Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/30919
Files in This Item:
File SizeFormat 
ARTIGO_ AvaliacaoPotencialEnergetico.pdf876,14 kBAdobe PDFView/Open
Title: Avaliação do potencial energético de Bambusa vulgaris em função da idade
Other Titles: Evaluation of Bambusa vulgaris energy potential based on age
Authors: Vale, Ailton Teixeira do
Moreira, Alessandro Cezar de Oliveira
Martins, Ildeu Soares
Assunto:: Bambu
Biomassa
Aproveitamento energético
Issue Date: 2017
Publisher: Instituto de Florestas da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
Citation: VALE, Ailton Teixeira do; MOREIRA, Alessandro Cezar de Oliveira; MARTINS, Ildeu S. Avaliação do potencial energético de Bambusa vulgaris em função da idade. Floresta e Ambiente, Seropédica, v. 24, e00123314, 2017. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-80872017000100181&lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 9 jan. 2018. Epub July 17, 2017. doi: http://dx.doi.org/10.1590/2179-8087.123314.
Abstract: Este trabalho teve como objetivo a avaliação energética de Bambusa vulgaris ex J.C. Wendl. var. vulgaris com idades de 1, 2 e 3 anos. As amostras, provenientes de três posições ao longo do colmo (base, meio e topo), foram coletadas no plantio comercial, manejado para produção de energia, tendo os teores de material volátil, cinzas e carbono fixo; o poder calorífico superior, a densidade básica e a densidade energética; os teores de extrativos, holocelulose e lignina total determinadas. Os resultados indicam que para as idades de 1 a 3 anos houve aumento do teor de cinzas, densidade básica e energética, diminuição do teor de material volátil, de carbono fixo e de poder calorífico. Também indicam que da base para o topo houve aumento do teor de cinzas, densidade básica e energética, diminuição do teor de material volátil, de carbono fixo e do poder calorífico. Elegendo a densidade energética como a melhor variável, é possível afirmar que a qualidade da biomassa de Bambusa vulgaris como insumo energético melhora com o aumento da idade e nas porções superiores dos colmos, produzindo maior quantidade de energia por unidade de volume.
Abstract: This study aimed to perform an energy evaluation of Bambusa vulgaris ex JC Wendl. var. vulgaris for ages 1, 2 and 3 years old. Samples from the positions along the stem (base, middle and top) were collected in commercial plantation, managed for energy production. The content of volatile material, ash and fixed carbon, high heat combustion, basic density and energy density, content of extract, holocelulose and the total lignin of B. vulgaris were determined. The results indicate that the age of 1 to 3 years old showed increased ash content, basic density and energy density, reduction of volatile material, fixed carbon content and heat combustion. And also indicate increased ash content, basic density and energy density; decreased volatile material, fixed carbon content and heat combustion from base to top. Considering the energy density as the best, we can say that the quality of Bambusa vulgaris biomass as energy input improves with increasing age and the upper portions of the stemsproduce more energy per unit volume.
Licença:: Floresta e Ambiente - Este é um artigo publicado em acesso aberto (Open Access) sob a licença Creative Commons Attribution, que permite uso, distribuição e reprodução em qualquer meio, sem restrições desde que o trabalho original seja corretamente citado (CC BY 4.0). Fonte: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-80872017000100181&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 9 jan. 2018.
DOI: http://dx.doi.org/10.1590/2179-8087.123314
Appears in Collections:EFL - Artigos publicados em periódicos

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/30919/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.