Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/31689
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2017_ArleiTeodorodeQueiroz.pdf19,14 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Estrutura espacial e gênese dos extremos termohigrométricos na Bacia Hidrográfica do Rio Paranaíba por meio da análise rítmica
Autor(es): Queiroz, Arlei Teodoro de
Orientador(es): Steinke, Ercília Torres
Assunto: Bacias hidrográficas
Climatologia
Processos hidrológicos
Data de publicação: 19-Abr-2018
Referência: QUEIROZ, Arlei Teodoro de. Estrutura espacial e gênese dos extremos termohigrométricos na Bacia Hidrográfica do Rio Paranaíba por meio da análise rítmica. 2017. xv, 184 f., il. Tese (Doutorado em Geografia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Resumo: O conhecimento da Climatologia de uma região constitui um importante fator para o estudo do ambiente, pois sua dinâmica interfere nos processos hidrológicos, de formação do relevo e dos solos, e crescimento e desenvolvimento da vegetação, entre outras ações que interferem na paisagem. Esse trabalho tem como objetivo geral compreender a gênese e estrutura espacial dos extremos de temperatura do ar e umidade relativa no período de 2008 a 2013 na Bacia Hidrográfica do Rio Paranaíba, com o intuito de compreender o comportamento destes elementos, utilizando, para isso, a metodologia de análise de anos padrão e extremos e, posteriormente, aplicando a análise rítmica para compreensão de períodos selecionados. A Bacia Hidrográfica do Rio Paranaíba está inserida na região do Brasil Central, e é parte integrante da Região Hidrográfica do Paraná e abrange parte do território de três estados (Goiás, Minas Gerais e Mato Grosso do Sul) e o Distrito Federal, com uma área de 222.767 km². A metodologia do presente trabalho foi dividida em três etapas, sendo que a primeira foi a obtenção, junto ao Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), de dados horários de pressão atmosférica, temperatura do ar e umidade relativa do ar mínimos, máximos e instantâneos, além de precipitação, radiação global, rajada de vento horária e velocidade e direção do vento instantâneo de 24 estações meteorológicas automáticas. A segunda etapa foi a definição dos anos padrão termo-higrométricos e, posteriormente a espacialização dos dados no mapa. A terceira etapa foi a execução da análise rítmica como método para compreensão da gênese dos extremos termo-higrométricos. Para concluir o trabalho, nota-se a influência da latitude e altitude como fatores geográficos condicionantes para o registro dos extremos. O período de ocorrência dos extremos termo-higrométricos na área de estudo compreende desde a segunda metade de maio a outubro, sendo caracterizado por uma transição da estação chuvosa para a seca no primeiro momento, predomínio de tempo seco no segundo momento (inverno) e transição de seco para chuvoso no último momento. Além disso, por meio da análise rítmica, foi possível compreender a gênese destes extremos, sendo que quanto aos sistemas atmosféricos produtores de extremos termo-higrométricos, vale destacar o sistema frontal e a massa Polar Atlântica como produtores de temperaturas baixas, a massa Tropical Atlântica continentalizada e, em alguns casos, a massa Tropical continental como sistemas produtores de ar seco (baixa umidade) e as massas Tropicais Atlântica continentalizada e continental e, em alguns casos, a Equatorial continental como produtores de calor (temperatura elevadas).
Abstract: The knowledge of the Climatology of a region is an important factor for the study of the environment, because its dynamics interfere in the hydrological processes, of formation of the relief and of the soils, and growth and development of the vegetation, among other actions that interfere in the landscape. This work has as main objective to understand the genesis and spatial structure of the air temperature and relative humidity extremes in the period 2008 to 2013 in the Wathershed of River Paranaiba, with the intention to understand the behavior of these elements, using, for this, the methodology of analysis standard year and extremes, and posteriorly, applying the rhythmic analysis to understand of selected periods. The Wathershed of River Paranaíba is inserted on region of Brasil Central, and is an integral part of the Paraná Hydrographic Region and covers part of the territory of three states (Goiás, Minas Gerais and Mato Grosso do Sul) and the Distrito Federal, with an area of 222,767 km². The methodology of the present work was divided in three stages, being that the first was the procurement, together to the National Institute of Meteorology (INMET), of data of hourly atmospheric pressure, air temperature and relative humidity minimum, maximum and instantaneous, besides rainfall, global radiation, hourly wind snorter and speed and instantaneous wind direction from 24 automatic weather stations. The second stage was the definition of the standard thermo-hygrometric years and, posteriorly the spatialization of the data on the map. The third step was the execution of rhythmic analysis as a method for understanding the genesis of thermo-hygrometric extremes. To conclude the work, can note the influence of latitude and altitude as geographical conditioning factors for the registration of extremes. The period of occurrence of the thermo-hygrometric extremes in the study area comprises from the second half of May to October, being characterized by a transition from rainy season to dry in the first moment, predominance of dry time in the second moment (winter) and transition from dry to rainy at the last moment. Besides that, through the rhythmic analysis, it was possible to understand the genesis of these extremes, and for atmospheric systems producing thermo-hygrometric extremes, being that about the atmospheric systems producing thermohygrometric extremes, stands out the frontal system and the Atlantic Polar mass as producers of low temperature, continentalized Atlantic Tropical mass and, in some cases, continental Tropical mass as systems of dry air (low humidity) and the continentaled Atlantic Tropical and continental Tropical masses and, in some cases, the continental Equatorial as producers of heat (high temperatures).
Informações adicionais: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Humanas, Departamento de Geografia, Programa de Pós-Graduação em Geografia, 2017.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:GEA - Doutorado em Geografia

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.