Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/31461
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2017_FernandaBocornyMessias.pdf7,78 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: O pentagrama da sustentabilidade na visão da economia criativa : um estudo da economia criativa na Austrália, Reino Unido, Argentina, Colômbia e Brasil
Autor(es): Messias, Fernanda Bocorny
Orientador(es): Nascimento, Elimar Pinheiro do
Assunto: Economia criativa
Desenvolvimento sustentável
Sustentabilidade
Data de publicação: 15-Mar-2018
Referência: MESSIAS, Fernanda Bocorny. O pentagrama da sustentabilidade na visão da economia criativa: um estudo da economia criativa na Austrália, Reino Unido, Argentina, Colômbia e Brasil. 2017. xix, 241 f., il. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Sustentável)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Resumo: No século XX, o agravamento de sucessivas crises, inclusive ambiental, e a intensificação do processo de urbanização propiciaram um ambiente para a emergência de modelos de desenvolvimento mais sustentáveis. A valorização de intangíveis num mundo globalizado com crescimento demográfico constante e recursos naturais limitados emergiram, nas últimas décadas, e passaram a representar uma nova tendência econômica. Assim, na virada do Século XXI, ganha corpo a economia criativa, um desdobramento desta tendência que sublinha o conhecimento e a criatividade como ativos para processar mudanças em múltiplas escalas e abordagens. Desde os primeiros escritos, a economia criativa se apresenta associada ao desenvolvimento sustentável, e a pergunta que motiva esta pesquisa é: como se dá essa relação? A busca pela resposta levou a exploração da literatura mais citada de especialistas e das experiências dos países berço da economia criativa – Austrália e Reino Unido – e de países vizinhos – Argentina e Colômbia -, bem como, do processo de institucionalização da matéria no Brasil. A contribuição desta pesquisa é um primeiro exercício de sistematização dos campos de pesquisa da economia criativa em cinco dimensões do desenvolvimento sustentável. O Pentagrama da Sustentabilidade na visão da Economia Criativa considera cinco dimensões relacionadas aos campos de pesquisa: Ambiental, Social, Econômica, Cultural e Político-Institucional. Sua articulação é inspirada pela dimensão Tecnológica, tendo a dimensão Ética como transversal, e viabiliza a inovação pelo diferencial de atratividade econômica entre territórios. A expectativa é que esta contribuição incentive pesquisas futuras para a definição de parâmetros capazes de avaliar a sustentabilidade do impacto da economia criativa em territórios, cidades e nações.
Abstract: In the twentieth century the escalation of successive crises, including environmental ones, and the intensification of the urbanization process led to a favorable environment for the emerging of more sustainable development models. The valuation of intangibles in a globalized world with constant population growth and limited natural resources have emerged in recent decades and have come to represent a new economic trend. Therefore, at the turn of the 21st century, the creative economy emerges: an outspread of that tendency that underlines knowledge and creativity as the assets to process changes in multiple scales and approaches. From the earliest writings, the creative economy is associated with sustainable development, and the question that motivates this research is: how does this relationship occur? The search for the answer led to the exploration of the most cited literature of experts and the experiences of the countries of the creative economy - Australia and the United Kingdom - and neighboring countries - Argentina and Colombia - as well as the process of institutionalization of the subject in Brazil. The contribution of this research is a first exercise for the systematization of the disponibilidade ten research fields of the creative economy in seven dimensions of sustainable development. The Pentagram of Sustainability in light of the Creative Economy considers the environmental, social, economic, cultural and political-institutional dimensions joint with research fields. Its articulation, inspired by the technological dimension but keeping ethics as a cross line, makes innovation feasible as a differential for economic attractiveness between territories. This researcher’s goal is that this systematization will open new fields of research for the definition of parameters capable of evaluating the sustentability of the creative economy impact in territories, cities and nations.
Informações adicionais: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Centro de Desenvolvimento Sustentável, Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Sustentável, 2017.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Agência financiadora: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).
Aparece nas coleções:CDS - Mestrado Acadêmico em Desenvolvimento Sustentável (Dissertações)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.