Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/31697
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2017_FláviaVianaBasso.pdf1,8 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Uso dos resultados do SAEB/Prova Brasil na formulação de políticas educacionais estaduais
Autor(es): Basso, Flávia Viana
Orientador(es): Ferreira, Rodrigo Rezende
Assunto: Políticas públicas educacionais
Políticas educacionais
Educação - avaliação
Data de publicação: 19-Abr-2018
Referência: BASSO, Flávia Viana. Uso dos resultados do SAEB/Prova Brasil na formulação de políticas educacionais estaduais. 2017. xiii, 138 f., il. Dissertação (Mestrado Profissional em Administração)— Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Resumo: O objetivo da pesquisa foi verificar o uso dos resultados do SAEB/Prova Brasil na formulação de políticas públicas educacionais vigentes nos estados brasileiros. Há um debate relativamente recente na área educacional sobre o uso efetivo dos dados advindos de avaliações para a formulação de políticas educacionais. A identificação do uso dos resultados pode auxiliar gestores e pesquisadores no reconhecimento das potencialidades e dos limites que as avaliações de larga escala trazem para o cenário educacional e, principalmente, para a formulação de políticas públicas. O estudo foi realizado em três etapas metodológicas principais. A primeira etapa consistiu em uma pesquisa documental, na qual foi possível descrever a compilação dos resultados das duas últimas edições do SAEB/Prova Brasil (2013 e 2015), bem como explorar os conteúdos dos planos estaduais de educação atualmente vigentes nas unidades federativas do Brasil. A segunda se referiu à aplicação de um questionário qualitativo-quantitativo, elaborado pela autora, que gerou informações sobre o uso dos dados do SAEB/Prova Brasil em 23 das 27 unidades da federação. Para exploração dos dados dessa etapa, foram utilizadas técnicas de análise estatística descritiva e análise de conteúdo categorial temática a posteriori. Por fim, a terceira etapa consistiu na realização de entrevistas em profundidade com nove Interlocutores Estaduais de Avaliação da Educação Básica, escolhidos por conveniência com base nas informações coletadas na etapa de questionário, seguidas de análise de conteúdo e análise categorial temática a priori, que complementaram informações sobre o uso dos dados do SAEB/Prova Brasil. Os resultados indicaram que, na maioria dos estados, os dados estão sendo utilizados como subsídio para formulação de políticas educacionais, com destaque para o uso do IDEB. As políticas identificadas estão relacionadas ao uso dos dados como instrumento de gestão, que englobam ações de monitoramento e estabelecimento de metas das escolas; ao uso para a formação de professores, que indicam um caráter mais pedagógico do uso desses dados; e ao uso informativo, no qual os resultados são utilizados para informar a situação da qualidade da educação nas escolas estaduais. Em menor escala, os resultados estão sendo utilizados para a produção de materiais pedagógicos, como critério de distribuição de recursos e para políticas de incentivo salarial. Conclui-se que os dados gerados pela avaliação nacional estão sendo, de fato, utilizados na formulação de políticas educacionais. Contudo, é necessário ampliar as informações disponibilizadas para além do desempenho dos alunos e das taxas de rendimento, bem como acrescentar informações sobre o cenário educacional brasileiro.
Abstract: The objective of the research was to verify the use of SAEB/Prova Brasil results in the formulation of educational public policies in force in the Brazilian states. There is a relatively recent debate in the field of Education on the effective use of data from evaluation in educational policies formulation. The use of results can help managers and researchers to understand the potentials and limits that the large-scale evaluations bring to the field of Education and, mainly, for public policies formulation. The study was developed in three main methodological stages. The first stage consisted in a documental research, which describes a compilation of results found in the last two editions of SAEB/Prova Brasil (2013 and 2015). It also presents the contents of the educational plans in force in the Brazilian states today. The second stage refers to a qualitative and quantitative survey – prepared by the author – that provides information on the use of SAEB/Prova Brasil data in 23 of the 27 states units in addition to the Federal District of Brazil. For this survey there were used techniques of descriptive statistical analysis and analysis of categorical content. Finally, the third stage consisted of comprehensive interviews with nine State Partners of Basic Education Evaluation. They were chosen by convenience based on the information collected during the questionnaire stage, followed by a priori thematic content analysis, which complemented information on the use of SAEB/Prova Brasil data. The results indicate that, in most states, the data are actually being used as a subsidy for formulation of educational policies, with emphasis on the use of the IDEB. The policies identified are related to the use of data as a management tool, including actions for monitoring and establishing goals in the schools; as a teacher training tool, indicating a more pedagogical feature on this use; and as an informative tool, in which the results are used to inform the situation of the quality of education in state schools. To a lesser extent, the results are being used for production of pedagogical materials, as a resource distribution criterion and for salary motivational policies. It is concluded that the data generated by the national evaluation is being used in the formulation of educational policies, However, it is necessary to expand the information available beyond the student performance and the learning achievement rates, as well as to expand information on the Brazilian educational scenario.
Informações adicionais: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Gestão de Políticas Públicas, Programa de Pós-Graduação em Administração, Mestrado Profissional em Administração Pública, 2017.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições:Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:PPGA - Mestrado Profissional em Administração (Dissertações)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.