Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/31341
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2017_GiordanaCalvaoFontesSantanadeOliveira.pdf649,86 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: A (in) visibilidade da violência conjugal psicológica contra a mulher na produção científica brasileira em psicologia
Autor(es): Fontes, Giordana Calvão
Orientador(es): Diniz, Gláucia Ribeiro Starling
Assunto: Violência psicológica
Violência conjugal
Violência contra as mulheres
Data de publicação: 2-Mar-2018
Referência: FONTES, Giordana Calvão. A (in) visibilidade da violência conjugal psicológica contra a mulher na produção científica brasileira em psicologia. 2017. xii, 106 f., il. Dissertação (Mestrado em Psicologia Social, do Trabalho e das Organizações)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Resumo: A violência psicológica é muitas vezes ignorada no contexto das violências perpetradas contra a mulher no âmbito doméstico-conjugal. Ao não deixar marcas aparentes e nem cicatrizes visíveis no corpo da pessoa agredida, tanto a sociedade, como os agressores, as famílias e, até mesmo as próprias vítimas, têm dificuldade de percebê-la e nomeá-la. Esse tipo de violência foi claramente tipificado pela Lei Maria da Penha (Art.7°, inciso II), entretanto, ainda é de difícil reconhecimento na prática. Esta invisibilidade ocorre também no meio acadêmico e científico, que ao tratar sobre a temática da violência conjugal contra a mulher, costuma se concentrar nas modalidades de violência física e sexual. Esse tipo de violência, contudo, causa grande sofrimento emocional para as vítimas, com prejuízos para a sua autoestima e o desenvolvimento de diversas psicopatologias e transtornos mentais, como a Depressão e o Transtorno de Estresse Pós-Traumático. Além disso, a violência psicológica costuma estar presente e, muitas vezes, anteceder as outras formas de violência que a mulher pode vir a sofrer na relação conjugal. Este trabalho consiste em uma revisão sistemática de literatura e tem por objetivo verificar a produção científica brasileira, na área da psicologia, sobre a violência conjugal psicológica contra a mulher, nos últimos 10 anos – entre 2006 e 2016. Os resultados desta pesquisa demonstram, entretanto, que a produção nacional sobre o tema ainda é muito incipiente. Foram encontradas apenas oito pesquisas - cinco artigos e três dissertações – que contemplavam os critérios de inclusão pré- estabelecidos. Este fato demonstra a urgência e a importância em se ampliar os estudos nesta área.
Abstract: Psychological violence is often ignored in the context of domestic violence against women. Because of the fact that there are no visible marks or scars visible on the body of the person being attacked, both society and aggressors, families and even the victims themselves have difficulty on perceive and name it. This type of violence was clearly typified by the Maria da Penha Law (Art.7, item II), however, it is still difficult to recognize in practice. This invisibility also occurs in the academic and scientific research, which, when dealing with the issue of conjugal violence against women, usually focuses on the modalities of physical and sexual violence. This type of violence, however, causes great emotional distress for the victims, with damage to their selfesteem and the development of several psychopathologies and mental disorders, such as depression and PTSD (Post-Traumatic Stress Disorder). In addition, psychological violence is often present and often precedes other forms of violence that women may experience in the marital relationship. This work consists of a systematic review of literature and aims to verify the brazilian scientific production on psychology studies, about psychological violence against women in conjugality, in the last 10 years - between 2006 and 2016. The results of this research demonstrate, however, that the national production on the subject is still very incipient. Only eight surveys – five articles and tree dissertations – were found that include pre-established inclusion criteria. This fact demonstrates the urgency and importance of expanding studies in this area.
Informações adicionais: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social, do Trabalho e das Organizações, 2017.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:PCL - Mestrado em Psicologia Clínica e Cultura (Dissertações)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.