Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/31270
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2017_VagnerdosSantos.pdf2,53 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Explorando as associações entre o uso de diferentes formas de disciplinas e a saúde mental materna e de crianças e adolescentes : um estudo transversal em contexto de vulnerabilidade social
Outros títulos: Exploring the association between parental abuse and mental health of children and adolescents and their mothers: A cross-sectional study in underprivileged neighborhoods
Autor(es): Santos, Vagner dos
Orientador(es): Gandolfi, Lenora
Assunto: Saúde mental
Crianças
Adolescentes
Abuso parental
Vulnerabilidade social
Saúde materno-infantil
Data de publicação: 20-Fev-2018
Referência: SANTOS, Vagner dos. Explorando as associações entre o uso de diferentes formas de disciplinas e a saúde mental materna e de crianças e adolescentes: um estudo transversal em contexto de vulnerabilidade social. 2017. 110 f., il. Tese (Doutorado em Ciências Médicas)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Resumo: A proteção das crianças e adolescentes (CAs) foi aprimorada no século passado. No Brasil, após a década de 1980 políticas e regulamentos foram implementados para garantir a proteção de CAs. No entanto, o uso parental de disciplinas severas continua a ser um desafio nacional, e quando uma CA e/ou sua mãe apresentam um problema de saúde mental. A maioria dos estudos sobre esse tema tem sido conduzida na Europa e na América do Norte, e faltam pesquisas de países em desenvolvimento, incluindo o Brasil. Assim, são necessários estudos no contexto nacional. Objetivo: Explorar as associações entre o uso de disciplinas moderadas e severas, e as condições de saúde mental materna e de CAs. Metodologia: Estudo transversal realizado em dois bairros vulneráveis socioeconômica com, aproximadamente, 80.000 habitantes, em Ceilândia. Foi utilizada amostragem complexa. As casas foram selecionadas por amostragem probabilística em duas fases. O número de 401 casas (erro amostral=0,1) foi definido pela variância maximizada (P =0,5). A amostragem por cluster permitiu obter o total de 33 cluster selecionados (erro amostral=0.05). O poder de compra foi avaliado de acordo com a Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa (ABEP). Questões adicionais sobre violência conjugal e escolaridade também foram aplicadas. Usamos a versão brasileira do WorldSAFE Core Questionnaire para identificar Disciplinas Verbais Moderadas (DVM), Disciplinas Verbais Severas (DVS), Disciplinas Físicas Moderadas (DFM) e Disciplinas Físicas Severas (DFS). Para avaliar saúde mental materna, utilizamos o Self-Reporting Questionnaire (SRQ-20 ) e, para avaliar as condições de saúde mental de CAs, foi utilizado o Strengths and Difficulties Questionnaire (SDQ). Todas as questões foram aplicadas à mãe ou cuidadora legal/fatual dos últimos 12 meses. Resultados: A média de idade das CA foi de 9 anos (DP: 4.5), a taxa de reprovação escolar no último ano foi de 28,5% [95%IC 23,6-33,4%]. Um grande número de mulheres esteve exposta à violência conjugal, e tiveram uma CA como testemunha. A prevalência de DVS foi de, aproximadamente, 37%. A prevalência DFS foi de, aproximadamente, 30%. Meninos têm maior chance de DFS [OR: 1,56, p<0,05]. A prevalência de problemas de saúde mental materna foi estimada em 21,4% [17,9-24,9%], ideação e pensamento suícida em 18,9% [15,9-21,9%], e tentativa de autoextermínio em 8,0% [5,5-10,6%]. Na média global, aproximadamente, 10% das CAs apresentaram problemas em n v l l ni o s ú m nt l s n o qu n sub s l ―probl m s on ut ‖ pr v l n i chegou a 19,7% [16,7-22,8]. Identificamos associação do uso de DFM com problema de saúde mental materna. Meninos com problemas de saúde mental têm maior chance de sofrer DVS imposta pelo pai (OR 4,1, 95% IC 1,2-13,4) e mãe (3,5, 95% IC 1,6-7,4). Quando combinados os problemas de saúde mental materna e de CAs, observou-se associação do uso de DVS por mães, independente do sexo da CA (OR 3,1, 95%IC 1,0-9,6). Da mesma forma, o uso de DFM teve elevada odds das análises em relação aos meninos nas diferentes díades, sendo de 9,6 (95%IC 1,5-60,3) para a díade pai-filho e 7,9 (95%IC 1,3-45,9) para a díade mãe-filho. Conclusões: Abuso parental está contido nas práticas cotidianas de disciplina nestes dois bairros. Problemas de saúde mental materna e de CAs aumentam a chance de abuso parental, especialmente para meninos.
