Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/31079
Título: Language, culture and sustainability : the case of the Ndyuka in Diitabiki, Suriname
Autor(es): Eliza, Ficenca Raquel
Orientador(es): Cabral, Ana Suelly Arruda Câmara
Assunto: Suriname - cultura
Povo - Ndyuka
Política linguística
Sustentabilidade
Suriname - história
Data de publicação: 24-Jan-2018
Data de defesa: 12-Jun-2017
Referência: ELIZA, Ficenca Raquel. Language, culture and sustainability: the case of the Ndyuka in Diitabiki, Suriname. 2017. xvii, 166 f., il. Dissertação (Mestrado em Sustentabilidade junto a Povos e Territórios Tradicionais)—Universidade de Brasília, 2017.
Resumo: Esta dissertação de mestrado põe em evidência um dos seis povos Marrons do Suriname, o povo Ndyuka, descendentes de Africanos que foram escravidavos e escaparam das plantações durante o século XVIII. O povo Ndyuka foi o primeiro grupo de escravos fugitivos com os quais o governo colonial holandês assinou um tratado de paz, em 1760. A dissertação trata especificamente da língua e da cultura dos Ndyuka, que indissociavelmente refletem o importante papel que os Maroons desempenharam no desenvolvimento da história do Suriname. A dissertação, ao tratar de aspectos da cultura dos Ndyuka, procura levar ao entendimento de como os Ndyuka se diferenciaram e se fortaleceram como um grupo etnico distinto, fazendo sua própria história, longe do habitar milenar de seus ancestrais, com um modelo próprio de sustentabilidade. Mostramos, por meio de uma descrição sincrônica de aspectos culturais do povo, como têm resistido por séculos, independentemente das forças opostas à sua sobrevivência. A pesquisa empreendida tem como sua preocupação principal o uso e fortalecimento da língua Ndyuka no sistema educacional surinamês, assim como o reconhecimento do Ndyuka como língua co-oficial do Suriname. Esta dissertação pretende contribuir com a discussão sobre multilinguismo e fortalecimento de línguas minoritárias, examinando relações entre nível de proficiência linguística e políticas educacionais, no caso, o Ndyuka, sublinhando, dentre outros, a necessidade e urgente de estudos linguísticos cujos resultados devem ser aplicados ao ensino da língua Ndyuka na escola e ao desenvolvimento de sua escrita.
Abstract: This Master thesis is about one of the six Maroons tribes of Suriname, the Ndyuka, who are descendants of escaped African slaves from the plantations, during the eighteen century. The Ndyuka was the first group of escaped slaves with whom the Dutch colonial government signed a peace treaty in 1760. The thesis approaches specifically the Ndyuka language and culture, which inextricably reflect the role of the Maroons in the development of Suriname history. The thesis aims to present an understanding of how the Ndyuka differentiated and strengthened themselves as an ethic group, building their own history, far away from the millenary habitat of the African ancestry, and creating their own sustainable model. I show, by means a synchronic description of cultural aspects of the Ndyuka, how they preserved their culture for centuries, despite the contrary forces against their survival. The research has as its main aim the use and strengthening of Ndyuka language in the Suriname educational system, as well as the recognition of Ndyuka as a co-official language of Suriname. This master thesis is thought to be a contribution to the discussion on multilingualism and strengthening minority languages. It focuses on Ndyuka to examine the relationship between the level of linguistic and educational policies, and highlights, among other issues, the urgent need for linguistic studies to incorporate the teaching of the Ndyuka language at school as well as to preserve the language through writing and documentation.
Resumo em outro idioma: ABSTRACT IN NDYUKA : WAN SYATU PISI FOSI U BIGIN AINI NDYUKAA : wooko yaaso a wang wooko abaa wan fu den sigisi busi kondee sama fu Saanan, den Ndyuka sama, den baka pikin fu Afiikan sama di be de saafu anga be e wooko a den paandasi aini a ten fu a jali wan dusun anga tin a seibin. Den Ndyuka sama be de a fosi guupu fu saafu di be lowe anga di fii anga den sitaafu basi aini a jali wan dunsu seibin ondoo anga sigisi tenti. A wooko yaaso e go abaa a Ndyuka tongo anga a fasi fa den Ndyuka sama e libi. Den tu sani ya e go ana anga ana fu soy fa busikondee sama go na fesi aini den ten di pasa aini Saanan. A wooko yaaso e soy fa Ndyuka sama e libi anga fa den taanga den seefi enke wan spesuutu guupu, fa den libi makandii den ten di pasa, faawe fu den dunsu jali fu Afiikan lutu anga den deng eigi sabi fu tan a libi. Aini a wooko ya mi e soy diifeenti sowtu sani fu a fasi fa den Ndyuka libi omen yali anga den eigi sabi anga koni a winsi fa a be e taanga gi den. A ondoo suku abi wan spesuutu bosikopu, dati na a taki abaa den tongo fu Saanan anga fa wi mu taanga a Ndyuka tongo aini a leli sesitema fu Saanan, so seefi a elikeni fu a Ndyuka enke wan fu deng spesuutu tongo fu Saanan. A wooko yaaso de wan yeepi abaa a pisi toli fu den difeenti tongo di de anga fu taanga den tongo di den e fika a baka. Wi e ondoo suku den banti abaa a posisi fu den tongo anga leli, spesuutu a Ndyuka pe we syi taki a Ndyuka tongo de fanowdu fu leli pikin a sikoo anga fu sikiifi anga kibii a Ndyuka tongo.
Informações adicionais: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Centro de Desenvolvimento Sustentável, 2017.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições:Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:CDS - Mestrado em Sustentabilidade junto a Povos e Terras Tradicionais (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2017_FicencaRaquelEliza.pdf3,18 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.