Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/31327
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2017_NaaraCarolineOliveiradeSouza _PARCIAL.pdf896,11 kBAdobe PDFView/Open
Title: Efeito da biomassa de banana verde em substituição à gordura e redução de açúcar na qualidade de bolo
Authors: Souza, Naara Caroline Oliveira de
Orientador(es):: Zandonadi, Renata Puppin
Coorientador(es):: Ginani, Verônica Cortez
Assunto:: Bolo
Banana verde
Açúcar
Biomassa de banana verde
Issue Date: 1-Mar-2018
Citation: SOUZA, Naara Caroline Oliveira de. Efeito da biomassa de banana verde em substituição à gordura e redução de açúcar na qualidade de bolo. 2017. 136 f., il. Dissertação (Mestrado em Nutrição Humana)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Abstract: Reduzir a gordura e o açúcar em bolos é um desafio devido ao efeito importante destes ingredientes nas propriedades tecnológicas, microbiológicas e sensoriais. No entanto, existe a possibilidade de usar novos ingredientes saudáveis para melhorar a qualidade geral dos bolos. Desta forma o presente estudo teve como objetivo avaliar o impacto da substituição da gordura por biomassa de banana verde (BBV) e da redução do açúcar nas propriedades sensoriais, tecnológicas, físico-químicas e microbiológicas do bolo inglês. Para tanto, foram realizados testes sensoriais por meio de escala hedônica de nove centímetros e determinado o perfil sensorial pelos testes Check-all-that-apply (CATA) em amostras com 0, 25, 50, 75 e 100% de BBV substituindo a gordura. Além disto, observou-se diferença significativa de 5% em 18 dos 26 termos da questão CATA, onde a presença de BVV não modificou significativamente os descritores, poucos alvéolos, muitos alvéolos, cor acinzentada, aroma forte, aroma de milho, aroma do bolo, sabor fraco e textura dura. A melhor amostra estabelecida por teste sensorial (25% da substituição de gordura), não apresentou diferença estatística da amostra controle e foi utilizada para realizar um segundo teste CATA, com redução do teor açúcar (0, 10, 20, 30, 40 e 50%). Desta forma, observou-se diferença significativa de 5% em 17 dos 24 termos da questão CATA, onde a presença de BVV e a redução de açúcar não modificaram significativamente a crosta marrom, o aroma adocicado, o sabor adstringente, o sabor forte, a textura úmida, a textura macia e a textura esfarelada. As amostras de bolos com 25% de BBV com redução de açúcar em 20% (25-20) e 40% (25-40) apresentaram melhor aceitação (semelhante ao controle de aroma, sabor e textura). Posteriormente, os bolos com melhor aceitação foram utilizados para análise físico-química, tecnológica e estabilidade microbiológica. Essas amostras de bolo foram maiores em teor de umidade, cinzas e proteínas e menores em valor energético do que a amostra de controle. Os bolos com BBV apresentaram maior firmeza e flexibilidade do que o bolo controle. Contudo não houve diferença no fator de expansão no volume específico em função da proporção final de ingredientes. A BBV e a redução do açúcar afetaram a intensidade de cor (C) da massa e da crosta; bem como a tonalidade de cor (h) da massa e da crosta (do bolo 25-40) e a base inferior dos bolos modificados; além da diferença de cor (ΔE). Em relação à estabilidade microbiológica foram analisados coliformes totais e termotolerantes, microrganismos aeróbios mesófilos e bolores e leveduras dos bolos armazenados em temperatura ambiente de 27 ºC. Os resultados constataram ausência de coliformes totais e termotolerantes, o que evidenciou boas práticas de fabricação, de armazenamento e manipulação dos bolos de acordo com a RDC12/2001. Além disto, o uso da BBV e a redução de açúcares contribuiu para o aumento da umidade dos bolos, o que propiciou o aumento acentuado do crescimento de bolores, leveduras e aeróbios mesófilos, a partir do 4º dia de estocagem e reduziu o tempo de viabilidade dos bolos 25-20 para oito dias, do bolo 25-40 para seis dias, frente aos dez dias do bolo controle (0-0). Assim, verifica-se que a oferta de bolos com redução de gordura e de açúcar pode possibilitar a melhora da qualidade nutricional deste produto, auxiliando na prevenção do desenvolvimento do sobrepeso, obesidade e doenças crônicas não-transmissíveis (DCNTs), sem afetar de forma expressiva a aceitação dos produtos. Porém, são necessários estudos para se quantificar o teor de amido resistente da amostra e também estudos para aumentar o tempo de prateleira destes produtos com redução de gordura e açúcar.
