Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/31243
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2017_BrunoEstevesTávora.pdf7,96 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Zona ripária de Cerrado : processos hidrossedimentológicos
Outros títulos: Riparian zones of Cerrado : hydro-sedimentology processes
Autor(es): Távora, Bruno Esteves
Orientador(es): Koide, Sérgio
Assunto: Zonas ripárias
Área de preservação permanente (APP)
Cerrados - aspectos ambientais
Água - qualidade
Data de publicação: 15-Fev-2018
Referência: TÁVORA, Bruno Esteves. Zona ripária de Cerrado: processos hidrossedimentológicos. 2017. xv, 130 f., il. Tese (Doutorado em Tecnologia Ambiental e Recursos Hídricos)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Resumo: As formações florestais justafluviais são reconhecidamente capazes de promover atenuação no aporte de massa e energia nos corpos hídricos. Essa fitofisionomia, que preenche a zona ripária, tem importante papel no controle de poluição, com consequente manutenção da qualidade das águas. Esse fenômeno de atenuação encontra-se intimamente relacionado aos processos de escoamento que sofrem redução de velocidade ou passam a ocorrer de forma subsuperficial quando o escoamento adentra as áreas florestadas. Na presente tese foi empregada uma análise de cenários progressivos de proteção justafluvial em uma bacia experimental representativa do Cerrado brasileiro confrontando-os com a ausência dessa proteção impositiva. Experimentos de campo conduzidos no presente trabalho indicam, ainda, um papel relevante na interceptação da chuva por essa fitofisionomia florestal. As observações sugerem que 75,3% da precipitação atingem o solo na forma de precipitação interna livre, enquanto 24,7% são interceptados pelo dossel das árvores. Acerca do comportamento hidrossedimentológico da bacia estudada, os resultados indicam as estradas não pavimentadas como principal fonte de sedimentos em áreas preservadas. Isso porque ocorre uma descontinuidade da cobertura vegetal quando essas estradas intersecionam os cursos d’água. Em um cenário de uso rural, faixas de proteção de apenas 5 metros já trouxeram bons resultados em termos de atenuação de aporte de sedimentos para eventos de menor monta. Para eventos de máximas, todavia, a atenuação do aporte de sedimentos só se faz perceptível com faixas de proteção justafluvial bem mais elevadas. Embora em menor frequência, são esses eventos mais extremos responsáveis pela maior porção do sedimento transportado na bacia. Nesse sentido, as simulações de cenários de proteção da floresta ripária sugerem que para uma atenuação da descarga sólida da ordem de 90%, seriam necessários 23m de proteção lateral. Tendo em vista que o modelo de atenuação utilizado não foi especialmente desenvolvido para as condições do Cerrado brasileiro faz-se necessário o levantamento de funções mais regionais de atenuação para incorporação ao modelo hidrossedimentológico.
Abstract: The riverside forest formations are recognized for promoting attenuation of mass and energy contributions to water bodies. This vegetation that fills the riparian zone plays a key role in the control of pollution, with consequent maintenance of water quality. This phenomenon of attenuation is closely related to water flow processes. As the water enters the forested areas the runoff experiences reduction of speed or change on water partition with subsurface flow. The present thesis was aimed on scenarios analysis of fluvial protection in an experimental basin representative of the Brazilian Cerrado. Field experiments that have been conducted in the present work also indicated a relevant role in the interception of this forest phytophysiognomy. The observations suggest that 75.3% of the precipitation reaches the ground as throughfall while 24.7% is intercepted by the canopy. Regarding the hydrosedimentological behavior the results have indicated that the unpaved roads are the main sediment source in preserved basins. In a rural use scenario, protection width of only 5 meters led to good results in terms of attenuation of sediment input for small events. For the more extreme events however, the attenuation of the sediment inputs only becomes noticeable with greater lateral forest protection. Although less frequent, these events are more like to be responsible for the larger portion of the sediment transported in the basin. In this sense, simulations of protection scenarios of the riparian forest suggest that for a solid discharge attenuation of around 90%, it would be necessary a 23m lateral protection. Since the attenuation model used was not specially developed for the conditions of the Brazilian Cerrado, it is necessary to survey more regional attenuation functions for incorporation into the hydrosedimentological model.
Informações adicionais: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Tecnologia, Departamento de Engenharia Civil e Ambiental, Pós-Graduação em Tecnologia Ambiental e Recursos Hídricos, 2017.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições:Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Agência financiadora: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).
Aparece nas coleções:ENC - Doutorado em Tecnologia Ambiental e Recursos Hídricos (Teses)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.