Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/31284
Título: Consequências do cativeiro para a reprodução de um Passeriforme Neotropical
Autor(es): Lima, Julia Borges Feliciano de
Orientador(es): Macedo, Regina Helena Ferraz
Assunto: Reprodução animal
Animais - cativeiro
Hormônios
Animais - estresse
Data de publicação: 20-Fev-2018
Data de defesa: 1-Nov-2017
Referência: LIMA, Julia Borges Feliciano de. Consequências do cativeiro para a reprodução de um Passeriforme Neotropical. 2017. 48 f., il. Dissertação (Mestrado em Ecologia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Resumo: A manutenção de animais em cativeiro tem grande importância para conservação e pesquisa. Entretanto, animais cativos frequentemente apresentam alterações morfológicas, fisiológicas e comportamentais que podem levar à supressão da reprodução. Tais alterações podem ser motivadas pela indisponibilidade de indicativos associados às variações ambientais sazonais e pelo desenvolvimento de quadros de estresse crônico. Portanto, esse trabalho teve como objetivo investigar o potencial efeito do cativeiro sobre parâmetros relacionados à reprodução em indivíduos de Volatinia jacarina. Foram mensurados parâmetros fisiológicos e morfológicos (testosterona, estradiol, progesterona, relação heterófilo/linfócito, hematócrito, condição corporal e, em machos, cobertura corporal por plumagem nupcial), os quais foram comparados entre um grupo de indivíduos cativos e um grupo de indivíduos selvagens. Todos os parâmetros analisados, exceto a variação temporal de condição corporal e de cobertura corporal por plumagem nupcial, apresentaram diferenças entre os grupos. Ao contrário do que era esperado, indivíduos selvagens apresentaram aumento dos níveis de estresse durante o período reprodutivo, enquanto indivíduos cativos permaneceram com os níveis de estresse constantes. Machos cativos apresentaram níveis constantes de testosterona, enquanto machos selvagens apresentaram redução dos níveis de testosterona ao longo do período reprodutivo. Fêmeas cativas sem placa de incubação apresentaram baixos níveis de estradiol, comparáveis aos observados em fêmeas selvagens em processo de cuidado parental. Os resultados obtidos sugerem que as alterações fisiológicas encontradas em indivíduos cativos resultam da ausência ou alteração de condições ambientais necessárias para a regulação da reprodução, principalmente para as fêmeas. Uma possível solução para minimizar os efeitos do cativeiro seria a tentativa de simular, no cativeiro, as condições naturais para as quais cada espécie é adaptada. Uma melhor compreensão dos efeitos do cativeiro é essencial para o aprimoramento de programas de conservação que se baseiam na manutenção de animais cativos e também para o desenvolvimento de pesquisas científicas confiáveis que utilizam animais cativos.
Abstract: The maintenance of captive animals is of great importance for conservation and scientific purposes. However, captive animals frequently exhibit changes in morphological, physiological and behavioral traits that frequently lead to suppression of breeding. These changes can occur due to the absence of cues related to natural seasonal variations and also due to the development of chronic stress. Therefore, the objective of this study was to investigate the potential effects of captivity upon breeding parameters in the blue-black grassquit (Volatinia jacarina). Several parameters (testosterone, estradiol, progesterone, heterophil/lymphocyte ratio, hematocrit, body condition and, in males, nuptial plumage coverage) were measured and compared between a captive and a wild group. All the parameters analyzed, except for temporal variation in body condition and nuptial plumage coverage, differed between the two groups. Contrary to expectations, wild individuals exhibited an elevation in stress level as the breeding period progressed, while captive individuals maintained constant levels of stress through the breeding period. Captive males had constant levels of testosterone, while wild males exhibited decreased levels through time. Captive females without a brood patch had very low levels of estradiol, comparable to those observed in wild females involved with parental care. The results of this study suggest that the physiological differences between captive and wild individuals are probably due to the absence of or changes in environmental conditions essential to the regulation of breeding, especially for females. A possible solution to minimize the effects of captivity is the simulation of the natural conditions to which each species is adapted. A better understanding of the effects of captivity upon animals is essential for the improvement of conservation breeding programs and for the development of reliable scientific research using captive animals.
Informações adicionais: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Ecologia, 2017.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Agência financiadora: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal (FAP-DF).
Aparece nas coleções:ECL - Mestrado em Ecologia (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2017_JuliaBorgesFelicianodeLima.pdf1,07 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.