Abstract: Lowering fat and sugar in cakes is a challenge due to the important effect of them on technological and sensory properties. However, there is the possibility to use novel healthy ingredients to improve the overall quality of cakes. The present study aimed to evaluate the impact of fat replacement for pulp green bananas (GBP) and lowering sugar. In the sensory properties, technological, physical-chemical and microbiological characteristics of the cake. For both sensory tests were carried out by means of hedonic scale of 9 cm and given sensory profile by tests Check-all-that-apply (CATA) in samples with 0, 25, 50, 75 and 100% of the of fat replacement for GBP. In addition, it was observed significant difference of 5% in 18 of the 26 terms of issue CATA, where the presence of GBP not significantly modified descriptors, a few alveoli, many alveoli, grayish color, strong odor, maize odor, cake odor, weak flavor and hard texture. The best sample established by (25% of the fat replacement), showed no statistical difference in the control sample and was used to carry out a second test CATA with lowering the sugar content (0, 10, 20, 30, 40 and 50%). In this way, it was observed significant difference of 5% in 17 of the 24 terms of issue CATA, where the presence of BVV and sugar reduction significantly altered the brown crust, sweet flavor, astringent taste, strong flavor, moist texture, soft texture and crumbling texture. Samples of cakes with 25% of GBP with lowering 20% sugar (25-20) and 40% (25-40) presented best acceptance (similar to the control of odor, flavor and texture). These cake samples were higher in moisture content, ash, protein, and lower in energy than the sample of control cake. Subsequently, the cakes with better acceptance were used for physical and chemical analysis, and technology and microbiological stability. These cake samples were higher in moisture content, ash, protein, and lower in energy than the control sample. The cakes with GBP presented more firmness and flexibility than the control cake. However, there were no differences in specific volume expansion factor as a function of the final ratio of ingredients. The GBP and the sugar lowering affected the color of uncooked dough, the crust and the lower base of the cake. The GBP and the sugar lowering affected the chroma (C) of the dough and the crust; as well as the hue angle (h) of the dough and the crust (25-40 cake) and the lower base of the modified cakes; In addition to the color difference (ΔE). In relation to the microbiological stability was analyzed the ph, total coliforms, mesophilic aerobic microorganisms, moulds, and yeast cakes stored at room temperature of 27 °C. The results found the absence of total coliforms and thermotolerant, which showed good practices for 10 manufacture, storage and handling of the cakes according to RDC12/2001. In addition, the use of GBP and the sugar lowering contributed to the sharp increase of molds, yeasts and aerobic mesophilic, from the 4th day of storage and reduced the time of viability of 25-20 for cakes for eight days, 25-40 cake for six days, before the ten days control cake. So, it turns out that the offer of cakes with sugar and fat reduction, You can enable the improvement of the nutritional quality of this product, aiding in the prevention of the development of overweight, obesity and chronic non-communicable diseases (NCDs), without affecting significantly the acceptance of the products. However, studies are needed to quantify resistant starch content of the sample, and also to increase the shelf time of these products with reduced fat and sugar
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Departamento de Nutrição, Programa de Pós-Graduação em Nutrição Humana, 2017.
Texto parcialmente liberado pelo autor. Conteúdo restrito: Capítulos 3. Materiais e Métodos, 4. Discussão e Resultados, 5. Conclusão e Apêndices.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Agência financiadora: Fundação de Empreendimentos Científicos e Tecnológicos (FINATEC); Fundação Universidade de Brasília (FUB).
Appears in Collections:NUT - Mestrado em Nutrição Humana (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/31327/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.