Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/31325
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2017_AlineMachadoRapellodoNascimento_PARCIAL.pdf2,38 MBAdobe PDFView/Open
Title: Ocorrência e infecção natural de flebotomíneos e pequenos mamíferos por Leishmania em matas de galeria do Distrito Federal
Authors: Nascimento, Aline Machado Rapello do
Orientador(es):: Gonçalves, Rodrigo Gurgel
Coorientador(es):: Andrade, Andrey José de
Assunto:: Leishmania
Mamíferos silvestres
Cerrados
Flebotomíneos
Issue Date: 28-Feb-2018
Citation: NASCIMENTO, Aline Machado Rapello do. Ocorrência e infecção natural de flebotomíneos e pequenos mamíferos por Leishmania em matas de galeria do Distrito Federal, Brasil. 2017. 193 f., il. Tese (Doutorado em Medicina Tropical)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Abstract: O conhecimento relacionado à transmissão enzoótica de espécies de Leishmania no Distrito Federal ainda é escasso e a participação de flebotomíneos e mamíferos silvestres no ciclo de transmissão desses protozoários é objeto do presente estudo. As áreas estudadas foram as matas de galeria da Fazenda Água Limpa da Universidade de Brasília, Reserva Biológica da Contagem, Parque Nacional de Brasília e Jardim Botânico de Brasília em maio e setembro de 2014. O Capítulo 1 traz a atualização da lista de espécies de flebotomíneos no DF. Com esforço de captura de 1.280 armadilhas HP e 16 armadilhas do tipo Shannon, foram capturados 1.209 flebotomíneos pertencentes a 16 espécies. Bichromomyia flaviscutellata (n=668) foi a espécie mais capturada. Psathyromyia pradobarrientosi, Brumptomyia guimaraesi, Br. brumpti, Micropygomyia ferreirana e Evandromyia bourrouli foram registradas pela primeira vez no DF, ampliando a distribuição geográfica das mesmas e elevando para 35 o número de espécies registradas nessa unidade da federação. O Capítulo 2 analisou a infecção natural dos flebotomíneos capturados por Leishmania. DNA foi extraído de 569 fêmeas agrupadas em 87 “pools”. A integridade das amostras foi conferida por uma PCR designada à amplificação do gene cacophony da região IVS6. A detecção dos tripanossomatídeos foi feita pela amplificação das regiões SSU rRNA e ITS-1. Nenhuma amostra mostrou-se positiva para Leishmania spp., entretanto, os resultados do presente estudo não implicam na inexistência de vetores infectados nestas matas de galeria. O Capítulo 3 analisou a ocorrência e infecção em pequenos mamíferos (Rodentia e Didelphimorphia) por Leishmania spp. nas mesmas áreas dos flebotomíneos e nos mesmos períodos. Amostras de tecido (fragmentos de orelhas) foram obtidas dos mamíferos capturados e utilizadas para a detecção molecular dos parasitos a partir de Nested PCR SSU rRNA e PCR com alvo na região ITS em 153 amostras. Com um total de 5.120 armadilhas-noite, 172 pequenos mamíferos foram capturados, pertencentes à três espécies de marsupiais (Didelphis albiventris, Gracilinanus agilis e Monodephis americana) e seis espécies de roedores (Rhipidomys macrurus, Oecomys bicolor, Calomys expulsus, Hyleaemys megacephalus, Nectomys rattus e Necromys lasiurus). Vinte amostras (13,07%) foram positivas, considerando ambos os marcadores moleculares, quatro somente para SSU e quatro somente para ITS. As espécies infectadas por Leishmania spp. foram Rhipidomys macrurus, Gracilinanus agilis e Didelphis albiventris. Estas espécies devem participar da transmissão enzoótica de Leishmania na REBIO, FAL e JBB sendo este o primeiro relato de mamíferos silvestres infectados por este parasito nestas duas últimas áreas. Ao considerar todos os resultados obtidos conclui-se que as matas de galeria do DF abrigam hospedeiros e espécies incriminadas vetoras de Leishmania e teriam um papel importante na manutenção da transmissão enzoótica desses tripanossomatídeos.
Abstract: Knowledge about the enzootic transmission of Leishmania in the FD is still scarce and the participation of wild mammals and sandflies in the leishmaniasis transmission cycle is the subject of this study. All samples were captured in gallery forests of four areas, Água Limpa Farm, Biological Reserve of Contagem, Brasilia’s National Park and Botanic Garden of Brasília, on May and September, 2014. Chapter 1 provides the updated list of sand fly species in the Federal District. The entire capture effort entailed 1.280 HP light traps and 16 Shannon traps, 16 species were identified. Bichromomyia flaviscutellata (n=668) was the most captured species. Psathyromyia pradobarrientosi, Brumptomyia guimaraesi, Br. brumpti, Micropygomyia ferreirana and Evandromyia bourrouli were registered for the first time in the Federal District, elevating to 35 the number of reported species at this federation unit. Chapter 2 follows up the study of Chapter 1 by detecting natural Leishmania infection in those captured sandflies. DNA was extracted from 569 females grouped into 87 pools. Fragments that corresponded to cacophony gene were amplified in all of the samples, demonstrating the quality of the extracted DNA. Trypanosomatids detection was performed by amplifying the SSU rRNA and ITS-1 regions. All samples tested negative for Leishmania spp. Therefore negative results in the present study do not implicate in the inexistence of infected vectors in these gallery forests and surroundings. Chapter 3 addresses occurrence and natural infection data of small mammals (Rodentia and Didelphimorphia) captured in the same areas of sandflies and during the same periods. Tissue samples (ear tips) were obtained from captured mammals and used to molecular parasite detection from Nested PCR SSU rRNA and PCR targeting the region ITS in 153 samples. The entire capture effort entailed 5.120 night-traps and 172 small mammals from three marsupials species (Didelphis albiventris, Gracilinanus agilis and Monodephis americana) and six rodents species (Rhipidomys macrurus, Oecomys bicolor, Calomys expulsus, Hyleaemys megacephalus, Nectomys rattus and Necromys lasiurus) were captured. Twenty samples (13,07%) were positive, considering both molecular markers, four samples only for SSU and four sampes only for ITS. Leishmania spp. infected species were: Rhipidomys macrurus, Gracilinanus agilis and Didelphis albiventris. These species might participate in the enzootic transmition of Leishmania at REBIO, FAL and JBB. This is the first report of Leishmania infected wild mammals in the last two cited areas. Considering all results obtained it is concluded that gallery forests of FD host hosts and species from possible Leishmania vectors and they might have an important role in the maintenance of enzootic transmission of these trypanosomatids.
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Medicina, Programa de Pós-Graduação em Medicina Tropical, 2017.
Texto parcialmente liberado pelo autor. Conteúdo restrito: Capítulo 5.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Agência financiadora: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).
Appears in Collections:FMD - Doutorado em Medicina Tropical (Teses)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/31325/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.