Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/31194
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2017_JonielsonRibeirodeSouza.pdf5,73 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Terras geraizeiras em disputa : os processos de autoafirmação identitária e retomada territorial de comunidades tradicionais de Rio Pardo de Minas frente à concentração fundiária
Autor(es): Souza, Jonielson Ribeiro de
Orientador(es): Sauer, Sérgio
Assunto: Comunidades tradicionais
Território
Identidade - construção
Monocultura
Estrutura de comunidade
Data de publicação: 8-Fev-2018
Referência: SOUZA, Jonielson Ribeiro de. Terras geraizeiras em disputa: os processos de autoafirmação identitária e retomada territorial de comunidades tradicionais de Rio Pardo de Minas frente à concentração fundiária. 2017. 228 f., il. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Sustentável)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Resumo: Este trabalho analisa processos de autorreconhecimento identitário e retomada territorial de comunidades tradicionais geraizeiras a partir da problematização da questão da estrutura fundiária do município de Rio Pardo de Minas. Procura refletir sobre como a monocultura do eucalipto, implantada no norte do Estado de Minas Gerais a partir da década de 1970, impactou essas comunidades em seus aspectos produtivos culturais, sociais e fundiários, com foco nas comunidades Raiz, Moreira e Sobrado, daquele município. A concentração fundiária é uma das características históricas da região que foram intensificadas devido à acumulação de terras por grandes empresas monocultoras, promovida por mecanismos estatais de destinação de terras. Expropriadas de seus espaços de reprodução social e econômica, com a invasão dos monocultivos em suas áreas de uso comum, as chapadas, essas comunidades iniciaram processos de reação a partir dos anos 2.000, em lutas por direitos e meios de sobrevivência cultural e física e contra a invisibilização histórica a qual foram submetidas, utilizando-se de estratégias diversas. A pesquisa se apoia em uma participação observante, propiciada pelo envolvimento e articulação entre vários militantes e instituições, que formam redes de apoiadores à causa geraizeira, e também em entrevistas semiestruturadas, conversas, caminhadas transversais, leitura de bibliografia especializada, para fundamentação teórica, e consulta em documentos diversos, para levantamento de informações.
Abstract: This work analyzes the processes of identity self-recognition and the territorial retaking of traditional geraizeiros communities departing from the problematization of Rio Pardo de Minas municipality’s land structure. It seeks to analyse how the eucalyptus monoculture, implanted in the north of Minas Geraisstate from the 1970s, impacted these communities in their productive, cultural, social and the land tenure aspects, focusing on the Raiz, Moreira and Sobrado communities of that municipality. Land tenure concentration is one of the historical characteristics of the region that has been intensified due to the accumulation of land by large monoculture companies, promoted by state land allocation mechanisms. Expropriated of their social and economic reproduction places, with the invasion of the monocultures in their common use areas, the “chapadas”, these communities began multiple reaction processes from the years 2000, using different strategiesto fightfor their rights and means of cultural and physical survival, against the historical invisibilization to which they were submitted. This research is based on an observant participation, provided by the involvement and articulation between several militants and institutions that form supporting networks to the geraizeiroscause, as well as in semi-structured interviews, conversations, transversal walks, specialized bibliography readings for theoretical foundation and consultation in diverse documental sources to collect information.
Informações adicionais: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Centro de Desenvolvimento Sustentável, 2017.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições:Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:CDS - Mestrado em Sustentabilidade junto a Povos e Terras Tradicionais (Dissertações)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.