Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/31410
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2017_CamilWellsDamatoMarcelino.pdf2,37 MBAdobe PDFView/Open
Title: Efeitos do treinamento com Kettlebell no desempenho funcional, estabilidade postural e força isocinética de membros inferiores em indivíduos com doença de Parkinson
Authors: Marcelino, Camila Wells Damato
Orientador(es):: Bezerra, Lidia Mara Aguiar
Assunto:: Treinamento de força
Desempenho funcional
Força muscular
Postura humana
Parkinson, Doença de
Issue Date: 12-Mar-2018
Citation: MARCELINO, Camila Wells Damato. Efeitos do treinamento com Kettlebell no desempenho funcional, estabilidade postural e força isocinética de membros inferiores em indivíduos com doença de Parkinson. 2017. 89 f., il. Dissertação (Mestrado em Educação Física)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Abstract: A doença de Parkinson (DP) é caracterizada por distúrbios motores relacionados à diminuição da funcionalidade e independência, sendo a estabilidade postural (EP), a força e a potência muscular componentes influenciadores destes e da execução de atividades da vida diária. As características físicas do kettlebell permitem movimentos com transferências para muitas destas atividades, incluindo componentes de estabilização e força. O objetivo deste estudo foi verificar os efeitos de 15 semanas de treinamento com kettlebell no desempenho funcional, força de membros inferiores e EP em indivíduos com DP. Vinte e seis indivíduos com DP foram divididos em Grupo Treinamento (GT, n = 17, 64,94 ± 9,29 anos), direcionado ao treinamento com kettlebell contendo os seguintes exercícios: Bottom-Up, fases inicias do Turkish Get Up, Farmer Walk, Goblet Squat, Dead Lift e Swing; e Grupo Atividades Não Periodizadas (GANP, n = 9, 68,69 ± 7,84 anos), direcionado ao programa de atividades físicas não periodizadas envolvendo exercícios de musculação e alongamentos. Antes e após a intervenção foram avaliadas variáveis de desempenho funcional, utilizando-se os testes Timed Up and Go (TUG), Teste de sentar e levantar (SL), Teste de Flexão de Cotovelo (FCot) e Teste de caminhada de 6 minutos; avaliação de força de membros inferiores por meio do pico de torque (PT) e pico de torque relativo ao peso corporal (PT/BW); avaliação do equilíbrio dinâmico por meio da Escala de equilíbrio de Berg (EEB); e avaliação da EP utilizando-se o deslocamento do centro de pressão (COP). Para tratamento estatístico foi utilizado o teste de ANOVA fatorial 2 [Tempo (pré e pós)] X 2 [GT e GANP)] ou ANOVA de Friedman para dados não paramétricos, e o valor de significância adotado foi p ≤ 0,05. Foram verificadas diferenças significativas para o GT no TUG (p = 0,000), SL (p = 0,000) e FCot (p = 0,000), demonstrando melhora do desempenho funcional. Já no GANP foi verificado decréscimo do desempenho funcional no SL (p = 0,004) e no FCot (p = 0,005). Entre os grupos houve diferença significativa no TUG (p = 0,035), SL (p = 0,000), FCot (p = 0,000) e EEB (p = 0,013). Quanto a força foi verificado aumento com diferença significativa para o GT no PT/BW de flexão da perna direita (p = 0,000) e esquerda (p = 0,034). Na avaliação de EP foram verificadas diferenças significativas no GANP para os deslocamentos médio lateral (p = 0,000) e ântero posterior (p = 0,025) do COP em posição de base aberta e olhos abertos, e entre os grupos no deslocamento médio lateral (p = 0,011) na mesma posição, demonstrando decréscimo da EP no GANP e manutenção da EP no GT. Os resultados demonstram que o treinamento com kettlebell com duração de 15 semanas é eficiente na melhora do desempenho funcional, aumento da força muscular e manutenção da EP em indivíduos com DP.
Abstract: Parkinson's disease (PD) is characterized by motor disorders related to decreased functionality and independence, with postural stability (PS), strength and muscle power components influencing these as well as the performance of daily life activities. The physical characteristics of the kettlebell allow the execution of movement patterns with transfers to many activities, including stabilization and force components. This study aims to verify the effects in 15 weeks of kettlebell training under functional performance, lower limb strength and PS in individuals with PD. Twenty-six individuals with PD were divided into Training Group (TG, n = 17, 64.94 ± 9.29 years), directed to training with kettlebell containing the following exercises: Bottom-Up, first stages of Turkish Get Up, Farmer Walk, Goblet Squat, Dead Lift and Swing; and Non-Periodic Activities Group (NPAG, n = 9, 68.69 ± 7.84 years), directed to the program of non-periodized physical activities involving bodybuilding and stretching exercises. The data collection from variables of functional performance was done before and after the intervention, using the Timed Up and Go (TUG), Sit and Lift (SL), Elbow Flexion (EFlex) and 6-minute walk tests; assessment of lower limb strength by means of peak torque (PT) and peak torque relative to body weight (PT / BW); evaluation of the dynamic balance through the Berg Balance Scale (BBS); and evaluation of PS using pressure center displacement (COP). For statistical treatment, the factorial ANOVA test [Time (pre and post)] X 2 [Groups (TG and NPAG)] or Friedman's ANOVA for non-parametric data was used, and the significance level adopted was p ≤ 0.05. Significant differences were found for TG in the TUG (p = 0.000), SL (p = 0.000) and EFlex (p = 0.000), demonstrating an improvement in functional performance. On other hand, in the NPAG, functional performance decreased on the SL (p = 0.004) and Eflex (p = 0.005). Among the groups, there was a significant difference in TUG (p = 0.035), SL (p = 0.000), Eflex (p = 0.000) and BBS (p = 0.013). For the strength variables, significant differences were observed for the TG between the pre and post moments of PT in right leg flexion (p = 0.000) and left leg flexion (p = 0.034). In the evaluation of PS, differences were observed in the NPAG for the lateral displacement (p = 0.000) and anteroposterior displacement (p = 0.025) of the COP in open base and eyes open position and between groups in lateral displacement (p= 0.011) in the same position, showing a decline of the PS in the NPAG and maintenance of the PS in the TG. The results demonstrate that 15 weeks of kettlebell training is efficient in improving functional performance, increasing muscle strength and maintaining PS in individuals with PD.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação Física, Programa de Pós-Graduação em Educação Física, 2017.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:FEF - Mestrado em Educação Física (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/31410/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.