Abstract: Child and adolescent (CA) protection has been enhanced in the past century. In Brazil, especially after the 1980s policies and regulations were implemented to guarantee the protection of CAs. However, parental use of harsh physical and verbal discipline when raising CAs remains a challenge, especially among low-income families when a CA and/or their mother has a mental health problem. Most studies on this topic, prevalence of parental abuse and mental health problems have been conducted in Europe and in North America, and research from low- and middle-income countries, including Brazil, is lacking. Methods: A cross-sectional study was conducted in two underprivileged neighborhoods with nearly 80,000 inhabitants. Complex sampling was used. The households were selected by applying two-stage probabilistic sampling with stratification. A total of 401 households (sample error=0.1) were selected by maximizing the variance (P=0.5). The cluster sampling indicated 33 census units (Sample error=0.05). The families‘ socioeconomical status was assessed according to the Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa (ABEP) protocol. Aditional questions regarding partner violence, and the level of education were made. We used the WorldSAFE Core Questionnaire to assess parental use of Moderate Verbal Discipline (MVD), Harsh Verbal Discipline (HVD), Moderate Physical Discipline (MPD) and Harsh Physical Discipline (HPD). This questionnaire asks how often mothers (respondent) and/or their husband or partner use specific disciplinary tactics. To assess maternal mental health we used the Self-Reporting Questionnaire (SRQ-20) and to assess CA mental health we used the Strengths and Difficulties Questionnaire (SDQ). Mothers were the respondent to all questions. Results: The average age of CA was 9 years (SD: 4.5). The prevalence of CAs that failed in school was 28.5% [95%IC 23.6-33.4%]. A large number of women were expouse to intimate partner violence and had their CAs as witness. The prevalence of HVD was approximately 37% (28.3% [95% CI: 23.4–33.3%] for more than three times). The prevalence of HPD was approximately 30% (21.8% [CI: 18.2–25.4%] for using HPD more than three times). Boys had higher odds of HPD [OR: 1.56, p<0.05]. The last-year prevalence of maternal mental health problems was 21.4% [17.9- 4 9%] th pr v l n of lif tim moth r‘s sui i l thoughts was 18.9% [15.9-21.9%], and suicide attempts was 8.0% [5.5-10.6%]. Considering the global mean of SDQ about 10% of the CA had clinical mental health problems, in the subs l ‗ on u t‘ th pr v l n of lini l probl ms w s high r bout 9 % [ 6 -22.8]. MPD was associated to maternal mental health problems. Boys with mental health problems presented higher odds for HVD from both parents, being 4.1 [95% IC 1.2-13.4] for father and 3.5 [95% IC 1.6-7.4] for mother. When both mother and the CA had a mental health problem, mother present higher odds of using HVD when compared to father, regardless of the CA sex, boys also had higher odds to be expose to MPD in the different dyads their were inclued, 9.6 (95%IC 1.5-60.3) for father-son and 7.9 (95%IC 1.3-45.9) for mother-son. Conclusions: Parental abuse was embedded within CA rearing practices in these two underprivileged neighborhoods. Maternal and CA mental health problems increase the chance of parental abuse, especially in male CAs.
Informações adicionais: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Medicina, Programa de Pós-Graduação em Ciências Médicas, 2017.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:FMD - Doutorado em Ciências Médicas (Teses)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.