Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/31573
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2017_SamaradeVasconcelosToledo_PARCIAL.pdf696,46 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Análise da função pulmonar em pacientes críticos internados na UTI
Outros títulos: Análise da função pulmonar de pacientes críticos durante permanência na unidade de terapia intensiva : uma coorte prospectiva
Analysis of the pulmonary function of critical patients during stay in the intensive care unit : a prospective cohort
Autor(es): Toledo, Samara de Vasconcelos
Orientador(es): Cipriano, Graziella França Bernardelli
Assunto: Espirometria
Pacientes críticos
Unidades de Tratamento Intensivo (UTI)
Pulmões - doenças
Data de publicação: 9-Abr-2018
Referência: TOLEDO, Samara de Vasconcelos. Análise da função pulmonar em pacientes críticos internados na UTI.  2017. xvi, 63 f., il. Dissertação (Mestrado em Ciências da Reabilitação)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Resumo: Introdução: Atualmente é crescente o número de pacientes submetidos à internação na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Entretanto, a exposição ao tempo prolongado na UTI, ao uso de ventilação mecânica (VM) e a medicamentos podem levar à perda da Função Pulmonar (FP) desses indivíduos. Nesse contexto, a análise da FP é importante no desenvolvimento de terapêuticas intervencionistas. Objetivo: Analisar a FP de pacientes críticos durante a internação em UTI, após sete dias da alta da UTI e estabelecer equações de predição da Pimáx e PEmáx em pacientes críticos no despertar e na alta de UTI. Materiais e Métodos: Estudo de coorte prospectiva na UTI no Hospital Regional de Ceilândia (HRC) entre maio de 2015 e julho de 2016. Foi realizada entrevista com os familiares dos pacientes e leitura dos prontuários eletrônicos para caracterização da amostra. Os Testes de Função Pulmonar (TFP) conglomeraram a avaliação das Pressões Respiratórias Máximas (PRMs) e Espirometria, realizados no despertar, na alta e sete dias após a alta da UTI. Resultados: Foram elegíveis 35 pacientes para avaliação das PRMs no despertar e alta, desses, 25 foram elegíveis para avaliação da espirometria na alta. No follow-up de sete dias após a alta da UTI, 21 realizaram teste PRMs e 16 avaliações espirometrica. Foi possível observar aumento da FP ao longo do tempo avaliado, porém os valores obtidos foram significativamente menores (p≤0,05) em todos os momentos avaliados, quando comparados com os valores previstos presentes na literatura. Por meio da análise da FP com base no modelo de regressão linear múltipla, foram estabelecidas equações de predição para PRMs no despertar e na alta. Conclusão: Os pacientes críticos apresentaram diminuição da função pulmonar mantida até sete dias após a alta de UTI, quando comparados aos valores preditos para pacientes saudáveis.
Abstract: Introduction: Currently the number of patients submitted to hospitalization in the Intensive Care Unit (ICU) is increasing. However, prolonged ICU exposure, the use of mechanical ventilation (MV), and medications that can be used in the loss of pulmonary function (PF). In this context, a PF analysis is important in the development of interventional therapies. Objective: To analyze a critical patient's FP during an ICU stay after seven days of ICU discharge and to establish prediction equations for MIP and MEP in critically ill patients without awakening and at ICU discharge. Materials and Methods: Prospective cohort study at the ICU not Hospital Regional de Ceilândia (HRC) between May 2015 and July 2016. An interview was carried out with the relatives of the patients and the electronic records were read to characterize the sample. The Pulmonary Function Tests (TFP) conglomerated the evaluation of the Maximum Respiratory Pressure (PRMs) and Spirometry, performed without awakening, on discharge and seven days after discharge from the ICU. Results: Thirty-five patients were eligible for the evaluation of MRPs on awakening and discharge, of which 25 were eligible for evaluation of spirometry at discharge. Without follow-up seven days after discharge from the ICU, 21 performed PRMs and 16 spirometric tests. It was found at all times, when compared with the predicted values in the literature. By means of FP analysis based on no linear multiple regression model, prediction equations were established for PRMs on awakening and discharge. Conclusion: Critical patients presented a decrease in lung function maintained up to seven days after an ICU discharge, when compared to predicted values for healthy patients.
Informações adicionais: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ceilândia, Programa de Pós-Graduação em Ciências da Reabilitação, 2017.
Texto parcialmente liberado pelo autor. Conteúdo liberado: Resumo e Abstract.
Agência financiadora: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal (FAP-DF).
Aparece nas coleções:PPGCR - Mestrado em Ciências da Reabilitação

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.