débora Barbosa
Orientador(es):: Carvalho, Kênia Mara Baiocchi de
Assunto:: Dieta
Consumo alimentar
Adolescentes
Epidemiologia nutricional
Issue Date: 24-Apr-2018
Citation: RONCA, Débora Barbosa. Estudo de risco cardiovascular em adolescentes (ERICA): análise da qualidade global da dieta. 2017. xiii, 121 f., il. Dissertação (Mestrado em Nutrição Humana)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Abstract: Introdução: A avaliação do consumo alimentar de adolescentes é essencial para o monitoramento dos padrões alimentares desta população. Nova abordagem vem sendo adotada, na qual o efeito global da dieta na saúde do indivíduo é investigado ao invés de alimentos e nutrientes isoladamente. O objetivo do estudo foi avaliar o padrão dietético de adolescentes escolares brasileiros, a partir de um índice de qualidade da dieta baseado exclusivamente em alimentos e ainda avaliar a adesão desta população às diretrizes nutricionais internacionais vigentes. Métodos: Estudo transversal multicêntrico de base escolar, conduzido de 2013 a 2014. A amostra foi composta por 71.553 adolescentes de 12 a 17 anos, de escolas públicas e privadas, de municípios brasileiros com mais de 100 mil habitantes, participantes do Estudo de Riscos Cardiovasculares em Adolescentes (ERICA). O consumo alimentar foi avaliado a partir de recordatório alimentar de 24 horas. O método National Cancer Institute method foi usado para estimar o consumo dietético usual dos dez grupos alimentares considerados. Estas estimativas permitiram o cálculo do Índice de Qualidade da Dieta para Adolescentes adaptado ao Brasil (IQDABR) e de seus três componentes: qualidade, diversidade e equilíbrio. O escore final corresponde à média dos seus componentes, varia de -33% a 100% e pontuações mais altas indicam melhor qualidade da dieta. A distribuição do IQDA-BR foi analisada segundo sexo, região geográfica e rede da escola e as análises foram conduzidas considerando a complexidade amostral, nos softwares STATA e SAS. Resultados: O escore médio do IQDA-BR foi de 14,8% (±6,1%) para meninas e 19,0% (±6,3%) para meninos. Os três componentes apresentaram pontuação média inferior a 50%, em ambos os sexos. O equilíbrio foi o componente que mais contribuiu para a nota final das meninas e a diversidade, para os meninos. Escores muito baixos de qualidade foram observados em todos estratos analisados e indicam escolhas inadequadas nos grupos alimentares. As medianas de consumo usual dos grupos dos vegetais, frutas, leites e queijos estavam abaixo das recomendações diárias, enquanto no grupo das carnes, peixe e ovos e no grupo de alimentos não recomendados apontam um consumo excessivo. Os maiores e menores escores médios do IQDA-BR foram encontrados nas regiões Norte e Centro-Oeste, respectivamente (17.0% vs. 12.4% para meninas; 20.7% vs. 16.8% para meninos). As menores medianas de consumo usual do grupo dos feijões foram observadas nas escolas privadas (92,7g para meninas e 146g para meninos). Ambas as redes de ensino apresentaram consumo mediano usual relativamente similar dos grupos de alimentos não recomendados (~85g de snacks e ~600ml de bebidas de baixo valor nutritivo). Conclusão: Observou-se baixa adesão às diretrizes dietéticas internacionais e a qualidade global da dieta dos adolescentes brasileiros precisa de melhorias urgentes, em todas as regiões e níveis socioeconômicos do País. Palavras-chave: Qualidade da dieta; Índice de Qualidade da Dieta; Padrões Alimentares, Adolescentes, Epidemiologia Nutricional.
Abstract: Introduction: The assessment of dietary intake is crucial to identify and monitor dietary patterns of adolescents. Recent studies have shift to a global approach that focus on dietary patterns analyses rather than isolated nutrients or foods. The present study aimed to assess dietary patterns of adolescents by a food-based diet quality index, and to evaluate their compliance with international dietary guidelines. Methods: Participants included 71,553 Brazilian adolescents (12-17 years), enrolled in public and private schools of Brazilian municipalities with more than 100.000 inhabitants, from the Study of Cardiovascular Risks in Adolescents (ERICA). Sociodemographic characteristics were assessed by self-administered questionnaire. Dietary intake was assessed by 24-hour recall. The National Cancer Institute method was applied to estimate the usual dietary intake of food groups. These estimates were used to determine the Diet Quality Index for Adolescents adapted for Brazilians (DQIA-BR) and its components: dietary quality, diversity and equilibrium. The DQIA-BR total score range from -33% to 100% and is comprised as the mean of its three components, whereas higher scores indicates higher diet quality and a greater adherence to international guidelines. By using the software STATA and SAS, which considered the complexity of the sample, the DQIA-BR distribution was analyzed according to sex, geographical area and type of school. Results: The mean (SD) DQIABR scores were 14.8% (±6.1%) for female and 19.0% (±6.3%) for male. All analyzed strata revealed low scores of DQIA-BR and its components. All components values were even under half of their ideal scores. Dietary equilibrium and dietary diversity were the components that mostly contributed toward the total scores for females and males, respectively. All strata revealed negative dietary quality mean scores that indicate inadequate food choices within food groups. Additionally, medians usual intake were below recommendations for vegetables, fruits, milk products and cheese groups and also indicated over-consumption of meat, fish and eggs group and non-recommended food-groups. The highest and the lowest DQIA-BR mean scores were found at the North and the Midwest region, respectively (17.0% vs. 12.4% for females; 20.7% vs. 16.8% for males). The lowest beans group usual intakes were observed at private schools (92,7g for females and 146g for males). Both types of school showed relatively similar medians usual intake of unhealthy food groups (~85g of snacks and ~600ml of nonnutritive drinks). Conclusion: We conclude that the compliance with international dietary guidelines is inadequate and the overall diet quality of Brazilians adolescents needs urgent improvements, in all regions and socioeconomic backgrounds. Keywords: Diet quality, Diet Quality Index, Dietary indices, Dietary Patterns, Nutrition Assessment, Adolescents.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Departamento de Nutrição, Programa de Pós-Graduação em Nutrição Humana, 2017.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:NUT - Mestrado em Nutrição Humana (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/31720/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.