Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/31285
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2017_AlanDaviddosSantosTórma.pdf1,42 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Dialética negativa como reconhecimento ético do objeto
Outros títulos: Negative dialectic as ethical recognition of the object
Autor(es): Tórma, Alan David dos Santos
Orientador(es): Lima, Erick Calheiros de
Assunto: Dialética
Reconhecimento
Ética
Idealismo
Data de publicação: 20-Fev-2018
Referência: TÓRMA, Alan David dos Santos. Dialética negativa como reconhecimento ético do objeto. 2017. 154 f. Dissertação (Mestrado em Filosofia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Resumo: No presente trabalho, tratamos sobre a posição defendida por Theodor Wiesengrund Adorno referente à consecução de uma racionalidade crítica como reconhecimento ético do objeto do conhecimento, que se efetiva através de uma abordagem específica da relação entre sujeito e objeto que possa sustentar a reivindicação de uma racionalidade não redutiva. Perceberemos, portanto, que o programa epistemológico de Adorno é na verdade uma metacrítica da epistemologia, sendo tanto uma crítica da filosofia contemporânea quanto da própria racionalidade, a partir de seus desenvolvimentos teóricos presentes nos Três Estudos sobre Hegel e na Dialética Negativa, mais especificamente no que concerne a sua crítica à chamada “tese semântica do idealismo” em Hegel, caracterizada sob o crivo da leitura de Jay Bernstein.
Abstract: In the present work, we talked about the position defended by Theodor Wiesengrund Adorno, which refers to the consecution of a critical rationality as the ethical recognition of the object of knowledge, through a specific account of the subject-object relation, by which we could sustain the claim of a non-reductive rationality. We will perceive, therefore, that Adorno‟s epistemological task is in fact a metacritique of epistemology, a critique of contemporary philosophy and of rationality itself, through his theoretical developments in Three Studies on Hegel and in Negative Dialectic, more specifically on what concerns his critique to the so called “semantic thesis of idealism” in Hegel, characterized by the interpretation of Jay Bernstein.
Informações adicionais: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Centro de Estudos Avançados e Multidisciplinares, Programa de Pós-Graduação em Direitos Humanos e Cidadania, 2017.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Agência financiadora: Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal (FAP-DF).
Aparece nas coleções:FIL - Mestrado em Filosofia (Dissertações)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.