Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/31597
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2017_DyegoRamosHenrique.pdf5,46 MBAdobe PDFView/Open
Title: Língua de sinais brasileira : análise de campanhas do Ministério da Saúde na perspectiva da pessoa surda
Authors: Henrique, Dyego Ramos
Orientador(es):: Gallassi, Andrea Donatti
Coorientador(es):: Castro Júnior, Gláucio de
Assunto:: Campanhas de saúde
Publicidade
Acessibilidade
Língua brasileira de sinais
Surdos
Issue Date: 10-Apr-2018
Citation: HENRIQUE, Dyego Ramos. Língua de sinais brasileira: análise de campanhas do Ministério da Saúde na perspectiva da pessoa surda. 2017. 209 f., il. Dissertação (Mestrado em Ciências e Tecnologias em Saúde)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Abstract: Introdução: As sociedades passam por modificações consubstanciadas por questões e dificuldades existentes, sejam elas econômicas, culturais, biológicas e psicológicas. Nesse sentido, muitos temas iniciam seu curso de entendimento em áreas distintas, principalmente na biológica. Objetivos: O objetivo geral foi analisar a compreensão da pessoa Surda diante das campanhas de saúde promovidas pelo Ministério da Saúde, os específicos foram fazer um levantamento das campanhas publicitárias do MS, verificar a compreensão das pessoas Surdas sinalizantes da Libras em relação as campanhas divulgadas pelo Ministério da Saúde no período de 2013 a 2017, sistematizar, diante da percepção das pessoas Surdas, quais os aspectos que devem constar nas campanhas de saúde para compreensão destes indivíduos. Metodologia: Trata-se de uma pesquisa qualitativa e exploratória com utilização de dados primários. Para produção dos resultados, foram feitos Grupos Focais com a participação de 31 Surdos com idade entre 18 e 68 anos, e divididos em três grupos. O primeiro grupo continha 14 participantes, o segundo 12, todos fluentes e sinalizantes da Língua de sinais. O terceiro grupo continha 5 participantes, sinalizantes, mas não fluentes na língua de sinais, e nem na leitura do português escrito. Foram analisadas 30 campanhas de saúde. Os resultados advindos da pesquisa foram traduzidos para a língua portuguesa, transcritas e validadas por um surdo Doutor Bilíngue. Resultados: A pesquisa demonstrou que os Surdos não apresentam uma compreensão na maioria das campanhas analisadas, afirmam que a temática, a escrita e a imagem, muitas vezes não condizem com o objetivo da campanha. Discussão: Todas as campanhas foram apresentadas em língua portuguesa, isso deixa claro a falta de inclusão dos Surdos nas campanhas de promoção e prevenção à saúde, dificultando a comunicação com esses indivíduos, uma vez que nem todos têm fluência no português escrito. Conclusão: Os Surdos afirmaram não compreender em grande maioria o contexto na qual algumas campanhas se apresentaram. As campanhas de saúde precisam ser revistas e melhor reapresentadas, para que os Surdos consigam entender seu objetivo.
Abstract: Introduction: The societies undergo modifications embodied in existential issues and difficulties whether economical, cultural, biological and psychological. Seen in these terms, many issues start their courses in distinct areas’ understanding, mainly in the biological one. Goals: The overall aim was to analyze the Deaf person’s comprehension in the face of public health campaigns sponsored by the Health Ministry; the proper ones were to do a survey of the Health Ministry’s advertising campaigns, the Deaf people Libras’ signaling with regard to the publicized campaigns by the Health Ministry, in the face of the Deaf people’s perception, which aspects must consist of the health campaigns to these people’s understanding. Method of research: This is a qualitative and exploratory survey drawing on primary data. To the delivery of concrete data, Focal Groups were made with 31 Deaf people taking part in the survey, aged between 18 and 68 and also divided into three groups. The first group had 14 participants, the second one 12, all fluent and Libra’s signaling. The third group had 5 participants, Libras signaling, but not fluent in the sign language or in the reading or written Portuguese. Thirty public health campaigns were analyzed among 2013 and 2017. The results obtained were translated to the Portuguese language, transcribed and endorsed by a deaf bilingual Ph. D. Analyzes Results: The survey proved that Deaf people don’t show an understanding of most of the analyzed campaigns, state that the subject area, the writing and the images, quite often do not match the campaign’s goals. Arguments: All the campaigns were showed in the Portuguese language, and this makes clear the lack of social inclusion of Deaf People in the health support and prevention to health, complicating the communication with these individuals, as not all interested are fluent in the written Portuguese. Conclusion: Deaf people stated not understand in the vast majority the context in which some campaigns are showed. The health campaigns need to be better updated and restated, so that Deaf people can understand their goals.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ceilândia, Programa de Pós-Graduação em Ciências e Tecnologias em Saúde, 2017.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:PGCTS - Mestrado em Ciências e Tecnologias em Saúde

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/31597/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.