Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/31574
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2017_MariannePinheiroMarques_PARCIAL.pdf1,03 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Caracterização dos fatores ambientais no para esporte segundo o raciocínio clínico da CIF : a tecnologia assistiva, fatores pessoais, sociais e desempenho
Autor(es): Marques, Marianne Pinheiro
Orientador(es): Alves, Ana Cristina de Jesus
Assunto: Lesões
Pessoas com deficiência
Reabilitação
Terapia ocupacional
Esporte paraolímpico
Data de publicação: 9-Abr-2018
Referência: MARQUES, Marianne Pinheiro. Caracterização dos fatores ambientais no para esporte segundo o raciocínio clínico da CIF: a tecnologia assistiva, fatores pessoais, sociais e desempenho. 2017. 75 f., il. Dissertação (Mestrado em Ciências da Reabilitação)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Resumo: Introdução: O aumento de pessoas com deficiência nos esportes organizados acontece paralelamente ao avanço das políticas e Tecnologias Assistivas (TA), gerando benefícios sociais e qualidade de vida para os atletas. Entretanto, pouco existe na literatura sobre as tecnologias e suas peculiaridades na prática de esporte e tem-se como hipótese que os fatores ambientais podem influenciar na participação e desempenho de indivíduos com deficiências no esporte. Objetivo: Descrever e analisar os fatores ambientais associados ao esporte paraolímpico. Método: O trabalho foi dividido em três etapas: i) Uma revisão sistemática da literatura que buscou encontrar evidências sobre o uso de dispositivos de TA em esportes adaptados e paraolímpicos, considerando sua relação com desempenho e lesão. A revisão foi feita nas bases de dados nacionais e internacionais, nos últimos 16 anos e nos idiomas inglês e português. ii) Um estudo analítico e descritivo transversal em que participaram 63 indivíduos, jovens e adultos, de ambos os sexos, com algum tipo de deficiência e praticantes das modalidades de esporte paraolímpico no Centro de Treinamento do Distrito Federal. Foram aplicados o questionário do usuário de TA, desenvolvido pela autora, o questionário sociodemográfico da Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa (ABEP) e os instrumentos QUEST e ATDPA-Br. iii) Estudo preliminar coorte em que foram reaplicados os instrumentos citados, com os resultados analisados segundo uma abordagem longitudinal. Resultados: A revisão sistemática apresentou 26 artigos, deste apenas um estudo avaliou a eficácia da TA no esporte adaptado, e os demais destacaram a incidência de lesões no esporte paraolímpico e desempenho sem associar a tecnologia utilizada. A cadeira de rodas foi predominante, estando presente em 22 dos artigos selecionados. O estudo analítico descritivo e de coorte mostraram que a maioria dos atletas são do sexo masculino e da raça branca, sendo predominante o diagnóstico de lesão medular e da modalidade de rugby. As TAs mais citadas foram cadeira de rodas, prótese e órtese. Conclusão: Os resultados desse estudo revelaram que existe uma lacuna nas pesquisas científicas sobre o uso da TA em esportes adaptados que utilizam os domínios da Classificação Internacional de Funcionalidade. Sendo que, apesar da TA estar presente no esporte paraolímpico, existem poucos estudos que avaliam a eficácia do seu uso e as correlacionam com lesões e/ou reabilitação. Além disso, constatou-se que a TA atua no esporte paraolímpico tanto como barreira, quando não é adequada e ineficiente, quanto como facilitador, já que promove um melhor desempenho e satisfação dos atletas.
Abstract: Introduction: The rising of people with disabilities in organized sports is happening in parallel to the advance of the Assistive Technologies (AT) policies, generating social benefits and quality of life for athletes. However, there is little being reported in the literature about technologies and its peculiarities in the practice of those sports. Objective: Describe and analyze the environmental factors associated with para sports. Method: This work was split in three parts: i) A systematic review of the literature that sought to find evidence on the use of AT devices in adapted and Paralympic sports, considering its relationship with performance and injury. This review was done in national and international databases, in the last 16 years and in English and Portuguese languages. ii) A cross-sectional analytical and descriptive study was performed with 63 individuals, young and adults, of both sexes, with some type of disability and athletes of the Federal District Training Center. We applied the questionnaire developed by the author and the socio demographic of the Brazilian Association of Research Companies (ABEP) and the instruments QUEST and ATDPA-Br. iii) A preliminary cohort study was conducted with the mentioned instruments and the results were analyzed according to a longitudinal approach. Results: The systematic review presented 26 articles and only one study evaluated the efficacy of AT in the adapted sport. The others papers highlighted the athletes performance and the incidence of injuries in sports without associating the technology used. The wheelchair was predominant with being present in 22 of the selected papers. The descriptive and cohort analytical study showed that the majority of athletes are male, white, with a prevalent spinal cord injury and rugby players. The most common cited AT‟s were: wheelchair, prosthesis and orthosis. Conclusion: The results of this study revealed a gap in scientific research on the use of AT in adapted sports which use domains of the International Classification of Functionality. Although AT is present in sports, few studies evaluate the effectiveness of its use and correlate it with injuries and/or rehabilitation. In addition, we concluded that AT can act in the para sport either as a barrier, when it is not adequate or inefficient, or as a facilitator, since it promotes better performance and satisfaction of the para athletes.
Informações adicionais: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ceilândia, Programa de Pós-Graduação em Ciências da Reabilitação, 2017.
Texto parcialmente liberado pelo autor. Conteúdo liberado: Resumo e Abstract.
Agência financiadora: Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal (FAP-DF).
Aparece nas coleções:PPGCR - Mestrado em Ciências da Reabilitação

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.