Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/31119
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2017_VerônicaMoreiraRamos.pdf33,94 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Mapeamento de áreas susceptíveis à ocorrência de escorregamentos no Brasil e suas relações com aspectos socioeconômicos.
Autor(es): Ramos, Verônica Moreira
Orientador(es): Guimarães, Renato Fontes
Assunto: Escorregamentos de terra
Modelagem matemática
Aspectos socioeconômicos
Encostas
Data de publicação: 31-Jan-2018
Referência: RAMOs, Verônica Moreira. Mapeamento de áreas susceptíveis à ocorrência de escorregamentos no Brasil e suas relações com aspectos socioeconômicos. 2017. xxiv, 156 f., il. Tese (Doutorado em Geografia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Resumo: Os movimentos de massa, em especial os escorregamentos rasos, se constituem em uns dos desastres naturais mais recorrentes no Brasil, estando diretamente associados à topografia, entre outros fatores. O modelo SHALSTAB, o qual combina um modelo hidrológico com um modelo de estabilidade de encostas, foi utilizado com o intuito de determinar as áreas susceptíveis à ocorrência de escorregamentos rasos em todo o território brasileiro. Objetivouse avaliar a relação entre a ocorrência desses eventos e os aspectos socioeconômicos, sobretudo para aqueles setores urbanos identificados, a partir de estatística zonal, com as maiores áreas de susceptibilidade. Definir, com base na análise de cicatrizes e de precipitações, o dia em que ocorreu cada escorregamento mapeado na região serrana do Rio de Janeiro, para o período de janeiro de 2011. Além disso, realizar análise de escalas de mapeamentos. Entre outros procedimentos metodológicos, foram realizados: (i) composição e análise dos dados de entrada do modelo SHALTAB, tanto para o Brasil (DEM/SRTM), quanto para a região serrana do Rio de Janeiro (MDT de detalhe); (ii) análises estatísticas (a partir do uso da função Zonal Statistics do ArcMap); (iii) mapeamento das cicatrizes dos escorregamentos ocorridos, na região serrana do Rio de Janeiro, em janeiro de 2011; (iv) elaboração e análise de mapas de precipitações; (v) levantamento e análises das características populacionais e de variáveis referentes à infraestrutura básica, de setores urbanos e/ou municípios identificados com o maior quantitativo de áreas de susceptibilidade aos escorregamentos. Os resultados obtidos indicaram que o estado do Rio de Janeiro é o que, proporcionalmente, concentra os maiores quantitativos de áreas urbanas com susceptibilidade à ocorrência de escorregamentos, com destaque para os municípios de Petrópolis, Teresópolis, Nova Friburgo e Rio de Janeiro. Para esses municípios, constatou-se que, de um modo geral, os domicílios mais diretamente afetados, ou seja, que estão localizados em setores urbanos com maior susceptibilidade tem menos acesso aos serviços básicos de infraestruturas, como: coleta de lixo direta e esgotamento sanitário, além de menor rendimento; quando comparado com domicílios que estão localizados em setores que não apresentam susceptibilidade à ocorrência desse tipo de evento. Foi observada a forte influência da precipitação na detonação dos escorregamentos ocorridos, na região serrana do Rio de Janeiro, nos dias 11 e 12 de janeiro de 2011. Pôde-se inferir que a maioria deles ocorreu no dia 12 de janeiro, quando a precipitação foi mais intensa. Por fim, foi possível verificar que a escala é um fator preponderante para este tipo de mapeamento, as áreas de suscetibilidade a escorregamentos obtidas a partir do uso do MDT de detalhe foram melhor delimitadas quando comparadas com aquelas obtidas a partir do MDE/SRTM.
Abstract: Mass movements, especially shallow landslides, are one of the most recurrent natural disasters in Brazil, they are directly associated to topography, among other factors. The SHALSTAB model, which combines a hydrological model with a slope stability model, was used in order to determine the areas susceptible to the occurrence of shallow landslides throughout the Brazilian territory. The objective was to evaluate the relationship between the occurrence of these events and the socioeconomic aspects, especially for those urban sectors identified, based on zonal statistics, with the highest areas of susceptibility; define, based on the analysis of scars and precipitations, the day on which each sliding occurred in the mountainous region of Rio de Janeiro, for the period of January 2011. In addition, perform analysis of scales of mappings. The methodological procedures were: (i) composition and analysis of the SHALTAB model input data, both for Brazil (DEM/SRTM) and for the mountainous region of Rio de Janeiro (detailed DTM); (ii) statistical analysis (from the use of the Zonal Statistics function of ArcMap); (iii) mapping of the scars of the landslides that occurred in the mountain region of Rio de Janeiro, in January 2011; (iv) preparation and analysis of precipitation maps; (v) survey and analysis of the population and variable characteristics related to the basic infrastructure of urban sectors and/or municipalities identified with the highest number of areas susceptible to landslides. The results indicate that the state of Rio de Janeiro is the one that, proportionally, concentrates the highest numbers of urban areas with susceptibility to landslides, especially in the cities of Petrópolis, Teresópolis, Nova Friburgo and Rio de Janeiro. For these municipalities, it was found that, in general, the households most directly affected, that are located in urban areas with greater susceptibility, have less access to basic infrastructure services, such as: direct garbage collection and sanitary sewage, in addition to lower yield; when compared to households that are located in sectors that are not susceptible to the occurrence of this type of event. It was observed the strong influence of the precipitation in the detonation of the landslides occurred, in the mountain region of Rio de Janeiro, on January 11 and 12, 2011. It was possible to infer that most of them occurred on January 12, when precipitation was more intense. Finally, it was possible to verify that the scale is a preponderant factor for this type of mapping; the areas of susceptibility to landslides obtained from the use of the detail DTM were better delimited when compared to those obtained from the DEM/SRTM.
Informações adicionais: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Humanas, Departamento de Geografia, Programa de Pós-Graduação em Geografia, 2017.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:GEA - Doutorado em Geografia

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.