Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/31008
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2003_CecíliaLeiteOliveira.pdf
Restrito
1,56 MBAdobe PDF Acesso Restrito
Título: A revolução tecnológica e a dimensão humana da informação : a construção de um modelo de mediação
Autor(es): Oliveira, Cecília Leite
Orientador(es): Suaiden, Emir José
Assunto: Inclusão digital
Inclusão social
Mediação da informação
Processo de ensino - aprendizagem
Data de publicação: 7-Jan-2018
Referência: OLIVEIRA, Cecília Leite. A revolução tecnológica e a dimensão humana da informação: a construção de um modelo de mediação. 2003. 205 f., il. Tese (Doutorado em Ciência da Informação)—Universidade de Brasília, Brasília, 2003.
Resumo: O objetivo desta pesquisa é construir um modelo de inclusão digital como instrumento para inclusão social, baseado na mediação da informação. Mediação essa entendida como apoio pedagógico no processo ensino/aprendizagem, em escolas públicas de comunidade de baixa renda. Adota para tanto, a abordagem etnográfica, pelo faro de tal abordagem focalizar uma multiplicidade de significados construídos, destruídos e reconstruídos pelos sujeitos em sua interação e, como instrumento principal de coleta de dados, utiliza a observação participativa. Concebe a metodologia de mediação a partir das experiências internacionais com a alfabetização em informação e dos objetivos definidos na pesquisa. Cria um modelo experimental cujo enfoque é o desenvolvimento das habilidades em informação, e o qual se centra não apenas nas etapas que determinam a resolução desses problemas, mas também nas fases que requerem um processo de aprendizagem no aprender a informar-se. Comprova a tese de que a leitura e o desenvolvimento do senso crítico são determinantes para a formação de indivíduos autônomos intelectualmente, pois, a partir daí, saber manejar um computador e dispor dos conteúdos que a Internet oferece é, realmente, usufruir das novas tecnologias e participar da sociedade da informação. Isso significa conceituar as TICs não como meros instrumentos, no sentido técnico tradicional, mas como algo tecnologicamente novo e diferente, capaz de ampliar o poder cognitivo do ser humano e de possibilitar mixagens complexas e cooperativas de conhecimento. O cerne desta pesquisa é, portanto, reconhecer o fato de a principal ferramenta desse novo milênio não ser o computador, e sim o próprio conhecimento, modelado pelas estratégias cognitivas que facilitam a tomada de decisão e a solução de problemas. É entender que a máquina é um meio, um instrumento que deve ser utilizado como recurso. A capacidade de identificar, nas mais diversas situações, a melhor solução, assim como a motivação por aprender ao longo da vida, e a autoconfiança nas próprias habilidades, não virão das ferramentas e sim da capacidade, dos mediadores do conhecimento, de realizarem com sucesso suas tarefas.
Abstract: The purpose of this research is to build a model for digital inclusion as an instrument to achieve social inclusion based on the mediation of information. Mediation understood as support in the process of teaching and learning in public schools of poor communities.The method is a qualitative study in an ethnographic approach. Participate observation is in this case the main tool to collect data. This work creates an experimental model that leads to the development of abilities to deal with information. There are two distinct goals to the model: the first is find solutions to specific problems caused by the lack of information; and the second is teach each person the entire process of learning how to get information. This study proves the thesis that the reading and the stimulus to a criticai sense are that factors that make an individual Íntellectually independent. From this point managing a computer and being able to use the data available on the internet really means enjoying the benefits of technology and to be part of the information society. The central idea of this research is to show that the most important tool for the new millenium is not the computer, but knowledge itself. The possibility of identifying the best solution to different problems won't come from the machine, but fotm the capacity of the knowlegde mediators to accomplish their duty.
Informações adicionais: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Estudos Sociais Aplicados, Departamento de Ciência da Informação e Documentação, 2003.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:FCI - Doutorado em Ciência da Informação (Teses)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.